© Marvel Studios

Doutor Estranho | Música da sequela será composta por Danny Elfman

A sequela de “Doutor Estranho”, chegar-nos-á pleas mãos de Sam Raimi e o seu colaborador de tempos idos, Danny Elfman, fará a banda sonora.

Enquanto a sinopse de “Doctor Strange in the Multiverse of Madness”, sequela de “Doutor Estranho”, não é revelada, a Marvel vai-nos atirando algumas migalhas de informação sobre o projecto e a mais recente, é a confirmação de Danny Elfman como compositor da banda sonora do filme. O compositor, colabora frequentemente com Sam Raimi, sendo responsável pelas bandas sonoras de alguns dos filmes de maior sucesso da carreira do realizador. Elfman vem substituir Michael Giacchino, compositor cuja banda sonora do primeiro filme, marcou a sua estreia no MCU.

Sobre “Doctor Strange in the Multiverse of Madness”, sabe-se ainda pouco, confirma-se o regresso de Benedict Cumberbatch como protagonista, ao qual se junta agora Elizabeth Olsen, havendo rumores de que o filme estará intrinsecamente ligado à narrativa da mais recente série do MCU, “WandaVsion”. Do elenco, fazem novamente parte, Benedict Wong, Rachel McAdams e Chiwetel Ejiofor, juntando-se agora, Xochitl Gomez, que interpretará a personagem America Chavez.

Lê Também:
Disney+ | Catálogo do conteúdo Marvel em Portugal

Em 1986, Danny Elfman compôs a música de “A Grande Aventura de Pee Wee”, naquela que era a primeira de muitas colaborações do compositor com Tim Burton, colaborações essas, que nos deram algumas das bandas sonoras mais icónicas da história do cinema pop, como, “Eduardo Mãos de Tesoura” e “O Estranho Mundo de Jack” (escrito por Burton, mas não realizado). Para além do trabalho que fez com Tim Burton, Elfman compôs também as bandas sonoras de filmes como, “Missão Impossível” (e o seu icónico theme), “MIB-Homens de Negro” e “Homem-Aranha”.

Sam Raimi, é responsável por alguns do mais conhecidos filmes de culto, tendo começado a sua carreira em 1981 com “A Noite dos Mortos Vivos”, um filme de terror independente, com um orçamento extremamente baixo, que o realizador financiou do próprio bolso. O projecto foi um autêntico sucesso e deu origem a duas sequelas. O sucesso desta trilogia, garantiu a Raimi um lugar no cinema e em 2002, estreava “Homem-Aranha”, que é hoje considerada por muitos, como a melhor adaptação do personagem para cinema. “Homem-Aranha 2” estreou em 2004 e ultrapassou o seu sucessor em número de críticas positivas, fenómeno que não se deu com o terceiro filme, cuja recepção, não foi a melhor. Elfman compôs a banda sonora dos dois primeiros filmes do Homem-Aranha, ficando de fora do terceiro. O compositor tinha trabalhado com Raimi em 1990, com o filme, “Vingança sem Rosto” e os dois autores voltaram a colaborar no projecto de 2013, “Oz: O Grande e Poderoso”. Para além de “Doctor Strange in the Multiverse o Madness”, que tem a sua esteia planeada para 2022, Sam Raimi está também a produzir um novo filme da saga “Evil Dead (A Noite dos Mortos Vivos)”.

TRAILER | “DOUTOR ESTRANHO” O PRIMEIRO FILME A SOLO DO PERSONGAEM NO MCU

Curioso/a com este filme?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.