MOTELx ’17 | Divulgados os primeiros detalhes da 11ª edição

Já foram confirmados alguns dos principais filmes, convidados e secções da próxima edição do MOTELx, o festival de cinema de terror que assombra Lisboa em setembro.

 

 motelx george romero
George A. Romero na 4ª edição do MOTELx, em 2010

 

Já faltam menos de dois meses para o começo de um dos festivais de cinema mais populares e antecipados de Portugal, o MOTELx. Esta celebração do que de melhor se faz no panorama do cinema de terror começará a sua 11ª edição no dia 5 de setembro em vários espaços de Lisboa como o Cinema S. Jorge e o Teatro Tivoli. As festividades estendem-se até dia 10 do mesmo mês. No entanto e como já é tradição, o festival vai ser precedido por uma série de atividades e eventos num warm-up quase tão altamente antecipado e imperdível como o festival em si.

Lê Também: A Volta ao Mundo em 80 Filmes

No passado dia 18 de julho, os organizadores do festival vieram revelar os primeiros detalhes desta nova edição. Devido à inesperada morte do lendário realizador George A. Romero, a quem se pode creditar a invenção de muitos dos mecanismos e estilos mais típicos do cinema de terror moderno, o MOTELx vai honrar o seu trabalho. Ainda não se sabem quais os filmes que vão ser exibidos ou as atividades planeadas para este efeito, mas é seguro esperar uma homenagem à medida, especialmente se considerarmos a calorosa receção do realizador na 4ª edição do festival.

 

motelx roger corman
Roger Corman e Vincent Price durante as filmagens de um dos seus clássicos do cinema de terror

 

Outras lendas do cinema a serem homenageados no MOTELx de 2017 incluem Roger Corman e Alejandro Jodorowsky, que vão estar presentes em Lisboa para as celebrações em setembro. Para quem for fã do cinema de terror clássico, o nome de Corman será certamente familiar, sendo que as suas colaborações com o ator Vincent Price constituem alguns dos títulos essenciais do cânone deste género cinematográfico.  Jodorowsky, pelo contrário, não é um nome tão facilmente associado ao cinema de terror, mas as suas mirabolantes visões surrealistas mais do que justificam a presença no MOTELx. Quem goste de cinema alternativo vai ser seguramente arrebatado por El Topo e The Holy Mountain, duas das mais famosas obras-primas do cineasta chileno.

 

motelx jodorowsky
Alejandro Jodorowsky na sua obra-prima psicadélica EL TOPO (1970)

 

A presença de Jodorowsky pode-se também associar à colaboração do festival com a iniciativa Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura 2017. Como parte disto, o MOTELx vai, nas próprias palavras dos organizadores e programadores do festival, celebrar “o estranho mundo do terror latino” através de várias secções, masterclasses e convidados especialmente focados nesta temática. Um bom exemplo é a secção Quarto Perdido, dentro da qual serão exibidas duas coproduções ibéricas dos anos 70 que, infelizmente, têm vindo a cair no esquecimento como normalmente acontece com as poucas experiências do género de terror no cinema português. Os filmes em questão são Crime de Amor de Rafael Moreno e O Espírita de Augusto Fernando.

 

motelx crime de amor
CRIME DE AMOR (1971) de Rafael Moreno Alba

 

É evidente que a presença de filmes portugueses no MOTELx não se limita só à secção anteriormente mencionada. Afinal, uma das competições principais deste festival é a de Melhor Curta de Terror Portuguesa, para onde já estão confirmadas nove obras, #Blessed de Diogo Lopes, Carga de Luís Campos, Depois do Silêncio de Guilherme Daniel, Entelekheia de Hugo Malainho, A Instalação do Medo de Ricardo Leite, Mãe Querida de João Silva Santos, Revenge Porn de Guilherme Trindade, Thursday Night de Gonçalo Almeida e O Candeeiro – Um Filme à Luz de Lisboa de Henrique Costa e Hugo Passarinho. O vencedor desta competição receberá um prémio monetário de 5000 euros, ao que se acresce igual quantia em serviços de pós-produção disponibilizados pelo Kino Sound Studio e uma nomeação automática para o Méliès d’Or atribuído pela Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico. Paralelamente, haverá também uma competição de Longas Europeias, como já aconteceu na edição anterior.

 

motelx
O CANDEEIRO – UM FILME À LUZ DE LISBOA (2017) de Henrique Costa e Hugo Passarinho

 

Ainda à volta de curtas portuguesas, esta 11ª edição do MOTELx vai repetir uma das mais populares iniciativas do festival, a competição Yorn microCURTAS. Qualquer pessoa pode participar, realizando um filme de duração minúscula através de telemóveis ou tablets. As inscrições estão abertas até dia 26 de agosto e poderás saber mais sobre as regras e prémios na página de facebook do MOTELx. Pelo menos, os 30 melhores trabalhos terão exibição garantida no cinema São Jorge durante os dias das festividades em setembro.

 

motelx
O LIVRO DA VIDA (2014) é um dos destaques da secção Lobo Mau

 

Existem muitas outras secções no festival, como é o caso do Lobo Mau e sua programação virada para o público infantil, mas a principal e mais antecipada, que ainda não mencionámos é a do Serviço de Quarto. Aí encontramos alguns dos melhores trabalhos de cinema de terror dos últimos dois anos à escala internacional. Neste momento, podem-se já confirmar 10 títulos, mas mais serão revelados nos próximos meses. Dos EUA, temos 68 Kill, uma comédia muito politicamente incorreta de Trent Haaga, o drama Lovecraftiano The Endless realizado por Justin Benson, a insana explosão de surrealismo e mau gosto Kuso de Steven Ellison e a coprodução Game of Death, onde os realizadores Sébastien Landry e Laurence Baz Morais tornam um jogo de tabuleiro num pesadelo alucinante.

Consulta Ainda: Calendário | Festivais de Cinema 2017

Outros filmes anglófonos incluem Hounds of Love, um thriller australiano sobre o rapto de uma adolescente que tem posto Ben Young nas bocas da cinefilia mundial, e The Limehouse Golem, um drama de época e terror inglês assinado pelo espanhol Juan Carlos Medina. Num panorama bem mais internacional temos The Untamed, uma coprodução mexicana, dinamarquesa, francesa, alemã, norueguesa e suíça que valeu a Amat Escalante o Leão de Prata no festival de Veneza do ano passado. Os restantes filmes confirmados são Cold Hell de Stefan Ruzowitzky, El Bar de Álex de la Iglesia e Meatball Machine Kodoku do japonês Yoshiro Nishimura.

 

Pornografia e extra-terrestres andam de mãos dadas em THE UNTAMED (2016)

 

Fica atento à Magazine HD para saberes todas as novidades sobre o MOTELx. Este ano, voltaremos a fazer a cobertura desta celebração do cinema de terror, destacando alguns dos seus filmes mais espetaculares.

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *