"Arte Pura" © BEAST IFF

BEAST IFF 2021 | Conhece a lista completa de vencedores

Apesar de disponível até 4 de abril na Filmin, já podes conhecer a lista completa de vencedores do BEAST International Film Festival 2021. 

Já foram anunciados os melhores filmes da 4ª edição do BEAST International Film Festival. O anúncio dos vencedores decorreu no passado dia 28 de março, e a MHD partilha agora contigo aqueles que foram considerados os melhores filmes deste festival de Cinema de Leste. Algumas das obras vencedoras continuam disponível até ao dia 4 de abril na FILMIN Portugal.

BEAST IFF
“Nina” © BEAST IFF

Desde a sua criação, o BEAST IFF atribuiu prémios para Melhor Ficção, Melhor Documentário e Melhor Experimental. Na “Competição Oficial” foram apresentadas algumas das obras de novos autores do cinema da Europa Central e de Leste, e do júri faziam parte Elsa Cerqueira, Irina Trocan, Pedro Ferreira, Rita Capucho e Anton Yaremchuk. Estas personalidades foram responsáveis por escolher os melhores filmes do BEAST International Film Festival 2021.

Abaixo podes conhecer a lista completa de vencedores do BEAST IFF 2021. Partilhamos também contigo algumas sinopses dos filmes preferidos dos jurados deste festival. Não percas mesmo a oportunidade de assistir às obras vencedoras na FILMIN Portugal.

SECÇÃO EAST WAVE

Menção Honrosa do Júri: “NINA“, Hristo Simeonov (Bulgária)

Nina, de 13 anos, está a sentir-se presa na sua relação com o autoritário Vassil, que a está a prepará-la para ser uma habilidosa ladra de carteiras em Espanha. Há dias em que ela está quase a ponto de fugir dele.

East Wave Award: “SH_T HAPPENS“, Michaela Mihalyi and David Štumpf (República Checa)

Um zelador exausto com tudo, sua esposa frustrada e um cervo totalmente deprimido. O desespero mútuo leva-os a eventos absurdos, porque … merda acontece a todo o tempo.


EXPERIMENTAL EAST

Lê Também:
As Mulheres Fazem Cinema | Obras recomendadas

Menção Honrosa do Júri: “MATERNITY“, Nataliya Ilchuk (Ucrânia)

O acto de auto-sacrifício em prol de uma criança que absorve todo o tempo e não deixa espaço nem para o consumo, nem para satisfações ou vaidades, torna-se numa oportunidade para uma mulher devotada, em estado de exaustão física e emocional, atingir um estado transcendental próximo a um êxtase espiritual. Na falta de recursos para um funcionamento adequado, o seu organismo começa a desassociar informações e entra numa aparente loucura.

Experimental East Award: “THE CLOSE RIVER“, Marta Hryniuk (Polónia)

Filmado ao longo de três semanas, em vários locais do oeste da Ucrânia, O Rio Perto é uma investigação poética de uma região com múltiplas temporalidades sobrepostas de colonização e exploração. O filme traça fronteiras mutáveis e marcadores de poder, explorando como as histórias de coexistência, violência e resistência são esculpidas na paisagem e na cultura da região e, em última análise, como moldam os modos de vida contemporâneos.


EAST DOC

Lê Também:
As Mulheres Fazem Cinema | Obras recomendadas

Menção Honrosa do Júri: “A CAT IS ALWAYS FEMALE“, Martina Mestrovic and Tanja Vujasinovic
(Croácia)

Através de uma lente feminista, as cineastas prestam homenagem à professora Marija Ujevic Galetovic – uma das escultoras mais importantes da Croácia. A história de vida e as visões de Marija são contadas através de uma combinação de vídeos e animações das suas esculturas femininas.

East Doc Award: “PURE ART“, Maksim Shved (Polónia)

Os pintores comunitários Zina e Inna pintam cuidadosamente os grafites e slogans nas paredes de Minsk, que resultam em rectângulos coloridos. O artista Zakhar Kudin inspira-se em figuras brilhantes e decide copiá-las para enormes telas. Os transeuntes, intrigados com a performance de Zakhar, tentam interpretar a sua obra e expressar a sua opinião, mas não apenas sobre arte. Ao assistir ao nascimento de um fenómeno artístico, o filme, com ironia e amor, mostra a Bielorrússia contemporânea, e levanta questões que são relevantes não só neste país.

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *