71º Festival de Cannes: “Diamantino” vencedor da Semana da Crítica

Mais um prémio para o cinema português, “Diamantino”, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt recebe Grande Prémio Nespresso na 57ª Semana da Crítica. Aliás era um dos favoritos…

Diamantino
Os premiados da 57ª Semana da Crítica

“Diamantino”, a primeira longa-metragem realizada por Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, foi galardoado esta tarde com o Grande Prémio Nespresso na 57.ª Semana da Crítica, do Festival de Cannes. O júri composto pelos actores Chloe Sevigny e Nahuel Pérez Biscayart e presidido pelo cineasta norueguês Joachim Trier decidiu atribuir a “Diamantino” o prémio  mais importante desta competição, numa cerimónia com prémios anunciados há pouco mais de uma hora.

A maior estrela de futebol do mundo é afinal o português de sotaque açoriano chamado Diamantino (Carloto Cotta). No entanto, ele está a perder os seus talentos futebolísticos e a sua carreira começa a entrar aos poucos em declínio. À procura de um novo objetivo para a sua vida, Diamantino inicia uma delirante odisseia pessoal, que mistura neofascismo, crise dos refugiados, modificação genética, a busca da origem da genialidade e afinal tudo se vai tornar mais simples graças ao amor.

A Carloto Cotta juntam-se os actores Cleo Tavares, Anabela Moreira, Margarida Moreira, Carla Maciel, Filipe Vargas, Manuela Moura Guedes, Joana Barrios e Maria Leite“Amor, Avenidas Novas”, de Duarte Coimbra, que concorria na secção de curtas-metragens, não ganhou nenhum prémio. 

José Vieira Mendes (em Cannes) 

Lê Também:
Ryan Reynolds aparece em King Of Masked Singer
Lê Também:
71º Festival de Cannes: Todos lo saben
Lê Também:
71º Festival de Cannes (2): A Música e a Liberdade
Lê Também:
71º Festival de Cannes: Don Quixote no encerramento!
Lê Também:
71º Festival de Cannes (4): Fábulas Humanistas
Lê Também:
71º Festival de Cannes (5): Amores Loucos
Lê Também:
71º Festival de Cannes: Godard Video-Conferencista
Lê Também:
71º Festival de Cannes: O meu nome é “Diamantino”.
Lê Também:
71º Festival de Cannes (7): Mulheres, Actrizes e o Circo
Lê Também:
71º Festival de Cannes: Duarte Coimbra, com “Amor, Avenidas Novas”
Lê Também:
71º Festival de Cannes (8): Koreeda, Lee e Von Trier
Lê Também:
71º Festival de Cannes (8): A Luta do Povo, Salaviza e Brisé

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colabora no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’, ( 2014). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’,(2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’, (2012) Mostras de Cinema da América Latina 2010 e 2011, 'Vamos fazer Rir a Europa', 2014 e Mostra de Cinema Dominicano, 2014 e Cine Atlântico, Terceira, Açores. É o Director de Programação do Cine’Eco- Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela desde 2012. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *