Queer Lisboa 18 | Destaque de dia 20 de Setembro em longa-metragem

No Queer Lisboa 18, estão a decorrer competições para melhor longa-metragem, melhor curta-metragem e melhor documentário.

Os filmes a concurso serão exibidos de 19 a 27 de Setembro, no cinema São Jorge, e o público poderá contribuir na atribuição dos prémios para as diversas categorias.

No segundo dia do Festival, destacou-se “Rosie”, filme suíço candidato a melhor longa-metragem.
“Rosie”, realizado por Marcel Gisler, é uma história enternecedora, divertida e séria ao mesmo tempo. Lorenz Meran (Fabian Krüger), um bem-sucedido autor gay, é chamado ao hospital quando a sua mãe (Sibylle Brunner) tem um enfarte. Quando Rosie recusa qualquer tipo de assistência em casa, ou até mesmo a possibilidade de ir para um lar onde pudessem cuidar de si, o seu filho vê-se obrigado a assumir esse papel, acabando por descobrir segredos de família há muito escondidos.

Tudo em “Rosie”, tanto o filme, como a personagem com o mesmo nome, é adorável. O fabuloso estudo de emoções e relações humanas que nos é apresentado é simplesmente fascinante, e as performances dos atores são excelentes, sendo obrigatório o destaque a Sibylle Brunner, que dá vida de forma magnífica a Rosie. Esta é uma história que merecia estar no circuito de cinema comercial, e ser difundida ao mais elevado nível.

rosie

Os apreciadores de cinema queer têm agradáveis surpresas à sua espera no Queer Lisboa 18, verdadeiras obras de arte do cinema merecedoras do seu tempo e da sua atenção. O programa completo do festival pode ser consultado aqui.

SL

 



Também do teu Interesse:


About The Author