O Filme Lego – Análise

The_Lego_Movie_Poster
  • Título Original: The Lego Movie
  • Realizador: Phil Lord, Christopher Miller
  • Elenco:  Jorge Corrula, Vera Kolodzig
  • Género: Animação/Ação
  • 2014 | 100 min

[starreviewmulti id=11 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]

Um dos brinquedos mais adorados de sempre ganha o seu primeiro filme, tão fantástico como o objeto de brincadeiras que deu asas à imaginação de todos.

Emmett é a mini-figure mais vulgar da LEGO. Nada nele o faz sobressair no meio de tantas outras figuras, até que um dia, Emmett descobre aquela que muitos dizem ser a peça crucial, a única peça capaz de pôr fim aos planos maléficos do Lord Business. Juntamente com outros Master-Builders, tais como Wyldstyle, Batman, Benny, Metalbeard e Vitruvius, Emmett irá partir numa viagem onde vai descobrir se tem o que precisa para ser o Especial.

Emmett_Team

Quem é que nunca brincou com Legos? Quem é que nunca sentiu uma vontade de pegar nessas peças, dar asas à imaginação e criar tudo o que lhe vier à cabeça? E pegar nos bonecos e criar as nossas próprias histórias, com o brinquedo que não impõe nenhum limite à nossa imaginação. Tudo o que este brinquedo nos faz ou já fez sentir, está neste filme e faz parte dele. Este não é um filme inspirado nos Legos, mas sim um filme 100% Lego. A sensação com que se sai do cinema depois do filme é a mesma  de quando se recebe uma caixa de Legos, ainda com as peças e as instruções lá dentro, e única coisa em que pensamos é abri-la e começar a construir para depois irmos brincar e criar.

Lord Business é o vilão deste filme e o seu objetivo  é fazer com que tudo seja de acordo com as instruções. Talvez muitos achem que os Legos se resumem a seguir uma série de instruções e depois acabou a brincadeira, mas não é assim. Tal como os Master-Builders, também nós temos a tentação de pegar no que as instruções deram e talvez mudar certas coisas para lhes dar um toque pessoal, porque com os Legos não há limite para a brincadeira. Eles não foram criados para serem utilizados na criação de maquetas, em que cada peça está no seu devido lugar e não deve ser mexida, mas sim para se criar, destruir, criar e destruir outra vez. Isto pode parecer caótico, mas a diversão passa por aí, uma ausência total de regras que nos permitem criar e viajar para mundos nunca antes vistos.

Wyldstyle

Se há coisa que é impossível negar neste filme é a sua extrema criatividade. Nos tempos que correm muitos filmes de animação aparecem com novas ideias, algumas nunca antes vistas, mas raramente essa originalidade dá frutos. Este é o filme mais criativo e divertido desde há alguns bons anos. Não tem medo de arriscar, e se calhar até o faz demais, mas fá-lo de uma maneira original. As ideias são mais que muitas, talvez até demais, e isso apresenta-se num final um quanto louco e imprevisível, que contribuiu para um clímax comovente no final. Tal como nos Legos, a criatividade não tem limite e se há coisa que este filme transpira é isso mesmo, usar um bocadinho de desodorizante é que se calhar não fazia mal a ninguém.

Este filme não é nada mais do que a celebração do brinquedo que deu asas à imaginação de crianças e adultos durante anos. Para quem é fã dos Legos talvez saia do cinema com alguma nostalgia ou até com vontade de ir brincar com eles, e quem nunca brincou com eles pode ser que se deixe entusiasmar e se sinta com vontade de ver como é a experiência de montar com estas simples peças de plástico. Este é sem dúvida um dos filmes do ano!

RM

Os LEGOS são um conjunto de pecinhas coloridas, de um brinquedo revolucionário que conquistou e continua a conquistar milhares de fãs em todo o mundo. Brinquedo, esse que é constituído por milhares de peças coloridas e de variadíssimas formas, que dão largas à imaginação das crianças e adultos aficionados nestes produtos. Existe uma enorme e variada gama de produtos que tem conquistado milhares de fãs em todo o mundo, fãs, esses que são das mais variadas faixas etárias, desde crianças a adultos. Produtos, esses que vão desde brinquedos a jogos de consola e que agora pretendem conquistar o cinema, com esta divertida aventura que se vai construindo peça a peça.

O filme conta-nos a história de Emmet, um boneco do mundo encantado da LEGO, ele vê-se envolvido numa aventura animada onde terá de salvar o seu mundo e os mundos imaginários do universo LEGO. A história de Emmet, começa no seu mundo, onde existem regras e tudo é perfeito, onde tudo há sua volta é destruído e construído consoante as instruções que lhes são dadas. Uma profecia diz que o escolhido irá salvar o mundo LEGO da destruição e Emmet é identificado como o construtor mais importante e extraordinário, e é ele que está destinado a encontrar a chave que vai salvar o seu mundo e muitos outros mundos da LEGO. A questão é que Emmet não passa de um humilde trabalhador de construção, e não tem estofo de herói. É então que ele é recrutado por um grupo de heróis para fazer parte de um grupo de personagens conhecidos dos mais variadíssimos mundos LEGO. Estes seguem então numa jornada épica e divertida para deterem o vilão Lorde Negócios, e salvarem o mundo imaginativo da LEGO da destruição. Esta é a premissa de um dos filmes de animação mais originais dos últimos anos.

The_Lego_Movie
Acho que já tudo foi dito acerca dos Legos e deste filme. Numa análise rápida acerca deste filme que foi pensado nas crianças, este filme acaba não só por conquistar os pequenos consumidores destes brinquedos, mas também os pais. Este filme de alguma forma apela a toda a família, onde o humor e a aventura conquistam o público. A forma como o filme é construído e o desenrolar de toda a história cativam nos do princípio ao fim. Um dos pontos fortes deste filme, são os diálogos bem desenvolvidos, e as piadas que dão aos bonecos um carisma soberbo. Até as pequenas participações de alguns bonecos são inesquecíveis. Outro ponto forte deste filme é a poderosa construção visual, acompanhada de uma excelente e divertida banda sonora, onde “Everything is awesome”.

A técnica Stop Motion que é utilizada neste filme e dá vida a estas peças é levada aos limites do impensável da imaginação. Sem dúvida que esta aventura demorou alguns bons meses, árduos de trabalho para os produtores desta épica aventura. Este é daqueles filmes que não consigo encontrar aspectos negativos, pois o encanto é de tal forma que nos conquista quase de imediato, e mexe com as nossas emoções. A imaginação não tem limites e a criança que existe em cada um de nós, sonha e delira com estas personagens. O filme acaba por ser uma ode triunfal à imaginação que existe em cada um de nós, quando brincamos com estas pecinhas revolucionárias.
legomovie
Um filme que tem conquistado o público e a crítica, e que não vai ficar indiferente aos cinéfilos de todas as idades e fãs destes brinquedos. Na minha humilde opinião, este filme vale bem um 8, quase 9, porque a aposta neste projecto ganha em todos os sentidos, mais que não seja, no aumento de vendas destes brinquedos e no aumento do lucro e prestigio que a empresa LEGO tem vindo a alcançar ao longo dos anos. Uma fórmula de sucesso que está para render e durar, enquanto a imaginação das crianças e adultos estiver sempre a fluir.

LEGO – O Filme, já nos Cinemas, um filme para toda a família, a não perder!  Recomendado.

CMR (in facebook MHD)

Rodrigo Marques

Blog: http://stufftal.blogspot.pt