How to Get Away with Murder Temporada 2 | Primeiras Impressões

 

 

How to Get Away with Murder está de volta com a sua segunda temporada, e arriscaríamos a dizer que está melhor do que nunca.

A mais recente série de Shonda Rhimes foi das mais populares entre os espetadores no ano passado e teve vários motivos para isso. Para além de ter um bom elenco, especialmente Viola Davis, que ganhou o Emmy para Melhor Atriz numa Série Dramática com o papel de Annalise Ketting, How to Get Away with Murder teve a capacidade de manter o espetador agarrado à sua história e aos seus personagens durante todos os 15 episódios que a primeira temporada teve.

Agora a série protagonizada por Davis está de volta com a sua segunda temporada, e arriscaríamos a dizer que está melhor do que nunca. A temporada arranca uns dias depois dos eventos da season finale, e temos a oportunidade de ver de que maneira os alunos de Ketting a advogada e respetivos sócios foram afetados pelo assassinato/desaparecimento de Rebecca, assim como a possibilidade de descobrir quem foi o autor deste crime. Muitos espetadores irão ver o episódio e pensar que esse será o seu aspeto central, mas sejamos sinceros, pensavam mesmo que How to Get Away with Murder seria assim tão básica? Preparem-se para os plot twists, porque não vão ser poucos!

Lê Também:
IT: Capítulo 2 | Primeira impressão de Stephen King

 

How to Get Away with Murder

 

Para além de ser desvendado um dos mistérios finais da primeira temporada, é introduzido neste episódio um novo caso envolvendo dois irmãos adotivos que estão a ser acusados de matarem os seus pais adotivos e que Annalise Ketting quer a todo o custo, mesmo que isso implique falsificar provas levando os irmãos a despedirem o seu atual advogado e a contratarem Ketting.

A estreia da segunda temporada de How to Get Away with Murder é cheia de bons momentos que poderíamos discriminar e até hierarquizar, mas preferimos ir diretos ao ponto mais forte: Annalise Ketting. Se How to Get Away with Murder tem o sucesso que tem, muito se deve a esta personagem. Ela é a comandante deste navio e sem ela o naufrágio era garantido. Annalise Ketting é uma onda que derruba continuamente todos os estereótipos possíveis e imagináveis, e neste primeiro episódio a protagonista volta a derrubar mais uns quantos e ganha ainda mais densidade. Um dos catalisadores deste desenvolvimento de Ketting é a personagem Eve Barthlo, interpretada pela atriz Famke Janssen (X-Men), uma antiga colega da faculdade, a quem ela entrega o caso do seu amante Nate Lahey.

Lê Também:
IT: Capítulo 2 | Primeira impressão de Stephen King

 

How to Get Away with Murder

 

Uma das qualidades de How to Get Away with Murder é a de surpreender o espetador, encaminhando-o para determinadas direções e fazendo-o chegar a certas conclusões para depois lhe trocar as voltas. Foi essa a capacidade que deixou os seus fãs colados ao ecrã durante a primeira temporada e é isso que vai voltar a acontecer nesta segunda temporada. Se tínhamos alguma dúvida acerca do rumo que a série iria tomar e se o formato se iria manter, este primeiro episódio põe tudo em pratos limpos e prepara o terreno para o que nos espera nesta segunda temporada com um cliffhanger final envolvendo a protagonista que deixará qualquer um boquiaberto e com a cabeça à roda!

Nos próximos episódios a adrenalina, o suspense e o mistério estarão certamente presentes na série enquanto acompanhamos a resolução do novo caso da advogada Annalise Ketting que, embora à primeira vista possa parecer uma linha narrativa de segundo plano e sem grande importância, prova no final deste episódio ser tão importante como a narrativa e o crime principal da segunda temporada.

Consulta ainda o nosso Calendário de Séries Fall Season 2015

 

 

Filipa Machado

Licenciada em Estudos Artísticos e uma grande apaixonada (e viciada) por Literatura, Televisão, Cinema e, em especial, por Animação Japonesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *