©Miramax

Quentin Tarantino | Contabilizados todos os palavrões dos seus filmes

Estão contabilizados todos os palavrões usados por Quentin Tarantino nos seus filmes – 901 é o número de ouro.

A poucos dias da estreia nacional de “Era uma Vez… em Hollywood“, o nono filme de Quentin Tarantino, o jornal americano Dallas Observer decidiu contabilizar os palavrões ditos em todos os filmes do realizador.

Além da violência gratuita, das inúmeras referências (que por vezes passam despercebidas) e dos diálogos extremamente inteligentes, este realizador que conta, para já, com quatro nomeações aos Óscares, é também conhecido pela linguagem algo lasciva presente nos seus guiões.

O repórter Garret Gravely do Dallas Observer dedicou-se à tarefa demente de ver todos os filmes do realizador, escrutinando todas as palavras ditas, em busca de asneiras e palavrões. A contagem foi feita por filme e, por palavra, no total, gerando algumas conclusões interessantes.

Lê Também:
Era uma Vez em… Hollywood e Quentin Tarantino apresentam Os Vibrantes 60

A vencedora é claramente a palavra f*ck, mencionada 901 vezes em todos os nove guiões, deixando s*it num distante número dois, com apenas 295 menções. A primeira vez que foi realizador de um filme – “Cães Danados” (1992) – este contava 269 vezes com a f-word, seguindo-se logo por “Pulp Fiction” (1994) com 265 menções. “Sacanas Sem Lei” (2009) é, de longe, o mais limpo em termos de linguagem NSFW (not safe for work) tendo um total de apenas 38 asneiras.

É também notório que os primeiros filmes do realizador estavam mais impregnados com esta linguagem dita vulgar, como é o caso de “Cães Danados” (1992), “Pulp Fiction” (1994) e “Jackie Brown” (1997), que figuram no topo da lista.

Por outro lado, Tarantino recorre também inúmeras vezes a insultos raciais, sendo que em “Django Libertado” (2012) o insulto N*gga é utilizado 110 vezes, ao passo que “Jackie Brown” e “Os Oito Odiados” (2015) repetem essa palavra mais de 35 vezes cada. Mesmo com três filmes onde esta palavra nunca foi usada (“Kill Bill”, “Sacanas Sem Lei” e “Era uma Vez…Em Hollywood”) é, ainda assim, o terceiro palavrão mais referido nos filmes de Quentin Tarantino.

Criticado por muitos pelo recurso, exagerado, a este tipo de linguagem, outros defendem que só assim os guiões podem ser honestos e verdadeiros e que isso é parte da essência deste realizador. Para já, fica o trailer da próxima aposta do realizador, que estreia dia 14 de Agosto nos cinemas portugueses.

TRAILER | NOVO FILME DE QUENTIN TARANTINO ESTÁ QUASE A ESTREAR

Chocados com os números ou trata-se de uma estatística previsível?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *