The Affair | Primeiras Impressões da segunda temporada

 

 

The Affair regressou com a sua segunda temporada e não só mantém os atributos manifestados na sua season premiere como consegue tornar-se ainda melhor! 

Se até agora nunca viste The Affair, ou nem sabes do que trata, então temos a dizer-te que estás a perder uma das melhores séries dramáticas atualmente em exibição. Embora tenha sido completamente esquecida nas nomeações aos Emmys, o mesmo não aconteceu nos Globos de Ouro, tendo aí vencido nas categorias de Melhor Série Dramática, o prémio mais importante da noite, e na categoria de Melhor Atriz, graças à prestação da atriz Ruth Wilson, uma das protagonistas da série.

LÊ MAIS: The Affair estreia segunda temporada no TVSéries

Após uma primeira temporada bastante forte em vários níveis, desde enredo a desenvolvimento de personagens, muitos espetadores questionaram-se se a série do canal Showtime (TVSéries por cá) iria ter capacidade para manter a qualidade até então demonstrada. Porém, nada de receios. The Affair regressou com a sua segunda temporada e não só mantém os atributos manifestados na sua season premiere, como consegue superar-se!

Para quem nunca viu The Affair, é importante referir a estrutura que os seus episódios apresentavam. Cada episódio da primeira temporada estava dividido em duas partes, mais especificamente duas perspetivas/versões, nomeadamente a dos seus protagonistas, Noah (Dominic West) e Alison (Ruth Wilson). Agora, na temporada que dá continuidade à história, esta estrutura é expandida, oferecendo o olhar de Helen (Maura Tierney) e Cole (Joshua Jackson), respetivos companheiros dos protagonistas.

 

The Affair

 

O primeiro episódio da T2 tem como tema principal o divórcio de Noah e Helen e tudo o que isso acarreta, incluindo todos os procedimentos legais e as reações dos filhos. Composto pelas perspetivas de Helen e do seu marido infiel, o episódio tem início com o olhar masculino de Noah. Esta primeira parte não tem nada de novo, tendo em conta as várias perspetivas que tivemos deste personagem durante a primeira temporada. No entanto, realçamos a cena onde Noah e Helen se reúnem com o advogado para estabelecerem a custódia dos filhos e a separação dos bens. A mudança drástica que se verifica no protagonista masculino, quando a cena acontece segundo o seu ponto de vista e, mais tarde, na versão de Helen, é digna de nota, e é preciso ressaltar o excelente trabalho nesta transformação por parte do ator Dominic West, no papel dos seus dois Noahs, completamente opostos.

Lê TAMBÉM:  Mapa das Séries | O Calendário de exibição em Portugal

No final ficamos sem saber qual das versões é a verdadeira, como já é hábito em The Affair. Também é interessante referir o jogo de cores que é feito nesta cena nos figurinos de Noah e Helen. Quando nos encontramos no ponto de vista de Noah, tudo é mais claro, mais otimista, menos complicado. Já quando passamos para a versão de Helen, esta apresenta-se de preto, quase como se estivesse de luto pelo seu casamento, e Noah deixa o fato e gravata que lhe dava um aspeto mais formal, usando agora casaco de cabedal escuro, transmitindo uma postura mais despreocupada.

 

The Affair

 

Este episódio é um excelente início de temporada e oferece ainda mais esperança aos seus espetadores relativamente à qualidade que a série irá demonstrar. Se na temporada de estreia as atenções iam de forma justa para a prestação de Ruth Wilson, que tinha a capacidade de roubar os holofotes nas várias cenas que protagonizava, nesta segunda temporada as atenções estarão divididas entre as duas atrizes principais de The Affair. Maura Tierney tem uma performance fantástica neste episódio. Assim que é dada finalmente a hipótese de ver as coisas do ponto de vista de Helen, esta personagem torna-se numa das mais interessantes de toda a série. Durante a primeira temporada, a ideia construída em torno de Helen era a da esposa fria, distante e mais preocupada com o seu estatuto na sociedade, porém, agora que podemos ver as coisas da perspetiva dela, constatamos o quão complexa e humana consegue ser. Ver esta personagem tentar retomar a sua vida após destruída pela traição do marido provocou à sua família, lidar com o facto de ter sido traída e não o ter percebido mais cedo, e ainda ter de apoiar os filhos, que também sofrem com o divórcio dos pais, suscita no espetador um sentimento de compaixão mas também de pena, e oferece um desenvolvimento tremendo à personagem, até então vista a partir do olhar de Noah como uma mulher mesquinha, egoísta e sempre pronta a humilhá-lo.

 

The Affair

 

Paralelamente a esta linha narrativa temos o caso do assassinato de Scotty (Colin Donnell), irmão de Cole, cujo principal suspeito até ao momento é Noah. Embora esta parte do enredo consiga ser momentaneamente interessante pois confere um lado mais misterioso à série e tenha sido útil na primeira temporada para fazerem os saltos temporais, The Affair tem material suficiente para produzir um excelente drama apenas com os seus complexos personagens, sem quaisquer extras no enredo. Na verdade, é quando a série se foca inteiramente nas figuras principais da história, quer individualmente quer em conjunto, explorando todos os seus conflitos, desejos, vontades, sentimentos, decisões, etc, que a torna numa das melhores séries dramáticas dos últimos tempos.

The Affair regressou em grande e conforme for progredindo na sua história, desenvolvendo os personagens com as suas diferentes perspetivas, temos a certeza que esta segunda temporada será tão atrativa e interessante como a primeira.

Consulta ainda: Calendário de Séries Fall Season 2015

 

 

Filipa Machado

Uma fã da 7ª Arte, adora ler e passar as suas folgas a fazer maratonas de séries e não pode viver sem um pouco de anime no seu dia a dia.

Filipa Machado has 862 posts and counting. See all posts by Filipa Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.