Foto de Tracy Le Blanc no Pexels

Quais as redes sociais que mais cresceram em Portugal durante a pandemia?

Durante a pandemia, em especial em tempos de quarentena, os portugueses passaram mais tempo a usar a internet. Os serviços de streaming, como Netflix e HBO, foram os que mais sentiram esse aumento nos consumos.

Mas não foram os únicos! O tempo passado em algumas redes sociais também aumentou e, graças a um estudo feito pela Marktest, e que o site Dinheiro Vivo teve acesso, conseguimos saber quais as redes que cresceram. E é dessas mesmas redes sociais que vamos falar neste conteúdo.

Redes sociais que mais cresceram em Portugal durante a pandemia

O Instagram e o WhatsApp foram os que mais cresceram durante a pandemia, enquanto que o Facebook foi uma das redes sociais que mais sofreu durante esse tempo.

Para que tenha uma ideia, apenas 49,4% dos utilizadores afirmou usar a rede social Facebook com frequência em 2020, uma queda de 44% quando comparado ao ano de 2013. Pelo contrário, em 2020 o Instagram tinha 22,8% de utilizadores frequentes e o WhatsApp 15,5%, ambas percentagens mais elevadas do que em anos anteriores.

Mas o Facebook não foi a única rede social a perder utilizadores frequentes durante os tempos de pandemia. A essa rede junta-se o Messenger e o Youtube, com valores um pouco mais baixos do que seria o esperado.

O estudo da Marktest ainda concluiu que o Facebook está a perder os utilizadores mais jovens – os que se encontram entre os 15 e os 24 anos – e que, pelo contrário, o Instagram é frequentemente usado pelos jovens, com uma percentagem de 57%. Já o uso do WhatsApp duplicou entre os jovens durante a pandemia.

E em questões de marketing,  nas redes que cresceram, como foi?

Muitos negócios viram no online uma oportunidade para conseguirem manter as vendas mesmo durante a quarentena e foi assim que vários negócios sobreviveram – e que outros nasceram.

Para se destacarem, os negócios tiveram de adotar várias estratégias: publicidade na rede social Instagram, criação de grupos no WhatsApp, publicação de conteúdo mais humano, fazer lives frequentemente e comprar likes no Instagram.

A compra de likes no Instagram é uma prática especialmente desafiante, mas empresas como a Stormlikes garantem gostos de contas reais para que esses pareçam naturais aos olhos da rede social. Aliás, a empresa também tem outras ferramentas que o podem ajudar nessa questão, como a limitação do número de gostos por publicação, por exemplo.

Claro que no meio de tantas publicações, os negócios com conteúdo mais criativo e humano acabaram por, na maioria das vezes, se destacar.

Se tem um negócio, estas são as melhores dicas para crescer no Instagram em 2021

Mas, claro, 2020 – o ano do estudo – já lá vai e em 2021 as regras continuam a mudar. Com o Instagram a aproximar-se cada vez mais do TikTok e novas regras a surgirem constantemente, os negócios têm, uma vez mais, de se adaptar.

Se usa o Instagram para divulgar o seu negócio, as dicas que se encontram abaixo podem ser-lhe bastante úteis.

1. O conteúdo continua a ser o mais importante

O conteúdo publicado na conta da marca deve ser único, criativo e o mais humano possível. Não publique só por publicar e não copie o conteúdo publicado por outras contas, pois isso irá afetá-lo negativamente.

Lembrando que copiar outros conteúdos é diferente de se inspirar nesses mesmos conteúdos.

Os conteúdos devem, ainda, servir uma estratégia para que sejam obtidos os resultados esperados. Um conteúdo publicado isoladamente não lhe irá garantir bons resultados, mesmo que seja um excelente conteúdo.

2. Adapte-se às novas tendências

As redes sociais mudam as regras constantemente, portanto, se quer obter bons resultados, deve estar atento e adaptar-se a essas mudanças.

No caso do Instagram, por exemplo, o mais importante é saber que neste ano de 2021, a rede social está a aproximar-se do TikTok, o que significa que os vídeos serão muito valorizados. Inclua estes conteúdos no calendário de publicações e, se possível, publique-o com legendas.

3. Tenha a certeza de que esta é a melhor rede social para o seu negócio

Por último, não estar na rede social mais adequada ao seu negócio pode estar a parar o crescimento do mesmo. Portanto questione-se: está a usar a rede social onde se encontra o público-alvo do seu negócio?

Relembrando os resultados do estudo da Marktest, o Instagram é frequentemente usado por jovens dos 15 aos 24 anos, sendo que a percentagem desse uso se encontra nos 57% atualmente. Pelo contrário, o Facebook teve uma diminuição no público jovem.

É importante ter estes e outros dados do género em mente quando se fala em marketing nas redes sociais.

Resumindo, o Instagram e o WhatsApp são os que mais se têm destacado durante a pandemia e, provavelmente, o destaque irá manter-se por mais uns tempos.



Também do teu Interesse:


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *