Flaked | Primeira temporada, em análise

O mês de Março foi o escolhido para a estreia de “Flaked”, a nova série original Netflix que conta com Will Arnett no papel principal.

Will Arnett e David Sullivan Flaked Netflix

Sobre o calor e o ambiente único de Venice, Califórnia chega-nos o novo original da Netflix – “Flaked”. Uma história sobre Chip (Will Arnett), um antigo alcoólico que utiliza a sua experiência de vida para se tornar um guru de autoajuda na comunidade, mas que começa a sentir dificuldades em manter as suas mentiras segredo. Uma comédia dramática de oito episódios de 30 minutos cada que tem dividido muitos críticos e fãs – trazendo à luz uma história de um adulto imaturo cujo tom mais sério não cria espaço para originalidade no género.

LÊ TAMBÉM: Destaques Netflix em Março | Séries;

Em retrospectiva a série mostra bastante potencial – é uma história sobre a “vida” e acima de tudo sobre as decisões que cada pessoa toma, sendo que mais cedo ou mais tarde consequências são sempre pagas. É uma jornada ambígua, misteriosa e em partes bastante charmosa, muito graças às performances do elenco principal, concretamente à irmandade de Chip e Dennis (David Sullivan). A caracterização da personagem de Will Arnett é o ponto forte da série, o actor que está já na sua terceira colaboração com a Netflix, conseguiu demonstrar os seus traços mais dramáticos, mas que acabam por ser anulados quando o argumento se perde no seu próprio desvendar de mistérios.

Lê Também:
Netflix vai lançar uma série interativa de You vs Wild

Ruth Kearney em Flaked

O restante elenco traz algumas surpresas que podiam e deviam ter sido melhor aproveitadas, nomeadamente Ruth Kearney como interesse amoroso do protagonista e misteriosa no seu próprio direito ao interpretar a linda e sensual London/Claire. A personagem em si acaba por ser um pouco misógino e por cair direitinha no cliché de donzela em sofrimento, que serve em grande parte para mostrar o quão fixe Chip é – mas Kearney apresenta um certo carisma que faz com que a revelação mais séria de “Flaked” seja realmente tomada em consideração e que aumente a qualidade num geral após o episódio 6. Se a série for renovada London poderá ser a caixa que irá carregar o drama mais pesado da segunda temporada.

LÊ AINDA: Mapa das Séries | Todas as estreias nacionais de abril 2016

A cinematografia assenta um bom ambiente para o tom da série – um drama na sua essência, mas que apresenta alguma leveza da própria vida sem se deixar levar pelo demasiado sério. Do lado da produção, junta-se ainda o excelente trabalho na composição musical de Stephen Malkmus – um artista indie que se identifica perfeitamente na série e que acompanha Will Arnett e que em grande parte ajuda o actor a não deixar falhar os melhores momentos da sua personagem.

Lê Também:
Maddie McCann abordada em documentário da Netflix

Na prática, “Flaked” não é uma novidade para a televisão mas é uma boa sugestão para os assinantes Netflix que estão trancados em casa naqueles dias chuvosos de fim-de-semana.


Título Original: Flaked
Criadores:  Will Arnet, Mark Chappell
Elenco: Will Arnett, David Sullivan e Ruth Kearney 
Netfliix | Comédia, Drama | 2016 | 1 Temporada | 8 Episódios


flaked poster netflix[starreviewmulti id=19 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]
 


MM

 

Marcos Mendes

Um membro representante da cultura geek, criativo e apaixonado pela sétima arte. Sigam-me no Facebook para mais comentários e opiniões sobre o mundo do cinema e televisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *