10 Coisas que (possivelmente) Não Sabias sobre Leonardo DiCaprio

 

Começou como o menino de cara bonita e olhos azuis, e hoje é um dos atores mais dinâmicos e talentosos de Hollywood… mas achas que sabes tudo sobre Leonardo DiCaprio?

 

1. Lenny Williams, és tu?

young leo

Quando tinha 10 anos, DiCaprio foi aconselhado pelo seu agente a mudar o nome para Lenny Williams de forma a melhorar as suas hipóteses de arranjar trabalhos em Cinema. O agente pensava que o seu nome era demasiado étnico e recusou-se, inclusivamente, a representá-lo se não concordasse com a ideia. Felizmente, Leo recusou a ideia e encontrou um novo agente.

 

 

2. Auf Wiedersehen 

mae

A mãe de Leonardo DiCaprio nasceu na Alemanha e ensinou-o desde cedo a falar a sua língua nativa. Adicionalmente, os pais do ator separaram-se cedo, pelo que acabou por crescer com a família da mãe, de origem alemã.

 

Lê Mais: The Revenant: O Renascido, em análise

 

3. Mau demais para ser verdade

donplum

Ao lado de Tobey Maguire, DiCaprio protagonizou um filme chamado Don’s Plum. No entanto, considerou o resultado final tão sofrível que tomou ações legais para que nunca chegasse aos cinemas ou fosse lançado em DVD nos Estados Unidos da América.

 

 

4. O Jack que poderia não ser seu

titanic

Originalmente, DiCaprio não estava particularmente interessado no papel de Jack Dawson de Titanic. James Cameron confidenciou numa entrevista à People que o ator achava o personagem não enfrentava dificuldades suficientes, e que sempre procurou trabalhos com enfoque no lado negro humano desde o início da sua carreira. “Tornou-se a minha função convencê-lo a fazer o que o Gregory Peck e o Jimmy Stewart tinham feito nas suas gerações: estar lá, ser forte e aguentar o interesse da audiência sem parecer que estivesse a fazer muito. Só acabou por se entusiasmar quando o convenci de que essa era, na verdade, a coisa mais difícil de fazer.

Lê Também:
Elenco de Once Upon A Time in Hollywood ganha novos reforços

 

Lê Mais: Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese voltam a reunir-se num filme

 

5. A propósito de Titanic…

winslet

Em 2009, DiCaprio e Kate Winslet ajudaram  a pagar as cotas do lar de Millvina Dean de 97 anos, a última sobrevivente do Titanic, para que ela não tivesse de vender os seus pertences.

 

 

6. Menino certinho e sem vícios da pesada

drogas

Apesar de todos os rumores, DiCaprio nunca usou drogas, revelando mesmo que cresceu num ambiente pobre e que a sua formação e educação o ajudaram a resistir ao desejo de consumo de estupefacientes no mar de Hollywood. Desta forma, e para melhor encarnar O Lobo de Wall Street, consultou um especialista em drogas e passou largas horas a estudar o icónico vídeo do youtube “The Drunkest Guy in the World”.

 

Lê Mais: O Lobo de Wall Street, em análise

 

7. Um novo Psicopata?

psycho

Leonardo DiCaprio foi o primeiro escolhido para interpretar o papel de Patrick Bateman em Psicopata Americano, no entanto, recusou a oportunidade por a sua base de fãs ser maioritariamente constituída por raparigas adolescentes. Christian Bale acabou por ficar com o trabalho.

Lê Também:
Al Pacino garantido no novo filme de Quentin Tarantino

 

 

8. Traços obsessivos

poc

Depois de interpretar o obsessivo empreendedor Howard Hughes em O Aviador, DiCaprio confessou que o papel lhe despertou o comportamento compulsivo latente: “Tinha esta coisa de ir para a escola e voltar atrás porque não tinha pisado um espaço. E sentia que algo estava errado se não fizesse isso. E tentei acordar um pouco isso ao longo do filme. Por isso, às vezes, demorava algum tempo a chegar ao set. Tinha de fazer coisas no meu camarim. E deixava-me maluco muitas vezes. Durou alguns meses depois das filmagens, e ainda há rastos daquilo na minha vida”.

 

Lê Mais: Leonardo DiCaprio prepara filme sobre escândalo da Volkswagen

 

9. Não é para quem quer, é para quem pode

ilha

Em 2015, o ator comprou uma ilha na costa de Belize que está a planear transformar num resort amigo do ambiente com recursos energéticos renováveis. “Este projeto é pioneiro numa nova forma de eco-turismo e no desenvolvimento de construções amigas do ambiente que demonstra que o desenvolvimento humano pode ser restaurador e benéfico para o ambiente”, defendeu DiCaprio.

 

 

10. Homem de Causas

causas

DiCaprio defende uma série de causas pelas quais é apaixonado e que ajuda a financiar. Entre a adoção, centros de acolhimento, orfãos, SIDA, crianças, conservação ambiental, pobreza, fome, direitos humanos, saúde e homossexualidade, Leonardo ajudou a reunir milhões de dólares para diversas instituições, prestando apoio de diversas formas a outras tantas.

 

 

Catarina Oliveira

Licenciada em Ciências da Comunicação e com formação complementar em Design Gráfico, além de editora e diretora criativa da MHD é também uma das sócias fundadoras da mais recente face da empresa. Colaboradora de Cinema na Vogue Portugal. Gestora de conteúdo na Lava Surf Culture e NOS Empresas - Criar uma Empresa. Autora do blog de Cinema Close-Up.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *