Comic-Con 2015 | Descontração e diversão marcam o painel de Supernatural

 

“Supernatural” não foi esquecida nesta Comic-Con 2015 e o elenco marcou presença no último dia do evento. A série proporcionou um dos painéis mais divertidos da Comic-Con deste ano, algo que já se adivinhava apenas pela escolha dos moderadores do debate: os atores Richard Speight Jr. e Rob Benedict, intérpretes de Gabriel e Chuck, respectivamente.

Quem esperava um painel recheado de novidades da próxima temporada, saiu desiludido. Quem queria presenciar a química imensa do elenco, não tem com que reclamar. O painel começou com a exibição de um vídeo de comemoração do 200º episódio que não tinha sido visto por ninguém (nem elenco).

De seguida os membros do elenco começaram a entrar. A plateia começou a gritar quando Jared Padalecki apareceu, tirou o chapéu e agitou o cabelo. Seguiram-se Jensen Ackles, Misha Collins, Mark A. Sheppard, o produtor Jeremy Carver e o argumentista Andrew Dabb.

Jeremy Carver assumiu que está muito orgulhoso da temporada passada: “As histórias das personagens tiveram muita intensidade”. Já o próximo ano promete um “epic feel“, um grande “Mal” e uma demanda para os irmãos se unirem muito mais. Jared Padalecki aproveita para fazer um trocadilho com o apelido dos irmãos Winchester afirmando que eles irão vencer o Mal porque não são LOSE-Chesters. O ator continua a repetir a piada até a plateia inteira se rir.

Comic-Con 2015

Jensen conta que podemos esperar uma “limpeza” após a remoção da Marca de Caim e tudo girará em torno das consequências disto. É também do seu agrado que os irmãos se tornem unidos como eram na primeira temporada. “Eles estão de volta ao normal, por assim dizer, e têm um alvo em comum. Estou animado com isso”. Jared aproveita para brincar: “Tudo o que o Jensen acabou de dizer, eu também irei dizer”.

Jared diz que alguns fãs cresceram a ver a série e Misha acrescenta que também eles cresceram com os fãs (e admite que quase chorou ao assistir aos clips de retrospectiva). A determinada altura comenta-se a nomeação de “Melhor Química” entre o Jensen e o Misha nos Teen Choice Awards e os atores brincam que de facto têm um laboratório de química no qual gostam de trabalhar. E Sastiel, porquê que não acontece? O Misha explica que a diferença de alturas entre os dois iria complicar a relação.

Comic-Con 2015

Sobre os bastidores, Misha conta que às vezes eles convencem os produtores a dar cenas falsas para o Mark gravar, e fingem que ligam as câmaras. “É muito catártico”, brinca o ator. Quando chega a altura de Mark falar, os moderadores saltam a sua vez e ele vai até ao final do painel em protesto.

É neste momento que os moderadores trazem um convidado surpresa… um hamster de peluche com o qual Mark trabalhou. “Este foi o melhor e mais amável ator com o qual já trabalhei ao longo de dez temporadas”, anuncia dando o mote para um dos pontos altos do painel. Rob e Richard começam a imitar a “voz” de um hamster de forma hilariante, o que faz com que todo o painel comece a rir de forma descontrolada. Jared Padalecki riu tanto que teve que se levantar para recuperar o fôlego e Misha teve que enxugar as lágrimas do riso.

Mas e quanto ao Crowley? Eu estou morto. Eles só me deixaram vir aqui porque sabiam que eu iria aparecer de qualquer maneira”, diz Mark. Andrew revela que tão cedo não há episódios temáticos, mas promete que tem algo muito divertido na manga para o quarto episódio da próxima temporada.

Jeremy revela que algumas das personagens preferidas dos fãs irão voltar de “formas surpreendentes”. Estaria a referir-se a Rob e Richard?

Ainda sobre a 11ª temporada Jared comenta que irá surgir algo muito maior e pior que a Marca, e repete que os irmãos não são LOSE-Chesters! Jensen remata: “O problema é que lentamente nos estamos a tornar nos Lose-Chesters”.

Comic-Con 2015

Jensen falou também acerca da sua experiência como realizador de alguns episódios, e confirma que será ele a realizar a próxima season premiere. Jensen diz que é mais “fácil” de dirigir o elenco principal após 10 anos, “a menos que estejamos a falar do Misha; nesse caso já temos que controlá-lo um pouco”. O ator fala que “Supernatural” é como uma família que já passou por muita coisa – nascimentos, mortes, casamentos, divórcios. “A maioria está lá desde o primeiro dia”. Mark concorda: “Não há melhor sensação no mundo do que ir para o trabalho e sentires-te abraçado pelos braços da tua família”. Jensen remata que é fantástico sentir-se abraçado, também, pelos fãs.

Um dos momentos mais comoventes do painel foi quando Jared Padalecki foi surpreendido pela plateia. Os fãs no Hall H acenderam velas e ergueram-nas no ar, num tributo surpresa à causa “Always Keep Fighting”, que ajuda pessoas que sofrem de depressão. Jared, que recentemente falou abertamente acerca da sua própria batalha contra a depressão, aplaudiu de pé a plateia e tirou uma fotografia para registar o momento.

Sobre as cenas favoritas da décima temporada, Jensen conta que foi a luta com Caim. Ele ficou com alguns cortes e hematomas depois, mas “são o tipo de marcas que exibimos com orgulho”. Jared diz que amou o confronto na season finale e Misha a finalização da história do Jimmy. Mark e Jeremy gostaram da relação Crowley-Rowena e Andrew gostou de escrever o Deanmónio.

O próximo fã conta que começou a ver a série em abril (viu uma temporada por semana) e queria saber qual o episódio favorito das dez temporadas. Jeremy e Jared imediatamente escolhem o 200º.

No momento das despedidas Jared e Jensen aproveitam para agradecer o apoio dos fãs e finalizam dizendo que não seriam nada sem o público.

 

Comic-Con 2015

Catarina Porfírio

Licenciada em Ciências da Comunicação | Apaixonada por séries, devoradora de livros e de grande parte de cultura pop. Tem a escrita como terapia e um ódiozinho de estimação a quem dá calinadas no Português. De vez em quando pode ser encontrada no Twitter @Cuquinha89

Catarina Porfírio has 808 posts and counting. See all posts by Catarina Porfírio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *