Entrevista exclusiva com Cole Jensen de “Crash e Bernstein”

[/tab]

“Crash e Bernstein” acompanha as peripécias de Wyatt Bernstein. Para além de ter três irmãos, tem também um fantoche, Crash, que se torna no seu endiabrado irmão. Esta série, que é já um sucesso a nível mundial, estreia no dia 17 de janeiro, às 18h25, no bloco ‘We Love Irmãos’.

No episódio de estreia, Wyatt Bernstein constrói um fantoche que batiza de Crash. Este acaba por ganhar vida e torna-se no irmão rapaz que ele sempre quis ter. Crash descobre que Wyatt vive numa casa cheia de irmãs: a popular Amanda, de 16 anos, a vanguardista Cleo e a convencida Jasmine, de 6 anos. Arquiteta, então, um plano para conseguir que Wyatt tenha o seu próprio quarto. No entanto, os planos não resultam, o que põe em causa a sua relação com o novo irmão.

Wyatt é um adolescente típico que, quando não está em casa com a sua mãe, Mel, e as irmãs, gosta de se divertir com o seu melhor amigo, Pesto. Numa casa cheia de mulheres, a única coisa que realmente desejava era um irmão com quem pudesse ter brincadeiras de rapaz e com quem tivesse alguma solidariedade masculina. Agora com Crash, os dois vão poder ajudar-se um ao outro e Wyatt vai ensinar ao seu irmão a importância de agir corretamente por mais que as situações sejam difíceis. Tal como dois verdadeiros irmãos, vão apoiar-se mutuamente.

opoderdosfantoches-imagem

“Crash e Bernstein” apresenta Cole Jensen como Wyatt e Tim Lagasse como Crash.

Cole Jensen, que desempenha o papel de Wyatt Bernstein na nova série da Disney, “Crash e Bernstein”, revela como é representar ao lado de um fantoche.

Lê Também:
Cartaz Kids em dezembro | As últimas novidades do ano

128736_0611q

Como é trabalhar na série “Crash e Bernstein”?

É incrível! Está a ser uma experiência difícil de descrever, é como um sonho tornado realidade e é muito divertido. Estou a divertir-me imenso!

Que divertidas aventuras vamos poder ver nos próximos episódios?

Nos novos episódios, vamos ter muitas situações divertidas! Vamos ter um episódio especial de uma hora, em que os telespetadores vão poder escolher o nariz do Crash!

Como é trabalhar com o Crash?

É uma pergunta difícil de responder. Como posso resumir algo deste género? É uma experiência muito diferente de trabalhar com os outros atores, porque o Crash é um fantoche louco! Ele é muito divertido e nunca fica sossegado em lado nenhum. É incrível.

Como seria ter um amigo como o Crash na vida real?

Adorava ter um amigo como o Crash na vida real. Quem não gostaria? Primeiro que tudo, ele é roxo. E é praticamente indestrutível. E tem uma espada ninja. Acho que isto o descreve muito bem! Ele é o melhor.

Como é o ambiente em estúdio?

É incrível. Estamos sempre a andar de um lado para o outro e divertimo-nos muito. Também estamos sempre a rir. Não paramos.

Qual é o local favorito para relaxar em estúdio?

Normalmente estou com o Aaron Landon (que interpreta o papel de Pesto), na zona onde fazemos as nossas refeições. É a área onde todos descansamos e comemos.

E qual é a melhor comida?

As pessoas têm opiniões diferentes sobre a comida em estúdio, mas o meu prato favorito é sem dúvida as almôndegas suecas. Adoro-as! Como-as com um pouco de molho quente. Não muito, só um pouco para realçar o sabor.

Lê Também:
Disney Portugal Showcase | Conhece as próximas novidades

Como são os camarins?

O meu é fantástico! Tem um tapete e um sofá grande, que está ao lado da parede e tenho casa de banho privativa. É muito giro.

O que acontece quando as câmaras estão desligadas?

Brincamos imenso, estamos sempre cheios de energia, é muito divertido. Brincamos e rimos, mas depois voltamos ao trabalho.

É difícil decorar um guião de uma série como esta?

Pode ser difícil, depende do próprio guião. Por vezes só tenho que decorar uma linha ou uma frase de cada vez – existem muitas linhas espalhadas pelo guião. Essas são mais fáceis de lembrar do que aquelas em que tenho quatro linhas longas todas seguidas.

Quais as melhores dicas para decorar guiões?

Não vale a pena enervarmo-nos. É preciso o seu tempo e o importante é divertirmo-nos a fazê-lo. É importante concentrarmo-nos nas nossas linhas, mas fazê-lo com calma e sem preocupações!

Fim