Seleção MHD | Da BD à TV: 6 Séries a não perder em 2015

 

O domínio cinematográfico da BD estendeu-se à televisão, e 2015 promete ser um ano recheado de séries baseadas na nona arte. Com vários projetos a caminho da televisão, aqui fica uma lista das adaptações a não perder neste novo ano.

 

Daredevil

A primeira das 5 séries produzidas pela Marvel para o Netflix, “Daredevilvai voltar às origens do “homem sem medo”, mostrando o percurso de Matt Murdock desde o acidente que lhe tirou a visão até à sua nova identidade como protetor de Hell’s Kitchen.

O inglês Charlie Cox (“Boardwalk Empire”) sucede a Ben Affleck no papel de Matt Murdock/Daredevil, e a ele junta-se um elenco de luxo tais como Deborah Ann Woll (“True Blood”) como Karen Page ou Vincent D’Onofrio (“Full Metal Jacket”) como Wilson Fisk, o Kingpin.

BD - Daredevil

A julgar pelas imagens já divulgadas, a série televisiva é inspirada por “The Man Without Fear”, escrita por Frank Miller e desenhada por John Romita Jr., uma história de origem considerada como uma das principais obras da personagem.

Frank Miller é indissociável de Daredevil, pelo que se espera que esta nova adaptação se apoie bastante no trabalho desenvolvido pelo famoso escritor/artista, um dos principais responsáveis por revolucionar este vigilante.

LÊ MAIS: Daredevil terá abordagem mais negra

Devido a Miller, as histórias de Daredevil têm uma tonalidade mais séria e sombria que o resto das personagens da Marvel, e a série deverá seguir o mesmo ambiente da BD.

BD - Daredevil

Será interessante ver de que forma é que esta abordagem vai encaixar no restante universo cinematográfico Marvel, até agora mais divertido e descontraído.

Daredevil tem estreia prevista para abril de 2015.

 

Krypton

O fatídico planeta do Super-Homem vai ser palco principal da próxima série do Syfy, “Krypton”.

De acordo com a sinopse oficial, a série vai-se centrar no avô de Super-Homem, o líder da ostracizada casa de El, na sua tentativa de trazer esperança e igualdade a um planeta tumultuoso.

Krypton

Esta prequela, que surge após o enorme sucesso de “Gotham”, vai estar ao cargo de David S. Goyer (“Constantine”, Trilogia “Dark Knight” e “Man of Steel”) e Ian Goldberg (“Once Upon a Time”).

LÊ MAIS:  Syfy confirma Krypton, nova prequela de Superman

A vida em Krypton antes da explosão aparece ocasionalmente nas páginas da BD, mas nunca de forma extensiva, e a única obra que se centra totalmente neste tema é fora da nona arte, no romance “The Last Days of Krypton”, escrito por Kevin J. Anderson.

Como tal, a nova série do Syfy poderá ter um cariz único, diferenciando-se das restantes já em exibição ou a caminho, acrescentando em simultâneo um capítulo inédito aos mais de 75 anos de história do Super-Homem.

Lê Também:
Mulher-Maravilha regressa com o trailer de 1984

 

Preacher

Após “The Walking Dead”, a AMC volta a apostar pela banda desenhada alternativa, trazendo agora “Preacher” para o pequeno ecrã.

Da autoria de Garth Ennis e Steve Dillon, “Preacher” conta a história de um padre desiludido pela fé em que acreditou toda a vida, e após ser possuído por uma força espiritual chamada Genesis, este decide partir numa violenta viagem pela América fora à procura de Deus.

Preacher

A adaptação televisiva vai estar a cabo de Seth Rogen e o seu parceiro de escrita habitual, Evan Goldberg, que irão redigir o episódio piloto.

“Preacher”, editada pela Vertigo (a editora mais “adulta” da DC Comics), é conhecida pela sua forte natureza e linguagem gráfica, e muitos fãs estão receosos que este aspeto não esteja presente na série de televisão.

O envolvimento de Rogen e Goldberg também tem deixado alguns dos mais devotos desta BD de culto de pé atrás, pois para além de serem mais conhecidos pelas suas comédias, a experiência da dupla nestas lides (com a adaptação ao cinema de Green Hornet) deixou muito a desejar.

Contudo, Rogen e Goldbert já mostraram bastante paixão pela BD, o que pode ser um fator de sucesso nesta adaptação.

Além disso, a AMC provou com “The Walking Dead” ser mais que capaz de adaptar com sucesso uma série de banda desenhada à televisão, mostrando que “Preacher” está em excelentes mãos.

 

Supergirl

A próxima personagem da DC Comics a dar o salto para a televisão vai ser Supergirl, e já foi confirmado que a CBS vai ser a próxima casa das aventuras da super-heroína.

Criada em 1959, Supergirl é Kara Zor-El, uma das poucas sobreviventes da explosão do planeta Krypton ao lado do seu célebre primo Kal-El, Super-Homem.

Segundo o pouco que já foi avançado pela DC, série vai seguir uma jovem Kara que finalmente aceita os seus poderes após escondê-los da humanidade por vários anos.

Supergirl

A série vai estar ao cargo de Greg Berlanti (o produtor de “Arrow” e “The Flash”) e Ali Adler (“Chuck”), e vários rumores apontam que Claire Holt poderá encarnar Supergirl.

LÊ MAIS: Claire Holt será a nova Supergirl?

Pouco se sabe acerca desta adaptação mas, devido ao envolvimento de Greg Berlanti, especula-se que “Supergirl” poderá fazer parte do mesmo universo que “Arrow” e “The Flash”, séries transmitidas na CW, um canal do qual a CBS é uma das proprietárias.

 

Agent Carter

Hayley Atwell volta a encarnar a agente da Shield Peggy Carter, agora na ABC, em “Agent Carter”.

Passada após o primeiro filme do Capitão América, a série irá mostrar uma Peggy Carter que vai ter que conciliar o seu trabalho administrativo monótono para a SSR (Strategic Scientific Reserve) ao mesmo tempo que ajuda a provar a inocência de Howard Stark (Dominic Cooper), acusado de tráfico de armas.

Lê Também:
DC Comics terá filmes R-Rated na Warner Bros.

LÊ MAIS: Agent Carter ganha primeiro teaser

“Agent Carter” decorre em 1946, onde Peggy Carter terá que enfrentar uma sociedade machista que a marginaliza devido ao seu género, uma importante (e inédita) crítica social bastante relevante atualmente, o que será sem dúvida um dos elementos mais interessantes desta série televisiva.

Agent Carter

Apesar de ser um spin-off do universo cinematográfico da Marvel, “Agent Carter” deverá buscar vários elementos do mundo da nona arte, o que poderá ser um dos seus pontos fortes.

LÊ MAIS: Agent Carter| Novo poster mostra Hayley Atwell em grande estilo

O cariz de espionagem e a proximidade de “Agent Carter” à segunda guerra mundial põe à sua disposição obras como “Nick Fury: Agent of Shield”, de Jim Steranko, ou “Sgt. Fury and his Howling Commandos”, de Stan Lee e Jack Kirby, duas das séries mais visionárias da história da Marvel.

“Agent Carter” é sem dúvida uma das séries imperdíveis da próxima temporada, e estreia nos Estados Unidos já a 6 de janeiro.

 

Riverdale

Em outubro a FOX surpreendeu os fãs de BD ao anunciar “Riverdale”, uma adaptação das aventuras de Archie e os seus amigos.

Criada em 1941, a personagem de Archie Andrews está enraizada na sociedade americana, mas apesar do seu “estatuto” intemporal nesta cultura, Archie sofreu de uma estagnação nas últimas décadas, estando só agora a ressurgir em popularidade.

As aventuras de Archie são passadas na pacata Riverdale, um retrato da clássica pequena cidade americana dos anos 40 e 50, e muitas das suas histórias são centradas no eterno triângulo amoroso entre Archie, Betty (a “girl next door”) e Veronica (a socialite rica).

Archie

A primeira adaptação live-action de Archie vai estar a cargo do suspeito do costume nestas andanças, Greg Berlanti, ao qual se junta Roberto Aguirre-Sacasa (“Glee”).

O envolvimento de Aguirre-Sacasa é à partida um dos elementos mais promissores de “Riverdale”, pois este é o autor de “Afterlife with Archie”, uma mini-série de BD que introduziu o género terror ao mundo inocente da personagem, uma abordagem inédita que surpreendeu a nona arte e ajudou à ressurgência de Archie.

“Riverdale” vai seguir o mesmo enredo da BD, mas os produtores já prometeram um tratamento mais “arrojado e subversivo” das peripécias de Archie, Betty e Veronica.

 

0 thoughts on “Seleção MHD | Da BD à TV: 6 Séries a não perder em 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *