Julia Holter lança “Words I Heard”

“Words I Heard” é o segundo single de “Aviary”, o novo álbum de Julia Holter, que será lançado no próximo dia 26 de outubro, por meio da Domino Records.

Depois de “I shall love 2”, o principal single do novo álbum de Julia Holter, é a vez de o segundo single de Aviary, “Words I Heard”, ser divulgado.

Tanto Aviary como “ Words I Heard” foram inspirados num livro de Etel Adnan, uma escritora americano-libanesa. O livro fala-nos da relação que a autora desenvolve com o Monte Tamalpais, na Califórnia, focando-se na importância da Natureza. Tal como no caso do anterior single, também “Words I Heard” vem acompanhado de um vídeo produzido por Dicky Bahto:

Quando a Julia me disse que o título do álbum foi inspirado por Etel Adnan, uma das minhas escritoras preferidas, senti que tinha que fazer um filme para uma das músicas no Monte Tamalpais, que é um tópico recorrente tanto nas artes visuais de Adnan como na sua escrita. Filmei algumas caminhadas pelo caminho de Dipsea, e na última parte da música combinei-as com outras filmagens que fiz durante a produção em estúdio do álbum. (Dicky Bahto)

À medida que vamos acompanhando as imagens do vídeo vamo-nos deixando absorver por uma voz algo angustiada, que nos guia nesta exploração do monte Tamalpais. Durante os quase sete minutos de duração da música, entramos naquele ambiente calmo e natural, em que a voz, as cordas e a atmosfera se unem num só. Contudo, somos esporadicamente despertados por uma voz  suplicante mas poderosa que grita: “save our souls and our laughter”.  No minuto final da faixa, imagens dos ensaios em estúdio contrastam com as anteriores filmagens naturais, o piano entra num tom elevado, criando-se um crescendo que só cessará nos últimos segundos, quando tudo se desvanece subtilmente.

Uma voz suplicante que nos fala de como “Creature changes sadness doves/Thirsty beyond the games of modern time/Fools crusade in hostile fog/Fish are martyrs to the kingdom war-dogs”; acompanhada por imagens a captar com minúcia a natureza; tudo nos obriga a refletir sobre a velocidade e irreversibilidade com que nós, humanos, estamos a destruir o universo.

Lê Também:
Julia Holter anuncia novo álbum

O comunicado de imprensa revela que a canção explora o conceito de Dante, desenvolvido no “Inferno” da Divina Comédia, da “Cidade do Homem”, imaginável como “uma representação radical do mundo em que vivemos, despido de toda a contemporização e esperança”. As próprias palavras de Julia Holter comprovam-no:

Acho que esta música reflecte aquele sentimento de cacofonia e como cada um lhe responde como pessoa – como se comporta, como procura o amor, a consolação. Talvez seja uma questão de ouvir e reunir a aparente loucura, de formar algo a partir disso e imaginar um futuro. (Julia Holter)

Seguramente uma música que nos faz reflectir sobre o tempo presente. Ouve-a aqui.

JULIA HOLTER, AVIARY | “WORDS I HEARD”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *