8 Coisas que (possivelmente) Não Sabias sobre La La Land

La La Land é a grande estreia da semana – e da awards season – razão mais do que suficiente para contarmos algumas curiosidades sobre o esplendoroso romance musical de Damien Chazelle.

É que mesmo que já saiba as músicas de trás para a frente e já conheça de cor a história de Sebastian e Mia, há realmente muitas curiosidades sobre a produção que, possivelmente, ainda não conhecias – afinal, quem diria que Ryan Gosling tocava MESMO tão bem? Ou que algumas cenas foram gravadas a mais de 40ºC? Ou que Miles Teller era o protagonista original?

 

1. Fermentação Longa

chazelle

Damien Chazelle teve a ideia para o argumento de La La Land quando ainda estava na Universidade de Harvard juntamente com o amigo e compositor Justin Hurwitz. O argumento foi escrito em 2010 mas Chazelle já admitiu em diversas ocasiões que “ninguém em Hollywood queria fazê-lo”. Entretanto, o jovem realizador resolveu deixar o projeto temporariamente de parte para apostar noutro filme – Whiplash. Quando também não conseguiu orçamento para este, resolveu criar uma “amostra” em curta-metragem e submetê-la para o festival de Sundance, onde acabou por ganhar o Prémio do Júri na sua categoria e conseguir investimento logo depois. Com o sucesso estrondoso de Whiplash, La La Land teve finalmente o seu caminho aberto – curiosamente, o primeiro pitch do romance musical apresentava o filme como uma produção de 1 milhão de dólares… na realidade acabou por ter um orçamento de cerca de 30 milhões.

 

2. Antecedentes de Ouro

oz

Lê mais: O Feiticeiro de Oz com nova prequela a caminho

A banda sonora de La La Land foi gravada no mesmo estúdio onde foram gravadas as de O Feiticeiro de Oz (1939), Serenata à Chuva (1952) e muitos outros musicais de renome da MGM.

Lê Também:
Grandes Filmes na TV | Semana de 17 a 23 de janeiro

 

3. A Bela e o Baterista
miles

A certa altura do seu desenvolvimento, La La Land iria ser protagonizado por Miles Teller e Emma Watson. Eventualmente, Teller, que foi a estrela de Whiplash, a primeira longa-metragem de Damien Chazelle, foi “despedido” por estar criativamente desalinhado com o projeto em favor de Ryan Gosling. Curiosamente, Emma Watson recusou participar em La La Land para protagonizar o remake live-action de A Bela e o Monstro, sendo que Ryan Gosling recusou participar como Monstro neste mesmo filme para poder fazer La La Land.

 

4. Pianista de Corpo e Alma

piano

Vê também: Os Melhores Trailers de 2016

De acordo com o compositor Justin Hurwitz, todas as performances de piano presentes no filme foram inicialmente gravadas pelo pianista Randy Kerber durante a pré-produção. No entanto, Ryan Gosling estava tão empenhado em filmar o mais possível que durante a sua preparação ensaiou duas horas por dia, seis dias por semana durante várias semanas até aprender todas as sequências. Quando as filmagens começaram, Gosling foi capaz de tocar em todas as suas cenas sem recorrer a um duplo de mãos ou a efeitos visuais. Curiosamente, e ao contrário, John Legend – famoso compositor, cantor e pianista de formação clássica – teve de aprender a tocar guitarra para interpretar Keith.

 

5. Calor dos diabos

freeway

A famosa sequência inicial de La La Land – “Another Day of Sun” – foi filmada numa autoestrada durante um fim-de-semana de agosto de 2015 onde as temperaturas máximas chegaram aos 43ºC. Para aproveitar ao máximo o tempo de filmagens, a coreógrafa Mandy Moore iniciou os ensaios em maio num parque de estacionamento, sendo que a sequência foi planeada com miniaturas e modelos de carros e post its.

Lê Também:
Grandes Filmes na TV | Semana de 17 a 23 de janeiro

 

6. Sessões de Cinema semanais
tophat

Lê ainda: 10 Musicais para ver antes de La La Land

Para ajudar o elenco e equipa de produção a entrar no mindset do filme, Chazelle levou a cabo vários visionamentos às sextas-feiras à noite de filmes clássicos e grandes influências como Os Chapéus de Chuva de Cherburgo (1964), Serenata à Chuva (1952), Chapéu Alto (1935) e Boogie Nights (1997).

 

7. Corridas contra o tempo

dance

A equipa de filmagens tinha uma janela temporal limitada a 30 minutos em dois dias para captar a já célebre cena de dança de Ryan Gosling e Emma Stone no “lusco-fusco” arroxeado de Hollywood Hills. A equipa conseguiu cinco takes em cada um dos dois dias, onde logo depois de um terminar, Gosling e Stone iam imediato para o local inicial com os assistentes de produção a limpar-lhes o suor antes de começarem de novo.

 

8. Uma visita desastrosa

team

Para seguir as pisadas do “grande” Gene Kelly, Emma Stone e Ryan Gosling conseguiram combinar um encontro com a a viúva Patricia Ward Kelly mas este quase teve um final desastroso. Em conversa com Graham Norton, Gosling confessou que depois de “uma noite de sonho” o par quase deixou fugir o cão de Patricia Kelly. “Fomos conhecê-la e foi fantástico e ela partilhou muitas histórias sobre ele. Mas depois desta noite mágica deixámos fugir o cão dela. Andámos a correr pelo meio do trânsito a tentar apanhá-lo e houve um momento em que o Damien olhou para mim e disse ‘nós NÃO vamos matar o cão da viúva do Gene Kelly!‘”.

 

Catarina Oliveira

Licenciada em Ciências da Comunicação e com formação complementar em Design Gráfico, além de editora e diretora criativa da MHD é também uma das sócias fundadoras da mais recente face da empresa. Colaboradora de Cinema na Vogue Portugal. Gestora de conteúdo na Lava Surf Culture e NOS Empresas - Criar uma Empresa. Autora do blog de Cinema Close-Up.

Catarina Oliveira has 1455 posts and counting. See all posts by Catarina Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *