Jemini

O melhor do pior da Eurovisão

1 de 10

Já falta pouco para saber os resultados finais deste ano da Eurovisão e, enquanto esperas, aproveita para rever o melhor dos piores momentos do festival.

Tal como se costuma dizer que há uma linha que separa a loucura da genialidade, também há uma que separa a fama da vergonha… Ou, melhor dizendo, que separa a fama de uma boa prestação da fama pelo ridículo!

Depois de saber quem vai representar Portugal e enquanto o Festival vai decorrendo, aqui ficam os 10 exemplos do pior que passou pela Eurovisão:

10. GUNVOR PELA SUÍÇA, 1998

Eurovisao

Antes de participar na Eurovisão, Gunvor dividia o seu tempo entre dois trabalhos: secretária do Ministério da Força Aérea e empregada num bar. Ao ser selecionada para representar a Suíça, desistiu dos seus empregos… apenas para conquistar os nul points (pontos nulos).

Com esse resultado e devido à pressão negativa colocada sobre a mesma, Gunvor desenvolveu uma depressão e passou a trabalhar num circo, antes de lançar uma série de CDs para crianças.

Apesar deste episódio negativo, Gunvor continua otimista e com um espírito indomável, afirmando que, ainda hoje em dia, continua a receber pedidos de autógrafos e continua a atuar em televisão, rádio e em eventos particulares como casamentos, festas de aniversário, entre outros.

1 de 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.