“Game of Thrones” | Sibel Kekilli (Shae) fala da sua participação na série

Sibel Kekilli disse que tanto ela como Peter Dinklage não quiseram ensaiar a cena da sua morte. “Não se pode ensaiar uma cena assim porque é muito emotiva e se ensaias muito torna-a menos poderosa. Um dia antes de a filmarmos fui jantar com o Peter Dinklage e os produtores Dan e David. Falamos sobre a cena e desfrutei o meu último dia.”

“Eu sabia de início que ela morreria. Há tantos fãs e spoilers por aí… Sabia que não era um final feliz. Pensava que iria morrer na terceiratemporada mas os produtores disseram-me que seria na temporada seguinte (…) Foi uma cena longa porque estamos a lutar. Quando o vejo tento agarrar a faca para me manter viva porque sei que me vai matar. Houve um coordenador de duplos presente e a cena teve passos delineados, demorou um tempo. Tiveram ainda de filmar outra cena depois da nossa, foi um dia ainda mais longo para Peter porque penso que filmaram a morte de Tywin no mesmo dia.”

Sibel mantém ainda assim uma amizade com Dinklage: “Depois da série gravamos um filme na Alemanha, na minha cidade de Hamburgo. Fomos jantar e sabíamos que teríamos a première em Nova Iorque…”

Para a actriz o final da segunda temporada, quando Tyrion ganha a cicatriz e o julgamento esta temporada foram as mais difíceis emocionalmente de filmar. “Eu tenho de entender porque razão a Shae faz o que faz. Ela amava-o e no final está zangada e perdida. Mas uma parte dela ainda culpa Tyrion pela situação.”

Kekilli não vê Shae como uma vítima “Ela nasceu pobre, teve uma vida difícil e aprendeu a sobreviver. Foi vítima das circunstâncias, mas uma mulher forte. No final, quando Tyrion lhe chama de prostituta ela pensa que voltou ao que sempre foi, sozinha no mundo, a lutar. E quando a Cersei quer algo, ela consegue-o”.

Para a actriz a série significou muito. “É difícil colocar por palavras. Viver durante quatro anos e ter quase todas as cenas com o Peter Dinklage faz-me sentir muito sortuda. Vi muitos bons actores. Ver crianças crescer, como a Sophie Turner, foi muito especial. Pessoas que já não estavam na série diziam para aproveitar ao máximo porque nada se compara a fazer parte da HBO, destes produtores e da obra de George R.R. Martin. Deram-me, a uma mulher que não tem o inglês como língua-mãe, muitas oportunidades. Foi fantástico.”

Por fim, deixa ainda uma mensagem aos fãs: “os fãs são incríveis, mas conseguem ser duros com a Shae. Ou adoram ou odeiam, enquanto Tyrion é considerado intocável.”

In Game of Thrones (Portugal)

Lê Também:
Robert Pattinson pode estar a caminho do novo filme de Bong Joon Ho

APS Portugal

Organização sem fins lucrativos, com sede única no facebook (https://www.facebook.com/APS.Portugal) e intitulada de grupo de Administradores das Páginas de Séries (Portugal). Mais de 60 páginas sobre as séries mais mediáticas da actualidade. Um espaço com todas as novidades das séries favoritas dos portugueses e em português.

APS Portugal has 315 posts and counting. See all posts by APS Portugal