The Binding of Isaac rejeitado pela Apple

 

The Binding of Isaac: Rebirth, um dos jogos indie com mais sucesso, foi rejeitado pela Apple para fazer parte do catálogo da App Store.

O produtor de The Binding of Isaac, Tyrone Rodriguez, publicou no seu Twitter uma imagem onde se pode ver a mensagem onde Apple nega a entrada do título para a App Store para dispostivos iOS. Para justificar esta decisão, a Apple afirma que The Binding of Isaac: Rebirth contém violência contra crianças, coisa que a empresa reprova.

De notar que o também título indie Papers,Please encontrou o mesmo problema quando procurou a presença na App Store, ao ser rejeitado por conter nudez. Neste caso os produtores acabaram por cortar o conteúdo em causa para conseguirem a presença nos dispositivos iOS, e mais tarde voltaram a ter autorização para o repor. Já no caso especifico de The Binding of Isaac, não é a primeira vez que este título se depara com problemas para ser publicado nas plataformas mais “conservadoras”. A Nintendo também rejeitou inicialmente a presença do jogo na Wii U e na New 3DS alegando que este apresentava conteúdos religiosos questionáveis. Após alguma pressão da Nicalis, a empresa responsável pela produção do jogo, a Nintendo acabou por ceder e permitiu o lançamento do título.

Lê Também:
Apple revela trailer de "The Mosquito Coast"

Não percas: Life is Strange (PS4) | Análise

Para quem não está familiarizado, The Binding of Isaac:Rebirth (2014) é um remake de The Binding of Isaac (2011) que tem a sua história inspirada na Bíblia e em quando Deus pede a Abrão para sacrificar o seu filho, Isaac. No jogo, Isaac é um criança que vive sozinha com a sua mãe, cristã devota, que um dia ouve uma voz divina que lhe pede para matar o seu filho. Isaac foge então por um buraco no seu quarto que o leva para a cave, onde tem de derrotar vários inimigos, muitos deles de aspecto grotesco, atacando-os com as suas lágrimas.

The Binding of Isaac está disponível para PC, Playstation 4, Playstation Vita, Xbox One, Wii U e New 3DS

 

Silvia Farinha

Licenciada em Educação e Comunicação Multimédia, descobri o gosto pela escrita. O gosto pelos videojogos sempre o tive, então pensei em juntar os dois! E aqui estou eu, aficionada de todo o tipo de jogos, desde desportivos ao indie mais obscuro que possam imaginar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *