Collider – O Filme Português Teve Honras de Ante Estreia Mundial em Londres

estreia nacional no próximo dia 14 de novembro

SINOPSE

O que farias se pudesses voltar atrás no tempo?

Quando uma experiência científica corre da pior forma possível, o mundo enfrenta os dias mais negros da sua história. Em 2018, o planeta entra em colapso e a espécie humana é dizimada devido a uma sucessão de desastres naturais e ao surgimento de uma raça mutante apelidada de “Os Desconhecidos” (The Unknown). Peter, Alisha, Carlos, Fiona, Luke e Lucia são a última esperança da Humanidade. Os seis sobreviventes terão de unir esforços para conseguirem reactivar o COLLIDER e assim recuarem no tempo e evitar o apocalipse. Em menos de 24 horas, o portal do tempo irá fechar-se para sempre…

A viagem será repleta de perigos, o ar exterior é irrespirável, “Os Desconhecidos” espreitam a cada esquina e as diferentes personalidades vão dificultar esta missão. COLLIDER mistura o tradicional filme de ficção científica com muita acção, criaturas que atacam à primeira oportunidade e uma pitada de romance e drama. Com a presença dos actores portugueses Marco Costa e Teresa Tavares nos papéis principais, este é um filme que a revista Frost Magazine considerou cheio de “Acção que te vai colar à cadeira”, enquanto a ICN referiu que COLLIDER está repleto de “Ritmo e Suspense”.

 

PRODUÇÃO

COLLIDER, é um filme de ficção científica inspirado no universo (storyworld) e no livro de banda desenhada com o mesmo nome criados pelo português Nuno Bernardo, argumentista e produtor de COLLIDER, fundador da produtora beActive (Diário de Sofia, T2 para 3, Beat Girl, etc) e que retrata as 24 horas de um grupo de seis personagens que se vêem presos no ano 2018 no campus do CERN, na Suiça, após o apocalipse.

COLLIDER contou com o apoio e incentivos do Governo Irlandês e também do FICA – Fundo de Investimento para o Cinema e Audiovisual em Portugal. A distribuição internacional está a cargo da Content.

Em 2013, a beActive celebrou o seu 10º aniversário com o lançamento Europeu da sua primeira longa-metragem “BEAT GIRL” (Maio), recentemente nomeada para os próximos EMMYS, e prepara-se agora para lançar nas salas de cinema portuguesas, a 14 de Novembro, o seu primeiro filme de ficção científica “COLLIDER” com o apoio do Cinema City Alegro/Alfragide e Campo Pequeno e dos Vivacine Maia, Guarda e Caldas da Rainha.

TRAILER

A beActive estreou dia 15 de Outubro, em Londres, no “The Cross-Media Forum”, evento integrado no Festival de Cinema de Londres, a sua mais recente longa metragem, o COLLIDER.

A ante estreia mundial do filme aconteceu nos Cinemas “Prince Charles Cinema” no centro de Londres. Nuno Bernardo, autor e produtor do filme, apresentou esta obra enquanto case study transmedia na conferência com o título “Tudo começou como uma simples ideia: Terminator meets Lost”.

A sétima edição do “The Cross-Media Forum” decorreu entre 15 e 18 de Outubro, em associação com o 57º BFI London Film Festival (Festival de Cinema de Londres). O evento reúne os principais criadores internacionais do sector dos conteúdos multiplataforma, pensadores e profissionais de todas as áreas do cinema, TV, conteúdos interactivos e videojogos. É por isso uma honra para a portuguesa beActive ver o seu novo projecto COLLIDER apresentado como a atracção principal e o projecto de referência eleito por este prestigiado evento.

 

COLLIDER é um filme produzido pela beActive e escrito por Nuno Bernardo que mistura o tradicional filme de ficção científica com muita acção, criaturas que atacam à primeira oportunidade e uma pitada de romance e drama. Com a presença dos actores portugueses Marco Costa e Teresa Tavares nos papéis principais, o filme terá estreia nas salas de cinema portuguesas a 14 de Novembro de 2013, e posteriormente em Janeiro de 2014, no Reino Unido e Irlanda, em simultâneo com a estreia nos EUA. O Filme faz parte ainda da selecção do Festival Internacional de Cinema de Genebra e irá ser exibido nesta cidade suíça a 2 de Novembro.

Os atores Teresa Tavares e Marco Costa são os protagonistas desta co-produção internacional da portuguesa beActive,
com estreia nacional no próximo dia 14 de novembro.

Rui Ribeiro

Engenheiro, publisher, melómano e audiófilo, daqueles que ainda vão ao cinema, compram vinil, cd's, blu-rays, a Empire e a Stereophile em papel.