Óscares 2016, em análise | Melhor Animação, Documentário e Filme Estrangeiro

 

<<  Melhores Argumentos   |  Categorias Técnicas  >>

 

Estas são três categorias com vencedores já anunciados desde muito cedo, mas convém sempre ter prudência, dado que a Academia privilegia algumas surpresas, sobretudo na categoria de Filme Estrangeiro e Documentário.  

Inside Out” parece ser incontestavelmente e Melhor Animação do Ano, e nem “Anomalisa” lhe fará comichão.

Já no que toca a documentário, apesar de “Amy” ser um claro favorito, a vitória de “Cartel Land” nos DGA pode causar alguns dissabores ao realizador Asif Kapadia, sendo que o mesmo efeito pode ser conseguido com a emergente preocupação com “What Happened, Miss Simone?”, que pode ganhar como consequência da campanha #OscarsSoWhite.

Lê mais: Divertida-Mente, em análise

No caso dos filmes estrangeiros, é correto assumir que “O Filho de Saul”, da Hungria, é claramente favorito (desde muito cedo quando estreou em Cannes) e só o filme francês “Mustang” o pode incomodar.

Aposta: “Inside Out”, “Amy” e “O Filho de Saul” (animação, documentário e filmes estrangeiro, respetivamente)

Alternativa: “Anomalisa”, “What Happened, Miss Simone?” e “Mustang”

 

<<  Melhores Argumentos   |  Categorias Técnicas  >>

 

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *