Os momentos mais marcantes das séries em 2016 (V)

Seja uma série de comédia, drama, aventura ou sci-fi, são os momentos mais marcantes que nos deixam agarrados ao ecrã e com vontade de ver mais. Por isso, reunimos esta galeria essencial para todos os “seriófilos” que ainda andam a remoer os acontecimentos mais marcantes das séries em 2016.


<< PARTE 4 | PARTE 6 >>


Barry volta atrás no tempo e salva a mãe em The Flash

“The Race of His Life”, o último episódio da segunda temporada de The Flash, ficou marcado por um acontecimento que mudaria o destino de tudo o que aconteceu na primeira e segunda temporada (incluindo as restantes séries do Arrowverse). Depois de derrotar Zoom e com o mundo a salvo, Barry fica perturbado por ver o sósia do pai da Terra 2. Com o sentimento de que tinha de corrigir as coisas e após receber o apoio de Iris sobre “fazer o que tinha a fazer”, Barry decide correr a toda a velocidade até ao dia da morte da sua mãe, salvando-a do Reverse-Flash e eventualmente mudando drasticamente a linha do tempo. Foi absolutamente um dos momentos mais marcantes das séries em 2016.

Lê Também:
Into the Dark | Primeiro episódio ganha elenco

Lê também: A Bela e o Monstro | Conhece as personagens do filme

 

Ford revela que Bernard é um anfitrião em Westworld

Westworld, a nova série da HBO, deixou-nos colados ao ecrã com a intensidade de cada episódio, principalmente quando éramos surpreendidos com grandes revelações. Bernard Lowe (Jeffrey Wright) aparentava ser apenas um cientista responsável pela programação e comportamento dos robôs do parque. No entanto, a verdade é que este tem mais um comum com os anfitriões do que pensávamos! No fim do episódio “Trompe L’Oeil”, Ford (Anthony Hopkins) revela friamente que Bernard é umas das suas criações e que está sob o seu controlo. Inicialmente em negação e chocado com esta revelação, Ford ordena que Bernard mate Theresa Cullen (Sidse Babett Knudsen), com quem tinha em segredo um relacionamento amoroso.

Consulta ainda: Alterações e novas datas das Estreias de Cinema

 

Lê Também:
Super-Homem | CW revela teaser com Brandon Routh

Morte de Norma em Bates Motel

Bates Motel está a chegar ao fim, e para quem conhece Psycho (1960) de Alfred Hitchcock, sabe que a morte de Norma Bates iria chegar mais tarde ou mais cedo. A vida a dois entre Norma (Vera Farmiga) e Alex (Nestor Carbonell) era quase perfeita, se não fosse o regresso de Norman (Freddie Highmore) a casa e o ódio e ciúme que este sente pelo recém-marido da mãe. Assim que Norma adormece ao lado do filho, este ainda acordado, decide descer até à cave e acende a caldeira antiga. Quando começa a fechar os respiradouros da casa, começamos a perceber o seu plano, mas com a esperança que tudo acabe bem. Estávamos enganados. Quando Alex chega, encontra Norma já sem vida devido ao monóxido de carbono que intoxicou o quarto, e claro, Norman sobrevive, porque senão como iria a série coincidir com os acontecimentos do clássico de Hitchcock?

Quais foram os momentos mais marcantes para ti?


<< PARTE 4 | PARTE 6 >>


 

Joana Ferreira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *