Rila Fukushima junta-se ao live-action de Ghost in the Shell

Após as confirmações de Scarlett Johansson, Beat Takeshi Kitano e Juliette Binoche, chega agora a confirmação da atriz japonesa Rila Fukushima no live-action de Ghost in the Shell.

Baseado na popular manga japonesa criada por Masamune Shirow, o live-action da DreamWorks de Ghost in the Shell vai seguir a história de Motoko Kusanagi (Scarlett Johansson), uma ciborgue que faz parte de uma equipa de elite de luta contra crimes cibernéticos conhecida como Secção 9, que se dedica a parar os criminosos e extremistas mais perigosos. Rupert Sanders (A Branca de Neve e o Caçador) vai realizar o filme a partir de um argumento escrito por Jonathan Herman (Straight Outta Compton) e Jamie Moss (Street Kings).

Lê mais: Primeira imagem de Scarlett Johansson em Ghost in the Shell

Scarlett Johansson dará vida à protagonista do filme, e à atriz juntam-se nomes como Beat Takeshi Kitano (Battle Royale) no papel de Daisuke Aramaki, Juliette Binoche como Dr. Ouelet e Kaori Momoi (Memórias de uma Gueixa), num papel ainda desconhecido, bem como os atores Chin Han (Capitão América: O Soldado do Inverno), Danusia Samal (Tyrant), Lasarus Ratuere (Terra Nova), Yutaka Izumihara (Wolverine) e Tuwanda Manyimo (The Rover) como membros da Secção 9.

Lê Também:
Scarlett Johansson em nova série da Amazon

ghost in the shell

Vê também: Os 10 principais géneros de animes

A este vasto grupo de atores irá juntar-se, de acordo com o site The Hollywood Reporter, a atriz natural de Tóquio, Rila Fukushima. Fukushima é mais conhecida por interpretar a ninja Yukio no filme Wolverine ao lado de Hugh Jackman. Para além deste filme, a atriz também assumiu o papel de Katana na série Arrow da CW, e esteve  presente de forma muito breve num episódio de Game of Thrones, onde deu vida a uma Red Priestess em Volantis.

A adaptação cinematográfica de Ghost in the Shell tem estado rodeada de polémica, especialmente em relação a Johansson interpretar o papel da Major Motoko Kusanagi, o que levou a alguns fãs da franquia original japonesa a acusar a produção de “whitewashing“. A reação negativa só aumentou quando foi noticiado que a Paramount e a DreamWorks tinham encomendado testes de efeitos digitais para supostamente fazer a etnia dos atores brancos parecer “mais asiática” na pós-produção.

Lê ainda: Live-action de Pokemon pode estar a caminho

Embora o filme live-action de Ghost in the Shell tenha selecionado um certo número de atores asiáticos, todos eles têm ficado até à data com papéis mais secundários, fazendo com que os fãs discutam a escolha do elenco como um sintoma de um grande problema dentro do cinema moderno de Hollywood. No entanto, um representante da editora da manga original juntou-se recentemente ao debate, onde ficou a favor da escolha de Johansson para o papel principal, reconhecendo a impressionante carreira da atriz até agora.

Lê Também:
Canal Panda vai abrir portas a TrollsTopia

Qual a tua opinião acerca deste tópico tão polémico?

Ghost in the Shell tem estreia prevista nos EUA a 31 de março de 2017


Filipa Machado

Uma fã da 7ª Arte, adora ler e passar as suas folgas a fazer maratonas de séries e não pode viver sem um pouco de anime no seu dia a dia.

Filipa Machado has 862 posts and counting. See all posts by Filipa Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.