BAFTA 2017: O balanço que faltava

Foi neste passado domingo, dia 12 de fevereiro, que teve lugar mais uma edição dos BAFTA no qual La La Land: Melodia de Amor saiu vencedor. 

La La Land: Melodia de Amor foi eleito o Melhor Filme pela Academia Britânica de Cinema. O musical de Damien Chazelle conseguiu 5 estatuetas mascaradas, como são conhecidos os galardões, para Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Atriz, Melhor Fotografia e Melhor Banda-Sonora. No entanto, apesar da vitória, que não surpreendeu ninguém, podemos considerar que La La Land falhou em atingir o mesmo sucesso que tivera no passado dia 8 de janeiro, na cerimónia dos Golden Globes, onde obteve todos os galardões para que estava nomeado. Muitos apostaram que La La Land: Melodia de Amor iria finalmente quebrar o recorde dos BAFTA que é ainda detido por Butch Cassidy and the Sundance Kid, vencedor de 9 galardões em 1971. Para os BAFTA, o filme estava nomeado a 11 categorias, e até nas categorias técnicas que concorria como sério candidato, por exemplo Direção Artística, Melhor Som e Melhor Guarda-Roupa, o musical viu-se superado pela concorrência. Que impacto terão tais decisões na entrega dos Óscares?

Em primeiro lugar, é muito provável que a Academia reconheça La La Land: Melodia de Amor como o melhor filme do ano, e se assim for, muitas mais categorias terão de fazer um passinho de dança para tornar este musical um dos maiores êxitos na história das estatuetas douradas. O filme concorre em 14 categorias, igualando o recorde de nomeações que obtiveram os filmes Eva (que conseguiu 6 Óscares) e Titanic (que obteve 11 Óscares). Tendo em conta os prémios dos sindicatos, La La Land: Melodia de Amor é o mais provável vencedor nas categorias de melhor filme, melhor realizador e melhor atriz. Mas o seu destino ainda não está totalmente traçado.

LA LA LAND: MELODIA DE AMOR FOI O PRINCIPAL VENCEDOR DOS BAFTA COM 5 GALARDÕES

BAFTA

Relembre, por exemplo, que nos BAFTA nenhum dos filmes vencedores dos últimos dois anos conseguiu o Óscar de Melhor Filme. The Revenant: O Renascido (2016) e Boyhood (2015) perderam para O Caso Spotlight e Birdman, respetivamente. Se a Academia tiver em atenção o cinema independente, mais especificamente os prémios do Independent Spirit Awards (que ocorrem a 25 de fevereiro), como aconteceu também nos últimos dois anos, será Moonlight o mais provável vencedor. O ‘factor político e histórico’ poderá, de facto, tornar o drama de Barry Jenkins no topo das escolhas da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Segundo a publicação internacional IndieWire, Moonlight uma fortes chances de se tornar o primeiro americano de baixo orçamento a ganhar o Oscar de Melhor Filme. No entanto, o filme não conseguiu levar para casa nenhum dos 4 BAFTA a que concorria.

Lê Também:
The Good Doctor tem quarta temporada confirmada

No geral, digamos que foi uma boa noite para Manchester by the Sea, que conseguiu o troféu de Melhor Ator (Casey Affleck) e Melhor Argumento Original (Kenneth Lonergan), muito embora ainda tudo esteja em aberto para os Óscares em ambas estas categorias. Denzel Washington foi o favorito nos SAG por Vedações e La La Land: Melodia de Amor deverá conseguir o reconhecimento do sindicato de argumentistas norte-americanos no próximo domingo.

Lion: A Longa Viagem para Casa venceu melhor argumento adaptado (é improvável que obtenha o Óscar na categoria, sendo o favorito Elementos Secretos) e também conseguiu ver Dev Patel reconhecido, como o melhor ator secundário. O ator que não é nenhuma cara nova nestas andanças, afinal quem não se lembra de Quem Quer ser Bilionário?, tem vindo a receber fortes aplausos pela sua interpretação no filme baseado numa incrível história verídica. Mesmo assim, na categoria tudo está em aberto. Mahershala Ali conseguiu reunir o maior número de prémios, mas o Golden Globe foi entregue a Aaron Taylor Johnson (que falhou a nomeação ao Óscar) e agora o BAFTA a Patel. A dúvida chegará ao fim dentro de duas semanas.

Se for a vermos por aí, só mesmo Viola Davis tem o Óscar assegurado como Melhor Atriz Secundária. Emma Stone é realmente um estrondo em La La Land: Melodia de Amor, mas certamente há uma réstia de esperança entre os críticos e amantes de cinema europeu que Isabelle Huppert seja consagrada a Melhor Atriz por Ela. Não irá acontecer, mas quem sabe. Entretanto, Natalie Portman, que desde novembro era apontada como a grande favorita, tem saído como uma das maiores perdedoras da Awards Season no que toca aos principais galardões.

Lê Também:
Parasitas | Assiste em casa ao vencedor do Óscar de Melhor Filme

Outros galardões foram entregues a O Livro da Selva (Melhores Efeitos Visuais) e Kubo e as Duas Cordas (Melhor Filme de Animação), que irá lutar pelo Óscar com o favorito Zootrópolis.

STEPHEN FRY MANTEVE O BOM HUMOR NAS SUAS INTERVENÇÕES

BAFTA 2017
O sempre divertido Stephen Fry no início da cerimónia

Stephen Fry foi o apresentador dos BAFTA pela 12ª vez que decorreram como habitual no London’s Royal Albert Hall. O ator e comediante manteve um ar leve, evitando quaisquer comentários rudes em relação aos nomeados. No ano passado, o facto de ter chamado “mendiga” à figurinista Jenny Beavan (vencedora do BAFTA e do Óscar por Mad Max: Estrada da Fúria) levou a que Fry encerrasse a sua conta do Twitter. A única referência a Donald Trump foi quando Fry o chamou de “idiota” por não reconhecer Meryl Streep como uma das maiores atrizes de todos os tempos.

O último prémio da noite foi entregue a Mel Brooks, que recebeu a maior honra dos BAFTA, o prémio BAFTA Fellowship. Brooks, com agora 90 anos, junta-se a uma lista de nomes conceituados que inclui Sidney Poitier, Helen Mirren, Woody Allen e Alfred Hitchcock, que foi o primeiro a receber o galardão em 1971. Os principais discursos da noite podem ser vistos e ouvidos abaixo, bem como algumas imagens da cerimónia.

Os Óscares da Academia realizam-se no próximo dia 26 de fevereiro e terão apresentação de Jimmy Kimmel.

UMA FOTOGRAFIA PARA RECORDAR

BAFTA

Consulta também: BAFTA 2017 | Lista Completa de Vencedores


PRINCIPAIS DISCURSOS DA NOITE


MELHOR FILME – LA LA LAND

MELHOR ATRIZ – EMMA STONE

MELHOR ATOR – CASEY AFFLECK

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA – VIOLA DAVIS

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO – DEV PATEL

MELHOR REALIZADOR – DAMIEN CHAZELLE

BAFTA FELLOWSHIP AWARD – MEL BROOKS


ENTREVISTAS RED CARPET


ISABELLE HUPPERT

AMY ADAMS

NICOLE KIDMAN E DENIS VILLENEUVE

HUGH GRANT


OUTROS MOMENTOS


MONÓLOGO INICIAL – STEPHEN FRY

MELHOR FILME BRITÂNICO – EU, DANIEL BLAKE

Consulta também: Guia das Estreias de Cinema | Fevereiro 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *