Os 10 Melhores Filmes Sci-fi A Não Perder Em 2015 | Ex_Machina


Todos nós, temos aquela lista mental dos filmes memoráveis que marcaram as nossas vidas de forma mais ao menos intensa. Sejam épicos históricos, comédias loucas, dramas arrepiantes, thrillers futuristas, o rol cinematográfico de momentos inesquecíveis não cessa de aumentar. Pois bem, numa tentativa de compilar o melhor da sétima arte em matéria de ficção científica, eis que apresentamos os 10 candidatos de peso mais antecipados até à chegada do Pai Natal.


<< Os 10 melhores filmes sci-fi, a não perder em 2015 | Mundo Jurássico

Após uma avaliação ponderada, a Magazine.HD não se preocupou apenas em avaliar as propostas dos chamados “peixes graúdos”. Ao invés, esforçou-se por alcançar um compromisso entre flexibilidade e abrangência, permitindo a seleção eclética de um segmento mais “indie” frequentemente marginalizado, mas que possui altíssima qualidade. Contudo, apesar da “arraia miúda” ter aqui uma palavra a dizer, os tubarões continuam a permanecer no topo da hierarquia, mas para já, arranca a contagem com os desfavorecidos nesta lista dos melhores filmes sci-fi, a não perder em 2015!

Lê Também:
Alicia Vikander regressa com Earthquake Bird


4 – EX_MACHINA

        Data De Estreia Nacional: 23 de Abril

Ex_Machina de Alex Garland é, sem qualquer dúvida, um dos melhores filmes do ano. É sabido que o género sci-fi está exausto de filmes que tocam na temática da inteligência artificial, mas este pedaço de flirt digital destaca-se dos demais: parece tão psicologicamente envolvente e eroticamente sugestivo; tão assustadoramente realista e tão fisicamente artificial. Dá-nos um autêntico nó na cabeça, especialmente se pensarmos que este andróide é, de facto, feminino! Parece que inconscientemente, nós homens, temos umas predisposição natural para simpatizar mais com o sexo oposto, nem que seja feito de circuitos florescentes? É a linguagem corporal e verbal que nos seduz, e AVA (Alicia Vikander) tem o dom de magnetizar o espetador para a sua órbita gravitacional.

“É sabido que o género sci-fi está exausto de filmes que tocam na temática da inteligência artificial, mas este pedaço de flirt digital destaca-se dos demais.”

Alicia Vikander é absolutamente arrebatadora na personificação desta máquina “humana”. E se o objetivo do filme é aplicar o teste de Turing para aferir da presença de uma inteligência artificial pura, então todos nós (espetadores) somos examinadores ludibriados pela credibilidade daquela maquinação, tal como o seu avaliador Caleb (Domhnall Gleeson). Mas Ex_Machina não se resume à aferição de uma forma de vida extra-humana, o poder da obra de Garland encontra-se no jogo de forças emocionais entre os três intervenientes (AVA, Caleb, e Nathan). Este último (Oscar Isaac) é o móbil impulsionador desta espécie de triângulo “amoroso”, que irá moldar a afetação comportamental das personagens para o bem ou para o mal. A fita de Alex Garland é artisticamente bela e  argumentativamente provocadora, um “must see” este ano!

Lê Também:
Alicia Vikander regressa com Earthquake Bird

PS – To Be Continued…

MS

Miguel Simão

Jurista e Poeta em algumas horas vagas. Cinéfilo incurável com forte pancada pelo sci-fi, que se perde algures pelo vício noturno de umas quantas séries televisivas de renome; amaldiçoado pelo perfecionismo estético de uma resma de palavras mais ou menos caras. Podem encontrar-me a divagar entre a Terra e o Espaço no meu blogue premiado Última Transmissão Humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *