Fora de Série | Game of Thrones T5E09

Fora de Série: episódio 60 | Game of Thrones 5×09: “The Dance of Dragons”

Afinal a nossa previsão não se concretizou, já que o voo de Daenerys não foi o final de temporada. Mas será com ela e será bom na mesma, confiai meu povo! Muito há a dizer sobre este final, que rivaliza com a libertação de Astapor em termos de espectacularidade, mas talvez seja melhor irmos por pontos:

Positivo: A troca de palavras entre Hizdahr zo Loraq, Daario, Tyrion e Dany foram muito boas e peca por se “perderem” no meio da acção. Chegámos a pensar que Hizdahr tinha conseguido o massacre (primeira frase que diz quando entra), mas com a sua morte… o que liberta Dany de Meereen e de possíveis obrigações políticas. A música, em especial quando os Filhos da Harpia se revelam e quando Jorah e Dany dão as mãos. O regresso de Jorah ao lugar que lhe pertence e onde todos o queremos ver. Daenerys tenta aceitar a sua morte e por isso fecha os olhos (não um “invocar” de Drogon como se lê por aí… ela fica surpresa com a chegada do filho). Os planos de voo de Drogon, com e sem Daenerys a montá-lo.

Lê Também:
Venom | Passatempo MHD

GOT1

Negativo: A espada do “forte”, na primeira batalha, parecia de papel. O número de vezes que Jorah foi atingido e parece que não o limitou em nada. Dany tem milhares de Unsullied ao seu dispor (os melhores soldados do mundo e não estes que parecem morrer com correntes de ar quais Stormtroopers) e, mesmo depois de ter fugido a uma revolta popular anteriormente, só coloca um punhado deles a protege-la no “Coliseu”. Os olhares de Emilia Clarke quando se mostra frágil “à lá Gato da Botas” nunca me irão convencer. Esperava que Drogon fosse um pouco maior neste ponto do campeonato. Algumas cenas com Drogon não primam pelo bom CGI, mas raios, está brutalíssimo e o balanço é francamente positivo!

Isto tudo para dizer que, salvo pontos insignificantes, foi uma cena que correspondeu totalmente às expectativas. Espectacularidade visual (como o arco de Dany oferece sempre), inteligência de diálogo, tensão e um final em grande (mais um)… o que mais podemos pedir da melhor série do planeta?! É verdade que esta temporada foi no mínimo apática, mas estes três episódios finais estão a lavar a face (acreditem que o final terá cenas memoráveis!).

Lê Também:
A Balada de Adam Henry | Passatempo MHD

In Game of Thrones (Portugal) / APS Portugal

APS Portugal

Organização sem fins lucrativos, com sede única no facebook (https://www.facebook.com/APS.Portugal) e intitulada de grupo de Administradores das Páginas de Séries (Portugal). Mais de 60 páginas sobre as séries mais mediáticas da actualidade. Um espaço com todas as novidades das séries favoritas dos portugueses e em português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *