David Lynch

Anunciada programação da 12ª edição do LEFFEST

Lisboa e Sintra preparam-se uma vez mais para receber o LEFFEST – Lisbon & Sintra Film Festival, que acontecerá entre os dias 16 e 25 de Novembro. 

Foram anunciados ontem, em conferência de imprensa, os filmes que passarão na 12ª edição do LEFFEST – Lisbon & Sintra Film Festival, que acontecerá em Lisboa e Sintra no próximo mês de novembro. São 10 os filmes presentes na secção Selecção Oficial em Competição e 14 filmes Fora de Competição. Todos eles são inéditos em Portugal e são alguns dos filmes mais aclamados de 2018. Mesmo assim, a programação não está completa e certamente a organização do LEFFEST irá anunciar outros projectos para as secções dentro dos próximos dias, aliás, como tem sido habitual. 

Este ano o júri da Selecção Oficial – Em Competição é composto pelo realizador Walter Salles, pela pianista Martha Argerich, pelo escrito e realizador Jonathan Littell, pelo pianista e maestro Stephen Kovacevich, pela cantora, compositora e atriz Chrysta Bell e pelo artista plástico Jorge Queiroz. 

Entre os realizadores homenageados este ano destacam-se a retrospectiva completa da obra de João Botelho, bem como retrospectivas às obras de Mike Leigh, Paul Schrader, Mario Martone e Darezhan Omirbayev, cineastas que estarão presentes no LEFFEST para falar ao público dos seus trabalhos.

O maior destaque do LEFFEST, como evidente no seu cartaz, remete para a obra de David Lynch. O cineasta de “Blue Velvet” é celebrado doze anos após a sua presença na primeira edição do LEFFEST em 2007.  A acompanhar segue-se a exposição de fotografia dedicada a Lynch e intitulada “Small Stories”. 

Contam-se ainda os ciclos “O DESEJO CHAMADO UTOPIA” e “NEOLIBERALISMO – A SEMENTE DO POPULISMO E DOS NOVOS FASCISMOS?”, que terão várias figuras internacionais a reflectir sobre estes termos, com a exibição de vários filmes. Refira-se ainda a exibição do filme La Flor. Segundo o comunicado de imprensa revelado hoje, 

La Flor, um dos filmes que marcou este ano de 2018, não estará online ou em DVD, nem terá mesmo cartazes. Haverá apenas uma experiência única: verLa Flor, no LEFFEST, nos primeiros dias do festival, apresentado pelo seu realizador, Mariano Llinás. 

A seguir podes conhecer alguns filmes que serão exibidos no festival. A programação completa pode ser conhecida no site oficial daquele que é para muitos o maior festival de cinema do nosso país.  

leffest
LEFFEST



“Sedução da Carne” – Selecção Oficial, em competição

LEFFEST
Mariana Lima

Uma mulher refinada (Mariana Lima) desiste de sair de casa após a morte do marido. A viúva, que só conversa com seu papagaio de estimação, começa a ser perseguida por nacos de carne. A personagem do filme é Siloé, nome bíblico de uma antiga nascente de água em Jerusalém, onde um cego curado por Jesus lavou os seus olhos. O filme é realizado pelo cineasta brasileiro Júlio Bressane e muitos já comparam o seu estilo surrealista ao dos filmes de Luis Buñuel. O filme teve antestreia mundial no Festival Internacional de Locarno.




Vox Lux” – Selecção Oficial, em competição

Sia
Natalie Portman

O novo e aclamado filme protagonizado por Natalie Portman é um drama musical extravagante realizado por Brady Corbet. A própria atriz chegou mesmo a afirmar que este era o seu filme mais político até ao momento. Natalie Portman é Celeste, uma pop star com problemas psicológicos que quando adolescente sobreviveu a um tiroteio na sua escola. Desta forma o novo filme de Brady Corbet (A Infância de um Líder) analisa algumas das manifestações mais essenciais da constituição estadunidense moderna: a exacerbada cultura pop local e os trágicos atentados cometidos por jovens em escolas ao redor do país. Aclamado pela crítica internacional no Festival Internacional de Veneza e no Festival Internacional de Toronto, “Vox Lux” já ganhou o apelido de anti “Assim Nasce uma Estrela”, o filme musical realizado por Bradley Cooper e protagonizado por ele próprio e Lady Gaga.




The Sisters Brothers” – Selecção Oficial, Fora de Competição

LEFFEST
Jake Gyllenhaal

“The Sisters Brothers”, é comédia negra de Jacques Audiard, cineasta já por duas vezes premiado no Festival de Cannes, em 2009 por “O Profeta” e em 2015 por “Dheepan”. Baseado no livro de Patrick Dewitt, “The Sisters Brothers” acompanha a história dos irmãos Eli e Charlie Sisters, que são contratados para matar um químico com uma fórmula secreta que roubou o seu chefe. A comédia desenrola-se em Oregon em 1851. Joaquin Phoenix, John C. Reilly, Jake Gyllenhaal e Riz Ahmed são os protagonistas deste filme que chega dia 21 de setembro às salas de cinema nos Estados Unidos.




 “Loro” – Selecção Oficial, Fora de Competição

LEFFEST
Toni Servillo

Um dos mais célebres e reconhecidos cineastas italianos a trabalhar hoje Paolo Sorrentino regressa com “Loro”. A sua obra é um retrato da sociedade italiana imoral e ambiciosa num retrato da vida do ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi, o homem mais rico e amado do país. A sua obra é dividida em duas partes e apresenta um um retrato decadente de um mundo obsessivo por sexo e drogas. Centrado no período que vai de 2006 a 2011, quando o primeiro ministro Berlusconi costumava organizar nas suas mansões festas com belas mulheres, muitas delas prostitutas, o filme descreve uma época de escândalos sexuais e judiciais protagonizados pelo político milionário. Sexo, drogas e prostituição transformam-se numa cultura de massas e no passaporte para chegar aos salões do poder e à riqueza.




Beautiful Boy” – Selecção Oficial, Fora de Competição

Beautiful Boy
Beautiful Boy

David Sheff (Steve Carell) é pai de Nic Sheff (Timothée Chalamet), que é viciado em metanfetamina. Sheff precisa lidar com a situação do seu filho e lutar para encontrar uma cura. Esta é a precisa do novo filme de Felix van Groeningen, já nomeado ao Óscar (Melhor Filme Estrangeiro por “Ciclo Interrompido” (2012)), que tem aqui a sua estreia no cinema norte-americano. O filme inspira-se na história verídica David Sheff e Nic Sheff, e tem sido apontando como um dos mais fortes candidatos à próxima temporada de prémios, uma vez que reúne Steve Carell (nomeado ao Óscar por “Foxcatcher”) e Timothée Chalamet (nomeado ao Óscar por “Chama-me Pelo Teu Nome”). No elenco estão ainda Maura Tierney, Amy Ryan e Jack Dylan Grazer.




“High Life” – Selecção Oficial, Fora de Competição

LEFFEST
Robert Pattinson

“High Life” é o novo filme de Claire Denis também responsável pelo argumento. A história é de um grupo de criminosos que aceitam uma provável missão espacial do governo para investigar a possibilidade de energia alternativa perto de um buraco negro em troca de liberdade. Além de Robert Pattinson como protagonista deste drama de ficção científica, o elenco conta ainda com Mia Goth e Andre Benjamin e Juliette Binoche. Este é também o primeiro filme da cineasta francesa falado em inglês.




 “Mr. Turner” – Retrospectiva Mike Leigh

LEFFEST
Timothy Spall

“Mr. Turner”, realizado por Mike Leigh, valeu o prémio de melhor ator no festival de Cannes a Timothy Spall em 2014 e nesse mesmo ano passou na edição do LEFFEST. O filme segue os últimos vinte e cinco anos da vida do conceituado e excêntrico pintor britânico, J.M.W. Turner (1775-1851). Profundamente afetado pela morte do pai, amado por uma governanta que ele praticamente ignora e ocasionalmente explora sexualmente, Turner estabelece uma estreita relação com uma proprietária de uma pensão à beira-mar com quem vive incógnito em Chelsea, onde acaba por falecer. Ao longo destes anos, ele viaja, pinta, frequenta a aristocracia, visita bordéis, torna-se um artista estimado embora um pouco indisciplinado da Royal Academy of Arts, prende-se ao mastro de um navio para poder pintar uma tempestade, e é ao mesmo tempo reconhecido e desprezado pelo público e pela realeza.




“La Flor” – Filme Evento

Elenco e realizador de “La Flor”

La Flor, do argentino Mariano Llinás, é, seguramente, um dos filmes do ano. «O» filme que marcou o festival de Locarno 2018, e já havia ganho o prémio especial do BAFICI, em Buenos Aires, onde estreou, tem cerca de 15 horas de duração, e seis histórias lá dentro. Entre a série B, o musical em tom de melodrama, o filme de espiões, ou um western com mulheres que atravessam o deserto depois de escaparem aos índios, há quatro actrizes que se desdobram, interpretando vários papéis em todas estas histórias. La Flor teve dez anos de produção e, na sua versão final, está dividido em três partes: a primeira com cerca de quatro horas, e as outras duas com cinco horas e meia. Conta-se no elenco com Elisa Carricajo, Pilar Gamboa, Valeria Correa, Laura Paredes.




“Peregrinação” – Retrospectiva João Botelh0

LEFFEST
Cláudio da Silva

Em março de 1537, aos 26 ou 28 anos, Fernão Mendes Pinto, fugindo à miséria e estreiteza da sua vida, partiu para a Índia em busca de fama e fortuna. Assim começa este filme de aventuras que relata as desventuras e os sucessos deste escritor aventureiro que, no decurso de 21 anos em que esteve no Oriente, foi “13 vezes cativo e 16 ou 17 vendido” e, em vez da fortuna que pretendia, lhe foram crescendo os trabalhos e os perigos. Aventureiro sim, mas também peregrino, penitente, embaixador, soldado e escravo, Fernão Mendes Pinto foi tudo e em toda a parte esteve. Foi este o filme escolhido pela Academia Portuguesa de Cinema para representar Portugal nas edições dos Óscares e dos Goya do próximo ano, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.




“Os Maias: Cenas da Vida Romântica”, Retrospectiva João Botelho

LEFFEST
Graciano Dias, Maria Flor

Entre Afonso da Maia e o seu neto Carlos, constrói-se o último laço forte da velha família Maia. Formado em medicina na Universidade de Coimbra e posteriormente educado numa longa viagem pela Europa, Carlos da Maia regressa a Lisboa no Outono de 1875, para grande alegria do avô. Nos catorze meses seguintes, nasce, cresce e morre a comédia e a tragédia de Carlos como a tragédia e a comédia de Portugal. A vida ociosa do médico aristocrata, invariavelmente acompanhado pelo seu par amigo, o génio da escrita e de obras “inacabadas”, o manipulador João da Ega, leva-o a ter amigos, a ter amantes e ao dolce fare niente, cheio de convicções. Até que se apaixona de verdade por uma mulher tão bela como uma madona e tão cheia de mistérios, como as heroínas da estética naturalista. Esta é Adaptação de João Botelho, do romance homónimo de Eça de Queirós.




“No Coração da Escuridão”, Retrospectiva Paul Schrader

filmes na tv
Ethan Hawke

Um ex-capelão militar, de luto pela morte do filho que convencera a ingressar no exército, começa a questionar a sua fé em relação a Deus e à sociedade. Toller é um homem atormentado por demónios pessoais e sentimentos de culpa pela morte do filho e também pelo divórcio que se seguiu. Os seus dilemas pessoais ganham uma nova dimensão, quando confrontado com as dúvidas de Mary. A jovem está grávida, mas o marido não quer ter a criança, por considerar que o mundo não tem qualquer salvação ou futuro. O papel principal foi entregue a Ethan Hawke, apontado para uma chuva de nomeações na próxima temporada de prémios da indústria de Hollywood.




“Como Cães Selvagens”, Retrospectiva Paul Schrader

LEFFEST
Nicolas Cage e Willem Dafoe

Troy, Mad Dog e Diesel (Nicolas Cage, Willem Dafoe e Christopher Matthew Cook, respectivamente) são três ex-presidiários com as naturais dificuldade de adaptação à vida fora das grades. Apesar de comprometidos a levar uma vida dentro da legalidade e de terem jurado que nunca mais regressariam à prisão, não conseguem resistir a um novo trabalho que lhes é proposto por um mafioso mexicano. Constroem um plano que lhes parece infalível, mas as coisas acabam por não correr como o esperado e os três companheiros vêem-se novamente obrigados a fugir das autoridades. Com realização de Paul Schrader – conhecido como argumentista de “Taxi Driver” (de Martin Scorsese) e “Obsession” (Brian De Palma), e como realizador de “American Gigolo”, “Mishima”, “Adam Renascido” ou “Vingança ao Anoitecer”.




“Il conformista” de Bernardo Bertolucci (1970), NEOLIBERALISMO – A SEMENTE DO POPULISMO E DOS NOVOS FASCISMOS?

LEFFEST

Depois de se casar e de assumir um cargo no governo de Mussolini em 1938, Marcello vai de lua de mel até Paris com uma missão a cumprir. Ele deve procurar um professor italiano que fugiu para a França quando o fascismo chegou ao poder e deve elimina-lo. Jean-Louis Trintignant e Stefania Sandrelli são os protagonistas desta história num filme aclamado pela crítica e nomeado ao Óscar de Melhor Argumento Adaptado.




“Il Giovane Favoloso”,  Retrospectiva Mario Martone

LEFFEST

Leopardi é uma criança prodígio que cresce sob o olhar implacável do seu pai, numa casa que é uma biblioteca. A sua mente divaga, mas a casa é uma prisão. Lá lê de tudo, mas o universo está do lado de fora. Na Europa tudo muda, começam as revoluções e Giacomo desesperadamente tenta entrar em contacto com o exterior. Aos vinte e quatro anos, quando ele finalmente deixa Recanati, a alta sociedade italiana abra-lhe as portas, embora não se adapte. Em Florença envolve-se num triângulo amoroso com Antonio Ranieri, o amigo napolitano com quem convive na vida boémia e com a linda Fanny. No final muda-se para Nápoles, onde vive com Ranieri imerso na convulsão espetacular, desesperada e vital da cidade.

Mais informações sobre a programação serão divulgadas em breve.  Fica atento e não percas a 12ª edição do LEFFEST – Lisbon & Sintra Film Festival. 

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Virgílio Jesus has 1422 posts and counting. See all posts by Virgílio Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.