Kuzu no Honkai | Primeiras Impressões

Kuzu no Honkai promete ser um romance com um grande nível de complexidade, maturidade e possivelmente controverso! 

Hanabi Yasuraoka é uma adolescente apaixonada pelo seu amigo de infância, e atualmente seu professor, Narumi Kanai. Mugi Awaya, outro estudante, está também apaixonado por uma professora, que fora anteriormente a sua professora no ensino básico. Quando se apercebem que se encontram em situações semelhantes, onde os seus sentimentos não são correspondidos, os protagonistas decidem refugiar-se um no outro. Assim, Hanabi torna-se a substituta da professora Akane Minagawa, e Mugi o substituto de Narumi. Desta forma, os dois adolescentes começam uma relação para colmatar o vazio que sentem, prometendo não se apaixonar um pelo outro.

Lê mais: Melhor Série Anime de 2016 (Votação)

kuzu no honkai

O primeiro aspecto a ser referido sobre Kuzu no Honkai é que é dirigido a um público adulto. Percebe-se no primeiro episódio que a série anime não será o típico romance entre adolescentes que estamos habituados a ver noutras séries. O conceito é bastante inovador e tem uma abordagem bastante diferente das histórias que assistimos centradas em adolescentes.

Consulta também: O Japão na Netflix | Ajin: Demi-Human (2ª temporada)

Os personagens, nomeadamente os protagonistas, são retratados de uma forma realista, se os compararmos com outras figuras de séries românticas. Tanto Hanabi como Mugi são claramente dois adolescentes muito imaturos, a atravessar a crítica fase da puberdade. Para eles, tal como acontece com quase todos os adolescentes, não serem correspondidos pelas suas paixões parece o fim do mundo. Esta tendência para dramatizar excessivamente a situação em que se encontram é mais evidente no caso de Hanabi. E, tal como os adolescentes que são, tomam decisões precipitadas e sem qualquer tipo de reflexão sobre as possíveis consequências.

Lê Também:
Demon Slayer – Kimetsu No Yaiba – O filme: Comboio Infinito, em análise

kuzu no honkai

Vê ainda: Animes da Winter Season 2017 a não perder

O episódio inicial de Kuzu no Honkai foi muito introdutório, dando a conhecer os protagonistas e a ideia inicial da série. Porém, com apenas um episódio exibido, é evidente que a série anime vai abordar temas bastante maduros. A história irá certamente tornar-se cada vez mais complexa, mais dramática, e até potencialmente controversa. Ainda assim, já dá para prever algumas mudanças nas relações dos personagens. Trata-se apenas de uma suspeita, visto que não foi feita qualquer leitura da manga escrita por Mengo Yokoyari. Mas é possível que os protagonistas, com o tempo, deixem de se ver como substitutos dos seus interesses amorosos e acabem por se apaixonar.

kuzu no honkai

Numa análise mais técnica, a animação de Kuzu no Honkai surpreende pela positiva. Adaptada pelo estúdio Lerche (Assassination Classroom), a série apresenta uma paleta de cores suave e caracteriza-se por introduzir na animação o formato gráfico das mangas. Em certos momentos do episódio, vemos os planos segmentados como se fossem excertos de uma banda desenhada japonesa, mas em movimento.

Lê Também:
Demon Slayer – Kimetsu No Yaiba – O filme: Comboio Infinito, em análise

Lê mais: Os 10 principais géneros de animes

Kuzu no Honkai é uma das séries anime da temporada de inverno de 2017. Como já dissemos, a história foge do estereótipo das séries de romance e só com um episódio já demonstrou o quão arrojada pode vir a ser. É, sem dúvida, uma série em destaque nesta nova temporada. Fãs de romances, fiquem atentos, porque esta série vai dar que falar!

Já viste o primeiro episódio? Vais acompanhar Kuzu no Honkai?


kuzu no honkaiTítulo Original: Kuzo no Honkai (inglês: Scum’s Wish)
Realizador: Masaomi Ando
Lerche | Drama, Romance, Psicológico | 2017 | 25 min

[starreviewmulti id=26 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’] 


Filipa Machado

 

Filipa Machado

Uma fã da 7ª Arte, adora ler e passar as suas folgas a fazer maratonas de séries e não pode viver sem um pouco de anime no seu dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *