Foto de Masakaze Kawakami no Unsplash

Os jogos clássicos que fazem sucesso nos telemóveis

Durante muitos anos, o mundo dos videojogos era dominado pelas consolas e computadores. Estas duas eram as “únicas” plataformas destinadas aos jogos eletrónicos. 

A Nintendo foi protagonista deste duelo polarizado durante décadas, inovou e apostou nas consolas portáteis Game Boy, uma forma de jogar em movimento, que tiveram algum sucesso. No entanto, não o suficiente para derrubar o reino dos “grandes” dispositivos. Contudo, abriram caminho para a chegada de um concorrente de peso.

A chegada do telemóvel

O único dispositivo capaz de se assumir como uma nova plataforma para os videojogos foi o telemóvel. O dispositivo, que convive diariamente connosco, passou por muitas mudanças antes de se conseguir estabelecer como concorrente das consolas. Entre as melhorias está o aumento da potência dos processadores, melhoria dos ecrãs e uma biblioteca que engloba novidades e jogos clássicos.

Um sinal claro desta mudança está refletido no valor investido pelos utilizadores. Um estudo realizado pela International Data Corporation (IDC) revelou que os gastos com videojogos para smartphones é muito superior aos gastos em consolas e PCs. Além disso, o estudo também revelou que o mercado global de videojogos continua em franca expansão, em todas as plataformas.

Num mundo digital é de se imaginar que os novos videojogos, cheios de gráficos de última geração sejam os mais desejados. No entanto, é uma meia verdade, visto que os jogos clássicos também contam com os seus fiéis seguidores e a sua quota-parte no mercado.

Vejamos alguns exemplos.

Telemóvel Smartphone jogos
Foto de Jonas Leupe no Unsplash

Cartas na mesa

Um dos passatempos mais antigos da história, os jogos de carta, não poderiam ficar de fora da transformação digital. Um êxito indiscutível, seja na versão física ou real, oferecem uma imensa variedade de modalidades. Além do modo tradicional, também estão os jogos como o Uno, com um baralho especial para a sua forma de jogar.

As opções são muitas, começando pelo clássico Paciência, que superou o sistema operativo Windows, e ganhou diferentes versões nas lojas de aplicações para telemóvel. Uma das mais descarregadas é a Pyramid Solitaire Saga, onde o jogador deve ultrapassar níveis e seguir um “caminho”. Além do desafio solitário, esta versão também modo multijogador, ficando desta forma o jogo ainda mais emocionante.

Outro exemplo é o poker. Nascido nos casinos, há muito tempo que se tornou num jogo casual, jogado em casa e entre amigos. No ambiente digital, este desporto mental ganhou ainda mais adeptos, tornando-se num dos mais praticados no mundo. Devido à sua popularidade, a oferta de pôquer online está aumentando, com plataformas especializadas como o PokerStars oferecendo o jogo em suas diferentes modalidades, como Omaha High, Courchevel e Texas Hold’em, as mais praticadas entre elas.

Tabuleiro digital, diversão real

Os clássicos jogos de tabuleiro também chegaram aos telemóveis. É notório que esta modalidade é naturalmente para multijogadores, e no mundo virtual é fácil encontrar outras pessoas dispostas a ligarem-se a uma partida para jogar. Desta forma, a conexão com a internet e a popularização dos smartphones têm papéis decisivos para o sucesso dos jogos de tabuleiro online.

O jogo de tabuleiro mais famoso do mundo — físico e virtual — é o xadrez. Este clássico desporto mental está na história da humanidade, sendo lembrado como um dos passatempos favoritos de jovens e adultos. No mundo digital, o xadrez ganhou ainda mais praticantes, plataformas especializadas como o Chess.com oferecem partidas equilibradas, visto que o nível de habilidade dos jogadores define o rival, para além de que também são disputados campeonatos completos.

O Monopólio também foi parar aos ecrãs dos telemóveis. O jogo ganhou uma versão gratuita, o Monopoly Go; uma versão clássica e completa, o Monopoly; e um derivado, onde o jogador deve gerir uma cidade e fazer com que a mesma cresça, com o nome de Monopoly Tycoon. Esta forma de desdobrar um jogo é uma das vantagens que o mundo virtual permite aos programadores que podem explorar a criatividade ao máximo.

Um jogo que mistura estratégia e diversão, o RISK: Global Domination também conta com a sua versão eletrónica. Criado em 1957, por Albert Lamorisse, o jogo de estratégia militar conquistou o mundo — o objetivo absoluto — e consolidou o seu espaço no imaginário popular. Na sua versão mobile, os jogadores enfrentam-se em diversos ambientes, desde o clássico, até a um modo zombies.

Assim sendo, não há dúvidas que o telemóvel apresenta um importante papel no atual cenário dos videojogos, ao tratar-se do dispositivo que teve maior aceitação na sociedade desde a sua chegada, pelas constantes melhorias e, especialmente, pela sua incrível praticabilidade.

A sua trajetória ainda está a ser traçada e as mudanças que serão criadas devido ao seu uso ainda está por chegar. O mercado gaming é apenas um dos muitos afetados positivamente pelos telemóveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.