Mindhunter

David Fincher revela pormenores sobre os bastidores de Mindhunter

O realizador, conhecido pelo seu exaustivo perfecionismo, confessou o número de takes que uma cena custou aos atores, e o tratamento especial que Cameron Britton teve em “Mindhunter“.

Stanley Kubrick ficou famoso não só por ser um iluminado realizador, revolucionário e imortal, mas também pelo seu “gosto” particular de levar os seus atores ao limite, repetindo cada cena até os deixar à beira da loucura. Hoje, David Fincher – outro génio, diga-se – partilha a tendência para entender que a prática leva à perfeição, à descoberta de algo novo.

Histórias de quem já trabalhou com Fincher, desde Jake Gyllenhaal, Neil Patrick Harris a John Carroll Lynch apontam para uma média de 50 takes por cena. Nos últimos dias, o realizador da série da Netflix, “Mindhunter”, marcou presença num painel onde revelou algumas curiosidades sobre as filmagens com Jonathan Groff, Holt McCallany, Cameron Britton e companhia.

Lê Também:
Realizadores que gostávamos de ver no universo Black Mirror

Numa das mais impressionantes revelações, David Fincher contou que chegou a gravar um take de 9 minutos e meio durante 75 vezes! Três câmaras a filmarem em simultâneo, três membros do elenco em cena e diversos membros de produção. Esforço criativo e repetitivo rumo à perfeição.

Tanto Jonathan Groff como Holt McCallany, os atores que interpretam os agentes Holden Ford e Bill Tench, mostraram as vantagens do processo de Fincher, referindo-se à descoberta progressiva de pequenos ajustes e à desconstrução detalhada de todos os pormenores: por exemplo, como a postura ao longo de um diálogo pode modificar a dinâmica entre os interlocutores.

Fincher contou ainda que quando descobriu Cameron Britton (a equipa de televisão da MHD elegeu o seu Ed Kemper como a melhor nova personagem de TV em 2017) decidiu criar uma atmosfera específica para o ator. Assim, impediu que Britton, 32 anos e 1,96m, interagisse com os restantes membros do elenco.

MINDHUNTER | UMA DAS MELHORES NOVIDADES DE 2017

Ansioso pela segunda temporada de “Mindhunter”? Achas que o método de David Fincher traz bons resultados?

Miguel Pontares

Licenciado em Comunicação Empresarial, estudou ainda Escrita de Argumento para Cinema e Televisão. É um dos autores do blog Barba Por Fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *