A Bela e o Monstro | O estilo icónico de Belle

Apesar de dar mais importância a literatura que a moda, Belle tem um dos guarda-roupas mais icónicos de todas as princesas da Disney.

 


<< Introdução | O vestuário do Monstro >>


 

a bela e o monstro jacqueline durran

Dependendo do projeto e das pessoas envolvidas, um ator pode ter uma enorme contribuição criativa na construção do visual da sua personagem ou quase nenhuma. No que diz respeito a Emma Watson em A Bela e o Monstro, o envolvimento da atriz foi imenso, tanto na edificação do vestuário como da personagem a um nível textual. Por exemplo, foi à insistência de Watson que Belle é apresentada como uma inventora (a máquina de lavar roupa foi aparentemente inventada pela heroína da Disney).

Lê Também: Top 2015, guarda-roupas | Cinderela

A nível do vestuário, a insistência de Watson em retratar Belle como o bom exemplo de uma protagonista feminista levou a uma série de detalhes supostamente sugestivos de pragmatismo. Note-se como, no seu figurino azul do início, ao contrário das sapatilhas pretas que a personagem animada usava em 1991, a nova Belle calça botas de corte masculino com meias grossas que lhe dão maior mobilidade e conforto. Ou como ela levanta a sua saia e a prende ao cinto para poder facilmente montar o seu cavalo, ou como tem pedaços de tecido a servirem de bolsos presos ao mesmo cinto e, ao invés de usar um espartilho setecentista, ela veste uma espécie de corpete flexível com uma abertura lateral de aparência estranhamente moderna.

a bela e o monsstro jacqueline durran

a bela e o monsstro jacqueline durran

Segundo Jacqueline Durran, para este figurino principal, a base de inspiração foi o desenho animado ao qual a figurinista acrescentou detalhes históricos, padrões e texturas mais visualmente interessantes e os pormenores exigidos pela atriz. Interessantemente, a vontade de Watson usar a sua saia levantada e presa levou à adição de bloomers, uma espécie de calções compridos que servem de roupa interior, que são uma peça apenas popularizada no século XIX e por isso rompem com a coerência do discurso histórico do restante visual de A Bela e o Monstro. Enfim, a estrela há que ter a última palavra.

Lê Também:
Star Wars: Os Últimos Jedi | Os novos figurinos de Rey

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

Algo fascinante neste figurino azul é que Belle usa uma série de variações do mesmo estilo, assemelhando-se a uma personagem de animação que muitas vezes é desenhada com uma forma básica, tornando as mudanças de roupa em meras variações do mesmo modelo base. Quando Sandy Powell desenhou os figurinos para Cinderela, ela usou a mesma técnica para traduzir uma estética de animação para a nossa realidade material, focando-se principalmente na figura da Madastra e das irmãs malvadas da protagonista. No caso de Belle, as variações consistem principalmente em diferentes casacos com padrões em várias tonalidades de azul, assim como algumas sobressaias, todas elas azuis como a roupa da heroína de 1991.

a bela e o monstro jacqueline durran

Quando vive no castelo do Monstro, os figurinos da protagonista vão gradualmente alterando-se, tal como aconteceu no filme de animação original. Inicialmente, o guarda-roupa interpretado pela luminosa Audra MacDonald tenta soterrar Belle numa montanha de frou-frou setecentista, mas a jovem rapidamente foge a tais excessos rococós. Pelo contrário, ela vai vestindo figurinos com a mesma silhueta básica do seu primeiro conjunto, mas agora em padrões florais em cores que não azul. Em homenagem ao conjunto rosa e vermelho da versão animada de A Bela e o Monstro, Durran criou uma versão vermelha, com um casaco justo e um manto escarlate que parece ser uma evolução da capa originalmente usada por Belle aquando da sua chegada ao castelo amaldiçoado.

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

De certo modo, esta distanciação da base azul vai ilustrando o gradual romance que vai florescendo entre os dois protagonistas. Essa evolução atinge o seu sublime píncaro durante a famosa cena de baile, em que Belle aparece vestida numa deslumbrante confeção amarela. Para Durran este foi o figurino mais difícil, tanto pela sua carga icónica como pela peculiar forma do vestido original do filme de animação. Para verem quão difícil é traduzir, de modo leve e elegante, o desenho animado, vão à Disneyland, onde o vestido amarelo de Belle é sempre um particular desafio de recriação estilística.

Lê Também:
TOP 10 Locais que inspiraram filmes da Disney

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

Novamente nos mesmos passos de Sandy Powell, Jacqueline Durran decidiu fazer o contrário da versão (muito barroca) da versão teatral de A Bela e o Monstro e procurou sintetizar a forma do vestido até ter uma silhueta simples, onde o movimento da peça durante a dança era mais importante que a sua ostentação e quantidade de detalhes luxuosos. Com efeito, o figurino final é dissimuladamente simples, sendo composto por camadas de organza reforçada com cetim de seda em várias tonalidades de amarelo que Durran estudou numa série de testes de câmara e iluminação. Isso, conjugado com impressões doiradas na saia, o uso de cristais Swarowsky para dar brilho e joalharia baseada em motivos vegetalistas, resulta numa espetacular visão que, infelizmente, não é lá muito bem traduzida por fotos estáticas. Há mesmo que se ir ao cinema para apreciarmos a sua completa magnificência.

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

Lê Ainda: Barry Lyndon, Figura de Estilo

a bela e o monstro jacqueline durran

a bela e o monstro jacqueline durran

Para além do vestido amarelo, Belle tem ainda mais dois figurinos. Ou melhor, tem mais um e meio, pois referimo-nos tanto ao vestido floral que ela enverga no alegre final feliz como ao seu conjunto durante o ataque de Gaston ao castelo do Monstro. Nesse clímax dramático, Belle está vestida com o que é, efetivamente, a roupa interior do conjunto de baile, tendo deixado o vestido amarelo para trás na sua frenética tentativa por impedir a morte do seu amado às mãos do vilão. Em casos de necessidade extrema, há que se sacrificar mesmo o mais belo dos vestidos de baile.

a bela e o monstro jacqueline durran

 


<< Introdução | O vestuário do Monstro >>


 

Na próxima página, a nossa exploração dos figurinos de A Bela e o Monstro vai focar-se no próprio Monstro. Não percas!



Sobre Cláudio Alves