Dune | © Canal Hollywood | © Cinemundo

Dune | 10 factos que ainda não conheces

Em contagem decrescente para a obra prima de Frank Herbert aterrar nas salas de cinema, fomos vasculhar nas areias movediças pelos maiores segredos em redor de “Dune“. Estás preparado para ser nosso confidente?

Por esta altura, “Dune” andará nas bocas do mundo a capitalizar numa “hype” absolutamente estratosférica! Os GNR diriam que se trata de uma divã, e não é para menos, já que estamos só a falar de um dos expoentes máximos da ficção científica. E enquanto a tinta vai secando desde o espaço até à Terra, um punhado de recriações visionáveis já rodopiaram pelo vasto e riquíssimo universo de Herbert, com um resultado digamos, agridoce. Que o diga David Lynch, que nem quer ouvir falar desta nova adaptação cinematográfica de Villeneuve, depois do seu “Dune” ter sido um completo fracasso de bilheteira em 1984. E volvidas quase quatro décadas de derivações questionáveis, cá estamos nós a suspirar pela definitiva versão “Dune”, por isso deixamos-vos com 10 relíquias informativas para apimentar a fome até à estreia!

1 de 10

Ninguém queria publicar a obra de Frank Herbert

Dune 10 Factos Que Ainda Não Conheces Corpo
© Relógio D’Água

No rescaldo da Segunda Grande Guerra e logo após o assassinato de John F. Kennedy, surge na prestigiada revista “Analog”, um compêndio de capítulos intitulados de “Dune World”, que projetavam um futuro sombrio com tónica em temáticas tabu altamente fraturantes como a predominância de drogas psicadélicas, cultos religiosos, rebeliões anti-coloniais, assassinatos políticos…ou seja, um incitamento à convulsão dentro da já existente. Assim sendo, vinte e três editoras terão rejeitado o herege manuscrito de Frank Herbert, que viria a ser publicado pela “Chilton” – uma firma sediada em Filadélfia que produzia manuais de automóveis. “Dune” viria a vender mais de vinte milhões de cópias em tudo o mundo e a ser traduzido para uma dúzia de idiomas. É caso para dizer, quem ri por último, ri melhor!

1 de 10

Miguel Simão

Jurista e Poeta em algumas horas vagas. Cinéfilo incurável com forte pancada pelo sci-fi, que se perde algures pelo vício noturno de umas quantas séries televisivas de renome; amaldiçoado pelo perfecionismo estético de uma resma de palavras mais ou menos caras. Podem encontrar-me a divagar entre a Terra e o Espaço no meu blogue premiado Última Transmissão Humana.

Miguel Simão has 131 posts and counting. See all posts by Miguel Simão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *