Crédito editorial: Ascannio / Shutterstock.com / ID: 2327089281

Threads, a app concorrente do Twitter pode não chegar a Portugal

O Threads está aí a chegar e promete ser competição feroz ao Twitter! Fica a conhecer melhor a nova aplicação da Meta.

A Meta, proprietária do Facebook, Instagram e WhatsApp, vai lançar já nesta quinta-feira, 6 de julho, uma nova rede social chamada Threads. Essa nova plataforma, diretamente ligada ao Instagram, vai funcionar de maneira semelhante ao Twitter.

Os utilizadores vão poder publicar mensagens de texto que poderão receber ‘likes’, comentários e ser partilhadas, de acordo com as imagens disponíveis na App Store.

Lê Também:   Descobre se o teu telemóvel está na lista dos enganados pelo reconhecimento facial

Segundo o The Guardian, Threads era o nome de uma aplicação da Meta, criada em 2019, para fazer concorrência ao Snapchat. No entanto, o produto acabou por ser abandonado.

Como vai funcionar o Threads

Threads é um local onde as comunidades se juntam para discutir tudo um pouco, desde os tópicos que já são relevantes aos que um dia serão tendência no futuro. Sejam quais forem os teus interesses, podes seguir os teus criadores favoritos e ligar-te diretamente a eles e a outras pessoas que pensam da mesma forma, ou criar os teus próprios seguidores fiéis para partilhar as tuas ideias, opiniões e criatividade com o mundo”, explica Meta.

Se já tens conta no Instagram, não vais precisar de te registar nesta nova aplicação. Vais poder decidir se queres seguir todos os amigos do Instagram que estão no Threads. Além disso, se bloqueares um utilizador na primeira aplicação, também será bloqueado na nova.




As semelhanças entre o Threads e o Twitter

A aplicação Meta, que estará disponível para download na Google Play Store para Android e na App Store para iOS dentro de poucas horas, será um espaço onde vais poder discutir e conversar em “tópicos”, muito semelhante ao Twitter, mas não é tudo. Fica a conhecer algumas das outras semelhanças entre as duas.

A interface também é muito semelhante à do Twitter. Vais poder limitar a exibição das tuas mensagens e partilhar conteúdo de outros no seu perfil, como se fossem retweets. Finalmente, também vai existir um símbolo de verificação azul que algumas contas têm.

Más notícias para Portugal

Se já está disponível para ‘pré-encomenda’ – uma forma de dizer porque é gratuita – No entanto, de acordo com a Bloomberg, pode não chegar a Portugal e ao resto da União Europeia.

Uma das possíveis causas prende-se com os constantes conflitos com os reguladores europeus por causa do tratamento de dados dos utilizadores. Em maio, a empresa foi multada em 1,2 mil milhões de euros.

Lê Também:   WhatsApp já permite transferir histórico de conversas para outro telemóvel

És utilizador do Twitter? O que tens achado das medidas de Elon Musk?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *