MOTELx ’16 | Revelado o Júri da Competição Europeia

Mick Garris, Ruggero Deodato e Fernando Ribeiro serão os juízes que vão escolher a melhor longa-metragem europeia em competição nesta 10ª edição do MOTELx.

Pela primeira vez, desde a criação do MOTELx há 10 anos, que o maior festival português exclusivamente dedicado cinema de terror vai ter uma Competição de Longas-Metragens. Já existia uma secção onde eram apresentadas curtas que competiam para um prémio final, mas finalmente o festival cresceu o suficiente para agora também honrar longas, mais especificamente longas-metragens de origem europeia.

 

motelx
Baskin

 

Essa competição engloba sete obras de nacionalidades diferentes e diversos estilos e abordagens cinematográficas. Da Turquia vem Baskin, um filme que está a ganhar novas dimensões políticas depois dos recentes eventos políticos nesse país. Também a lidar com temas da atualidade está Shelley, da Dinamarca, onde se aborda a questão das barrigas de aluguer. Mais perto da sátira temos K-Shop, onde uma loja de kebabs em Inglaterra se transforma no palco para um Sweeney Todd dos tempos modernos.

Lê Também: MOTELx revela a sua programação de 2016

A ir buscar inspirações ainda mais ancestrais que a do barbeiro assassino de Fleet Street está Sibylle, onde o cineasta Michael Krummenacher brinca com a imagética da mitologia grega. Do mito para a banda-desenhada, Psiconautas, los Niños Olvidados é um filme espanhol que adapta ao cinema o livro de quadradinhos com o mesmo nome.

 

motelx
Psiconautas, Los Niños Olvidados

 

Finalmente, temos duas abordagens diametralmente opostas ao terror – se em Villmark Asylum se utiliza uma localização clássica deste cinema e a escuridão como condutora do pesadelo, em The Noonday Witch são o sol e a luz que se evidenciam como as pouco ortodoxas ferramentas do medo.

Lê Ainda: Festival de Locarno | João Pedro Rodrigues é premiado

Decidir qual é o melhor destes filmes não será tarefa fácil, mas a organização do festival já divulgou quais os nomes escolhidos para integrarem o júri da secção. Eles são Fernando Ribeiro, vocalista dos Moonspell, Mick Garris, realizador e produtor americano, e Ruggero Deodato, um dos reis do cinema de terror canibal italiano. Em relação a Deodato, há ainda que referir que, em celebração da sua presença no festival, o MOTELx vai exibir o filme mais famoso e polémico do realizador, Holocausto Canibal de 1980.

 

motelx
Ruggero Deodato durante as filmagens de Holocausto Canibal

 


Fica atento a todas as novidades sobre o MOTELx e outros festivais de cinema, atento a nível nacional como internacional!


 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Cláudio Alves has 1520 posts and counting. See all posts by Cláudio Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *