Nomeações para os 28º EFA European Film Awards

 

As nomeação para a 28ª Edição dos Prémios de Cinema Europeu, foram anunciados hoje ao início da tarde no decorrer do Festival de Sevilha. O filme Youth, do italiano Paulo Sorrentino, falado em inglês, lidera com cinco nomeações os prémios que correspondem aos Óscares, na indústria de cinema europeia.

EFA

JUVENTUDE VS. VETERANIA

Youth, o novo filme do italiano Paolo Sorrentino, lidera as nomeações (5) dos European Film Award 2015, à frente de Lobster, do grego Yorgos Lanthimos e de Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência, de Roy Andersson (Suécia), ambos com quatro candidaturas.

Vê trailer de ‘Youth’:

Trata-se de um conjunto notável de nomeações que reflectem as grandes tendências do cinema europeu  da actualidade, ao nível da diversidade, consolidação, e juventude, juntando cineastas consagrados e jovens descobertas. Nas principais categorias principais, de Melhor Filme e Melhor Realização, estão nomeados cineastas-autores consagrados como Roy Andersson e Paolo Sorrentino, juntamente com novos realizadores como o islandês Grímur Hákonarson (com apenas uma segunda obra), Sebastian Schipper (quarta obra, mas a primeira verdadeiramente relevante), o turco Denis Gamze Ergüven (primeira obra) e também de alguma forma o sempre brilhante grego Yorgos Lanthimos. 

EFA

Apesar de ter sido falando e ter andado na corrida às principais nomeações, ‘As Mil e Uma Noites’, na versão Miguel Gomes já ganhou o Prémio de Melhor Som. Quanto às restante nomeações há a destacar sobretudo as nomeações para Melhor Comédia com: A Familia Bélier, de Eric Lartigau (França), Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência, de Roy Andersson (Suécia), Le Tout Nouveau Testament, de Jaco Van Dormael (Bélgica).

Trailer de ‘A Familia Belier’

E as indicações para os prémios de interpretação para grandes vedetas como Michael Caine, Tom Courtenay e Colin Farrell entre os actores; Rachel Weisz, Alicia Vikander e Charlotte Rampling nas actrizes. A cerimónia de entrega dos EFA vai realizar-se este ano a 12 de  Dezembro, onde serão anunciados os vencedores em Berlim, sede da Academia Europeia de Cinema.

Trailer de ‘Um Pombo Pousou…’

Trailer de ‘Lobster’

 

NOMEADOS EFA 2015

 

MELHOR FILME

■ Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência, de Roy Andersson (Suécia).

■ Lobster, de Yorgos Lanthimos (Reino Unido, Grécia).

■ Mustang, de Denis Gamze Ergüven (França, Turquia).

■ Victoria, de Sebastian Schipper (Alemania).

■ Rams, de Grímur Hákonarson (Islandia).

Youth, de Paolo Sorrentino (Italia).

MELHOR REALIZADOR

■ Paolo Sorrentino, por Youth.

■ Nanni Moretti, por A Minha Mãe

■ Sebastian Schipper, por Victoria.

■ Malgorzata Szumowska, por Body.

Roy Andersson, por Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência,

Yorgos Lanthimos, por Lobster.

MELHOR ACTOR

■ Michael Caine por Youth.

■ Tom Courtenay por 45 Years.

■ Colin Farrell por Lobster.

■ Christian Friedel por 13 minutos.

■ Vincent Lindon por La Loi du Marché.

MELHOR ACTRIZ

■ Marguerita Buy por A Minha Mãe.

■ Laia Costa por Victoria.

■ Charlotte Rampling por 45 Years.

■ Alicia Vikander por Ex machina.

■ Rachel Weisz por Youth.

MELHOR COMÉDIA

■ A Familia Bélier, de Eric Lartigau (França).

■ Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência,, de Roy Andersson (Suécia).

■ Le Tout Nouveau Testament, de Jaco Van Dormael (Bélgica).

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

■ Song of the Sea, de Tomm Moore (Irlanda).

■ Adama, de Simon Rouby (Francia).

■ A Ovelha Shaun, de Mark Burton, Richard Starzak (Reino Unido).

MELHOR PRIMEIRA OBRA/ DESCOBERTA

■ Mustang, de Denis Gamze Ergüven (França, Turquia).

■ Slow West, de John Maclean (Reino Unido).

■ Limbo, de Anna Sofie Hartmann (Alemanha).

■ Summers Downstairs, de Tom Sommerlatte (Alemanha).

■ Goodnight Mommy, de Veronika Franz, Severin Fiala (Austria).

MELHOR ARGUMENTO

■ Roy Andersson por Um Pombo Pousou num Ramo a Reflectir na Existência.

■ Alex Garland por Ex machina.

■ Radu Jude e Florian Lazarescu por Aferim!

■ Yorgos Lanthimos y Efthimis Filippou por Lobster.

■ Paolo Sorrentino por Youth.

MELHOR DOCUMENTÁRIO

■ A Syrian Love Story (Sean McAllister, Reino Unido).

■ Amy (Asif Kapadia, Reino Unido).

■ Dancing with Maria (Ivan Gergolet, Itália).

■ The Look of sSlence (Joshua Oppenheimer, Dinamarca).

■ Toto and His Sisters (Alexander Nanau, Roménia).

MELHOR CURTA METRAGEM

■ Berlinale: Dissonance (Till Nowak, Alemanha) [Animação].

■ Mostra de Veneza: E.T.E.R.N.I.T. (Giovanni Aloi, França) [Ficção].

■ Festival de Cork: Field Study (Eva Weber, Reino Unido) [Ficção].

■ Curtas de Vila do Conde: Kung Fury (David Sandberg, Suecia) [Ficção].

■ Festival de Tampere: Listen Kuuntele (Hamy Ramezan & Rungano Nyoni, Dinamarca) [Ficção].

■ Festival de Roterdão: Our body (Dane Komljen, Dinamarca) [Experimental].

■ Festival de Brístol: Over (Jörn Threlfall, Reino Unido) [Ficção].

■ Festival de Drama: Picnic (Jure Pavlović, Croácia) [Ficção].

■ Clermont-Ferrand: Smile, and the World Smile Back (Yoav Gross, Ehab Tarabieh & the al-Haddad family, Israel) [Ficção].

■ Festival de Locarno: Son of the Wolf (Lola Quivoron, França) [Ficção].

■ Festival de Grimstad: Symbolic Threats (Mischa Leinkauf, Lutz Henke & Matthias Wermke, Alemanha). [Documentário].

■ Seminci: El corredor (José Luis Montesinos, Espanha) [Ficção].

■ Festival de Sarajevo: The Translator (Emre Kayiş, Reino Unido) [Ficção].

■ Festival de Cracovia: This Place We Call Our Home (Thora Lorentzen & Sybilla Tuxen, Dinamarca) [Documentário]

■ Festival de Ghent: Washingtonia (Konstantina Kotzamani, Grécia) [Ficção].

 

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colaborou no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’  (2014) e 'Mar Urbano Lisboa (2019). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’ (2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’ (2012), Mostras de Cinema da América Latina (2010 e 2011), 'Vamos fazer Rir a Europa', (2014), Mostra de Cinema Dominicano, (2014) e Cine Atlântico, Terceira, Açores desde 2016, até actualidade. Foi Director de Programação do Cine’Eco—Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela de 2012 a 2019. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *