Morreu Carrie Fisher, a Princesa Leia de Star Wars

A atriz mais reconhecida como Princesa Leia, Carrie Fisher, faleceu esta terça-feira depois de ter sofrido um ataque cardíaco que a colocou em estado crítico na passada sexta-feira, dia 23 de dezembro.

O porta-voz da família, Simon Halls, divulgou hoje ma declaração à PEOPLE em nome da filha de Fisher, Billie Lourd:

É com uma tristeza muito profunda que Billie Lourd confirma que sua amada mãe, Carrie Fisher, faleceu às 8h55 desta manhã. Ela era amada pelo mundo e ela será sentida profundamente. A nossa família inteira agradece os vossos sentimentos e orações.

A atriz norte-americana foi internada de emergência num hospital de Los Angeles, na passada sexta-feira, após ter sofrido um ataque cardíaco grave. O acidente vascular ocorreu durante um voo entre Londres e Los Angeles.

Lê também: TOP Filmes de Star Wars

A mãe da atriz, Debbie Reynolds, revelava num tweet, no passado dia 25 de dezembro, que a sua filha se encontrava em  situação estável. Percebe-se agora, contudo, que não estava livre de perigo. Carrie Fisher tinha 60 anos.

A atriz, de 60 anos, teve de ser assistida durante o voo, tendo sido submetida a massagens cardíacas, segundo a mesma fonte. O acidente vascular ocorreu 15 minutos antes do avião ter aterrado no aeroporto de Los Angeles. Carrie Fisher foi depois transportada de emergência para um hospital local.

A atriz, de 60 anos, é mundialmente conhecida pela sua personagem Princesa Leia em Star Wars. Depois de participar na primeira trilogia da saga, a atriz regressou ao papel em O Despertar da Força, que estreou no ano passado.

Consulta ainda: Os melhores filmes de 2016, segundo o IMDB, são…

Atualmente, Fisher estava em digressão a promover o seu livro autobiográfico, em que relembra o período das filmagens do primeiro filme de Star Wars.

Carrie Fisher gravou ainda o Episódio VIII da saga Star Wars, que tem estreia prevista para dezembro de 2017.

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *