© Primeiros Sintomas

Centro de Artes de Lisboa | programação de abril

No mês em que as flores despertam com mais intensidade, o Centro de Artes de Lisboa preparou uma programação especial para o seu público.

Adriana Queiroz foi uma conhecida bailarina da Companhia Nacional de Bailado, tendo ainda feito parte do Ballet Gulbenkian. Com um currículo invejável, no qual constam trabalhos na área da dança, música, teatro e cinema, em 2001 Adriana Queiroz decidiu abrir o CAL – Centro de Artes de Lisboa, um espaço cultural que permite o convívio das várias artes num local só. Para o mês de abril, a companhia Primeiros Sintomas preparou uma programação especial com três peças de teatro às quais podes assistir no Centro de Artes.

Lê Também:   Março no teatro: Lisboa

A ARTE DE PAGAR AS SUAS DÍVIDAS

A Arte de Pagar as Suas Dívidas Centro de Artes de Lisboa
© Primeiros Sintomas

As personagens são Isabel Margarida e Francisco Miguel, donos da BICO Biz coaches. Duas criaturas a fecharem um ciclo de três espetáculos começado com mai maiores qu’essei serras, a partir de Jorge Sumares e depois com o as barrigas também têm dentro, a partir de muitos. Temos agora um nome para esta trilogia acabada com este A Arte, chamámo-lo de cirurgia. Tem pedacinhos de, já não sabemos onde, HyperNormalisation, de Adam Curtis, tem Dívida: Os Primeiros 5000 Anos, de David Graeber, tem Liberdade para Escolher, de Milton Friedman e Rose Friedman, tem Eu, o Lápis: a Minha Árvore Genealógica, de Leonard E. Reed, e tem um pedacinho, onde sabemos, de Tchekov, Racine, Filipe Ferraz, Raúl Seixas, Rogério Nuno Costa, Eurípedes, Stig Dagerman, Miguel Castro Caldas, José Tolentino Mendonça, Iolanda Gomes e Susana de Figueiredo. Sem todos isto não era nada.”

Com interpretação de Paula Erra e Élvio Camacho, “A Arte de Pagar as Suas Dívidas” sobe ao palco do Centro de Artes no sábado, dia 1 de abril, às 21:00, e no domingo, dia 2 de abril, às 18:00.


VOCÊS QUE VIVEM

Vocês que Vivem Centro de Artes de Lisboa
© Primeiros Sintomas
Sair para a rua é desagradável. Entrar em casa é ameaçador. Num terraço no meio de uma cidade, um casal bebe vinho em chávenas de chá e fuma cigarros, enquanto fala incessantemente, tentando mitigar a solidão, o tédio, a constante presença da Morte, e evitar a resposta às seguintes perguntas:
O que acontece lá fora? Para onde vão todos?
E quem está dentro de casa? O carteiro ou fru-fru, o gato?
Vocês, Que Vivem é um projeto que cruza teatro e ópera, a partir de um texto original e com músicas de Gustav Mahler e de Franz Schubert.”

Esta é uma criação de Anna Leppänen, que combina a arte de representar com a ópera, e pode ser assistida no Centro de Artes de Lisboa durante a semana da Páscoa. De quinta-feira, dia 6, a sábado, dia 8, o espetáculo inicia-se às 21:30, e no domingo, dia 9 de abril, a peça tem início às 17:00.


VADIO

Vadio Centro de Artes de Lisboa
© Primeiros Sintomas

Em Vadio, Diogo Andrade é um cão, chamado Mr. Bones. Após se ter separado do seu dono moribundo, Mr. Bones está convicto de que ele morreu e só lhe resta arranjar outro. Mas a vida de vadio não é fácil e ele dá por si perdido na neve, entre uma plateia de desconhecidos e o som longínquo de uma autoestrada.”

Diogo Andrade apresenta-se no Centro de Artes de Lisboa de 27 a 30 de abril para este espetáculo único. A peça pode ser vista na quinta-feira e no domingo às 19:30, sendo que na sexta-feira e no sábado inicia-se às 21:30.

Os bilhetes podem ser adquiridos no Centro de Artes de Lisboa no dia do espetáculo, e as reservas devem ser feitas através do email cercabranca.producoes@gmail.com 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *