Shia LaBeouf

Shia LaBeouf está de regresso com um filme sobre Shia LaBeouf

Shia LaBeouf está de regresso a Hollywood com um filme auto-biográfico, onde não interpretará Shia LaBeouf, mas sim o seu pai.

Também ficaste com a sensação de “será que li bem o título??”. A verdade é que sim, leste. O ator Shia LaBeouf está de regresso a Hollywood com um filme auto-biográfico. Talvez possas pensar que fazer uma biografia com apenas 31 anos é um bocado peculiar, no entanto, vindo de LaBeouf já o encaramos com alguma normalidade. “Honey Boy” nasce da filosofia atual do ator “just do it!“, portanto, porque não fazer o filme agora?

O filme irá incidir na relação de LaBeouf com o pai, na altura em que o primeiro se encontrava na série “Even Stevens” do Disney Channel. O argumento foi escrito por Otis Lort, que Shia LaBeouf revelou ser um pseudónimo seu. Lort terá lançado o guião no site Black List – uma lista dos melhores guiões nunca produzidos, popular entre os realizadores que se encontram à procura de material para os seus próximos projectos. Em entrevista à Esquire, LaBeouf explicou que o nome escolhido teria uma tradução livre aproximada a “Wealthy Turd” (m**** rica). O ator, que ultimamente não tem sido reconhecido pelo seu trabalho no mundo da sétima arte, confessou ainda que:

Estou acabado. Neste momento, ninguém me está a dar uma oportunidade. Spike Lee está a fazer um filme. Eu estava a falar com ele sobre isso. Ele vai à fonte de dinheiro e insiste para que eu seja contratado, mas o dinheiro diz que não, e isso é o meu fim para este filme de Spike Lee.

Lê Também:
Descobre os 10 filmes nacionais mais vistos pelos portugueses em 2017

O estranho não termina aqui, já que LaBeouf não irá interpretar Shia LaBeouf. O papel do jovem ator foi dado à estrela de “Manchester by the Sea” e “Lady Bird“, Lucas Hedges (10 anos mais novo que LaBeouf). Ou pelo menos, uma parte dele, já que iremos ver Shia LaBeouf em diferentes etapas da sua (ainda curta) vida. Por sua vez, Shia LaBeouf irá transformar-se no seu pai, Jeffrey.

“Honey Boy” irá retratar os eventos da fase jovem-adulta do ator de forma ficcional, dando às personagens nomes diferentes. Neste período, LaBeouf ia alternando entre os sets da Disney e os vários “programas de 12 passos” a que o seu pai, um palhaço profissional reformado viciado em heroína, se submeteu. “Honey Boy” era a alcunha pela a qual o seu pai o tratava. A auto-biografia será realizada por Alma Har’el, vencedora do “Melhor Documentário” no Tribeca Film Festival em 2011, que já tinha dirigido LaBeouf na curta-metragem “Fjögur piano”, em 2012.

TRAILER | REVÊ “BORG VS. MCENROE”, O ÚLTIMO FILME DE SHIA LABEOUF

Qual a tua opinião sobre o regresso do ator?

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *