Fora de Série | Supergirl T01E16

Caminhando para o final da sua primeira temporada, Supergirl exibe o seu melhor episódio até à data, contando com a excelente performance de Melissa Benoist.

Quando olhamos para todas as séries televisivas sobre super-heróis que temos à nossa disposição atualmente, é inevitável algumas serem melhores que outras. No caso de Supergirl, embora tivesse vindo a apresentar uma temporada agradável de assistir, não estava a conseguir chegar aos calcanhares de, por exemplo, The Flash, que com apenas a sua primeira temporada, afirmou-se em peso no panorama televisivo. Porém, tudo muda quando é exibido esta semana, o 16º episódio da temporada. Falling foi sem sombra de dúvidas o melhor episódio desta temporada até à data.

Lê também: Filmes de Super-heróis, para maiores de 18 anos

Após uma série de episódios que seguiam uma estrutura semelhante, onde era apresentado o vilão da semana, descobria-se vulnerabilidades e capacidades da Supergirl e no final víamos a super-heroína encontrar a estratégia adequada para derrotar o inimigo, evoluindo um pouco mais no trabalho de super-herói, em Falling é a própria Supergirl que se torna na vilã. De facto, este tipo de reviravolta narrativa não é muito original, principalmente no mundo dos super-heróis, porém, todo o mérito do sucesso deste episódio vai para .

 

supergirl

 

Lê mais: Legends of Tomorrow | Final da mid-season, em análise

Que a atriz era perfeita para desempenhar a Kara/Supergirl alegre, bondosa e justiceira, já sabíamos. No entanto, quando o objetivo é vestir a pele de alguém que apresenta as características exatamente opostas das que referimos anteriormente, é quando surge o verdadeiro desafio da atriz. Será que Benoist conseguiria ser tão credível nesta nova faceta como na outra? Após a visualização deste episódio, quaisquer dúvidas que tivéssemos evaporam-se num ápice. Quem conduz este episódio é obviamente a protagonista. Isto não acontece simplesmente porque a personagem está, mais do que nunca, no centro da narrativa, mas porque Melissa Benoist tem uma presença tão forte em todas as cenas que interpreta, que é impossível dizermos que o trabalho da atriz não comandou o episódio.

Vê ainda: Outlander | Primeira temporada em análise

Tudo começa quando Kara é exposta à Red Kryptonite, criada por Maxwell Lord (Peter Facinelli), e se torna numa vilã tão malvada como os inimigos que ela tem vindo a enfrentar na história. Esta transformação é gradual e vai sendo interpretada com grande cuidado por Benoist. Mais tarde, quando a evolução da personagem está concluída, é de uma forma tão brilhante como convincente, que Melissa encarna a faceta mais sombria de Kara durante a maior parte do episódio, revelando que a protagonista, por mais altruísta e amável que fosse, também tem defeitos humanos como a inveja ou a raiva.

Lê Também:
Spider-Man: The Heist (PS4) | em análise

 

supergirl

Vê também: Destaques Netflix em março

Todas as atitudes ou afirmações feitas por Supergirl durante este período deixarão marcas nas relações que ela tinha, e ficou bem claro que o perdão de alguns personagens não será imediato. Vendo bem as coisas, se Kara fez ou disse algo durante esta fase, era porque no seu íntimo, existia algum fundo de verdade nos seus sentimentos. Até ao final do episódio temos ainda oportunidade de ver Kara ser curada e mostrar-se no seu estado mais frágil e mais humano, quando se apercebe de todo o mal que fez. Realçamos novamente o desempenho de Benoist, que depois de nos mostrar a Supergirl que conhecemos, feliz e generosa, e em seguida a versão mais cruel da personagem, ela consegue ainda interpretar genuinamente uma Kara cheia de remorsos e profundamente arrependida por tudo o que aconteceu.

Lê mais: As melhores séries a estrear | Seleção de março by MHD

Para além do excelente trabalho de Melissa Benoist, Falling é também um episódio muito bem sucedido pois apresenta um grande desenvolvimento nas relações entre personagens. Um dos pontos mais positivos de Supergirl sempre foi a dedicação e tempo que dá às relações entre os personagens, especialmente entre as femininas, nomeadamente a relação das irmãs Kara e Alex, e a relação entre Cat e Supergirl, e este episódio foi especialmente importante nesse sentido.

 

supergirl

 

Vê ainda: TOP Séries 2015 by MHD

Os episódios mais recentes da série da CBS têm sido bastante críticos para a relação entre as irmãs Danvers, colocando-a à prova das mais variadas maneiras. Em Falling, Kara exprime sentimentos muito negativos relativamente à irmã, acusando-a de ter inveja dela e de a odiar. Estas palavras atingem profundamente Alex porém, o que é fantástico nesta relação, é o amor incondicional que a rodeia, e por isso, Alex perdoa imediatamente Kara quando esta volta ao seu estado normal, admitindo ao mesmo tempo a existência de alguma verdade nas acusações feitas. Este foi um dos momentos mais importantes do episódio pois mostrou que embora a relação destas duas irmãs seja ladeada por um amor verdadeiramente genuíno, não é perfeita, e é preciso um esforço das duas partes para que esta ligação continue forte e saudável.

Lê Também:
Red Dead Redemption 2 (PS4) | em análise

Lê também: TOP Casais de Séries de 2016 by MHD

Desde o início da temporada que Cat Grant tem sido para Supergirl uma espécie de conselheira nos momentos em que a super-heroína se encontra com dúvidas ou dilemas. Para além disso, Cat foi não só responsável por dar o nome a Supergirl, como por enaltecer as qualidades da protagonista e o quão importante ela é para National City. Assim, não é de espantar que Cat Grant fique profundamente abalada quando vê Supergirl descarrilar, algo bastante patente na cena em que a fundadora da CatCo Worldwide Media é forçada a fazer uma gravação vídeo, avisando os habitantes da cidade acerca do perigo que Supergirl apresenta.

 

supergirl

 

No final do episódio, quando tudo regressa à normalidade, a protagonista pede desculpa a Cat, fala-lhe do amor que tem pela cidade e, de certa forma, mesmo que inconscientemente, fica à espera das sábias palavras da sua conselheira. Esta aceita o seu pedido de desculpas e diz a Supergirl aquilo que ela precisa de ouvir no momento, dando-lhe também um novo voto de confiança, mostrando que acredita nela e na sua capacidade de recuperar a confiança dos habitantes de National City. O episódio acaba com Supergirl a interiorizar estas palavras e a processar todas as consequências dos atos que cometeu, na companhia de Grant, que claramente não pretende deixar a protagonista sozinha naquele momento mais vulnerável. Fica mais uma vez bem explícito como esta ligação e dinâmica entre as personagens é dos aspetos mais positivos que a série tem para oferecer ao espetador e à história.

Consulta ainda: Calendário de Séries Midseason 2016

Falling foi definitivamente um episódio bastante completo nos vários elementos que o compõe, mesmo nos mais técnicos, como o CGI, apresentando um excelente trabalho de argumento e um ótimo trabalho da parte dos atores, especialmente de Melissa Benoist. Ver Supergirl exibir um episódio com esta categoria não só deixa qualquer espetador satisfeito, como demonstra a capacidade da série nos oferecer mais casos como este no futuro. Ficaremos certamente à espera! 


supergirlTítulo Original: Supergirl
Criador: Ali Adler, Greg Berlanti, Andrew Kreisberg
Elenco: Melissa BenoistMehcad BrooksChyler LeighCalista Flockhart
CBS | Drama, Ação, Aventura, Ficção Científica | 2015 | 
[starreviewmulti id=19 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]


Filipa Machado

Filipa Machado

Licenciada em Estudos Artísticos e uma grande apaixonada (e viciada) por Literatura, Televisão, Cinema e, em especial, por Animação Japonesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *