Chastity Belt (foto de Beto Brakmo)

“Ann’s Jam” assinala o regresso de Chastity Belt

Depois de uma pausa e projectos laterais, as Chastity Belt estão de volta com um álbum homónimo e divulgam o seu single principal, “Ann’s Jam”. Ouve-o aqui.

A banda de Seattle anunciou o seu quarto álbum, Chastity Belt, que será lançado no dia 20 de Setembro, por meio da Hardly Art, e foi produzido por Melina Duterte, mais conhecida pelo seu projecto Jay Som. Juntamente com o anúncio, o quarteto partilhou o primeiro single, “Ann’s Jam”, acompanhando-o de um vídeo realizado por elas próprias.

Há já nove anos, desde 2010, que Julia Shapiro (voz, guitarra, bateria), Lydia Lund (voz, guitarra), Gretchen Grimm (bateria, voz, guitarra) e Annie Truscott (baixo) estão juntas. Depois de editarem o álbum anterior, I Used To Spend So Much Time Alone, em 2017, os vários membros das Chastity Belt entraram num breve hiato e envolveram-se noutros projectos, trabalhando em material a solo ou entrando em digressão com outras bandas. Em particular, a vocalista principal Julia Shapiro lançou ainda em 2017 um álbum como parte do trio Who Is She? e agora, no mês passado, um álbum a solo, Perfect Version.

Lê Também:
Jay Som anuncia Anak Ko com o single "Superbike"

O longa-duração homónimo das Chastity Belt emerge precisamente deste tempo de descanso. Segundo diz a guitarrista Lydia Lund num comunicado de imprensa: “Muito da interrupção tinha a ver com lembrarmo-nos de permanecer presentes, darmo-nos permissão de parar sem dizer quando nos encontraríamos outra vez. Era tão importante ter isso – não dizer ‘a este ponto vamo-nos juntar’, mas apenas mantê-lo em aberto tal que pudéssemos voltar à nossa presente ligação.”

A estadia de várias semanas em estúdio com Melina Duterte deu a Chastity Belt a possibilidade de experimentar. O novo álbum é o resultado da banda tocar “velhas canções, tentando coisas novas por cima disso”, afirma a baixista Annie Truscott, como acrescentar violinos ou harmonias mais dinâmicas. Lydia, Gretchen e Julia distribuem entre si o papel de voz principal em diferentes faixas.

Chastity Belt - Ann's Jam
Capa de Chastity

Uma linha de baixo proeminente e guitarras tocadas em destacado vão-se entrelaçando para criar uma textura ritmada mas de amplitude muito constante, cuja sonoridade alternativa evoca o passado emulado nos versos da canção, ao mesmo tempo que sugere o burburinho de vozes de “people talking, but they don’t have much to say/ Just taking up space, then drifting away”. Uma voz onírica, melancólica recorda o ano de 2008, quando “everything was heavier” e “life felt significant”, onde tudo estava carregado de promessa e significado: “We were driving South in your parents car/ Singing aloud to scratched CDs/ Feeling meaningful, thinking/ This is a start and it’ll go on”.

O videoclipe glosa as filmagens caseiras, feitas com o telemóvel, de uma semana de férias com as amigas, rimando com a decadência no “just kill time by dreading everything”, por um lado, mas celebrando genuinamente, por outro, a longa amizade e o reencontro das Chastity Belt neste novo álbum que aí vem.

CHASTITY BELT | “ANN’S JAM”

CHASTITY BELT | Alinhamento do álbum

  1. “Ann’s Jam”
  2. “Elena”
  3. “Effort”
  4. “Rav-4″
  5. “It Takes Time”
  6. “Apart”
  7. “Half-hearted”
  8. “Split”
  9. “Drown”
  10. “Pissed Pants”

Maria Pacheco de Amorim

Literatura, cinema, música e teoria da arte. Todas estas coisas me interessam, algumas delas ensino. Sou bastante omnívora nos meus gostos, mas não tanto que alguma vez vejam "Justin Bieber" escrito num texto meu (para além deste).

Maria Pacheco de Amorim has 181 posts and counting. See all posts by Maria Pacheco de Amorim

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *