Tito In Africa © BEAST - Internacional Film Festival

BEAST | Festival propõe debate sobre as relações entre a Europa de Leste e a África

Cinegeografia Socialista é a secção do BEAST – Festival Internacional de Cinema que irá propor um debate sobre as relações entre a Europa de Leste e a África. O evento irá focar-se no cinema da Lituânia e terá lugar no Porto entre os meses de setembro e outubro.

A secção Cinegeografia Socialista do BEAST – Festival Internacional de Cinema vai explorar a historiografia e o debate público sobre a história das relações entre os vários países do Leste Europeu e os países do continente africano, que adotaram modelos socialistas durante as guerras para a libertação nacional, como também no período pós-independência.

O programa integrará uma selecção de filmes e um ciclo de conversas que problematiza a natureza e o impacto destas relações passadas no eixo Sul-Leste e os seus legados nos espaços pós-coloniais e pós-socialistas atuais.

Os cinco filmes selecionados apontam para o leque das relações estabelecidas ao nível das microhistórias que foram forjadas pela macrohistória das relações estabelecidas pelos movimentos africanos de libertação com vários países da Europa de Leste, começando com os anos 1960.

Our Africa BEAST
Our Africa © BEAST – Internacional Film Festival

No primeiro dia, debater-se-ão as ligações Moçambique-antiga Jugoslávia, através da solidariedade traduzida na coprodução da primeira longa moçambicana, com o apoio dos colegas jugoslavos. O segundo dia é dedicado a dois dos filmes do aclamado realizador Abderrahmane Sissako. Estes partem da história de vida do realizador mauritano que, na sua juventude, estudou na antiga União Soviética. Se “Octobre” [Outubro] fala sobre a história de amor entre um estudante africano na União Soviética e uma jovem russa, “Rostov-Luanda” explica a independência angolana de 1974 como um momento de busca, de transformação de um passado sempre presente. O último dia desta programação é dedicado aos newsreels que apresentam imagens de arquivo das visitas oficiais de Tito em África e da presença soviética no continente africano. Todas as sessões serão seguidas de um debate, com convidados ainda a confirmar.

As sessões especiais do programa deste ano do BEAST integram ainda três programas especiais: Queers Shorts, Animation Shorts e um VR Corner. O primeiro a dar um olhar sobre um tema emergente na cinematografia de leste através de uma selecção de filmes que procuram dar voz a uma contracultura ainda a braços com a forte influência de instituições religiosas na vida pública dos países da Europa de Leste, a segunda a mostrar uma nova vaga de realizadores que têm desafiado a estética e inovação da produção de animação. De acesso livre, o VR Corner explora novos formatos de narrativa que, tirando partido dos avanços da realidade virtual, questionam as influências entre o cinema e os videojogos, propondo um envolvimento directo entre o espectador e a obra.

As novas confirmações juntam-se ao já anunciado foco na cinematografia recente da Lituânia. A terceira edição do BEAST decorre no Porto entre os dias 28 de setembro e 6 de outubro no Cinema Trindade, no Cinema Passos Manuel, na Casa das Artes, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett e conta ainda com eventos paralelos como masterclasses, oficinas, concertos, entre outros, em vários espaços da cidade.

Lê Também:
BEAST | Festival Internacional de Cinema regressa com nova edição

CINEGEOGRAFIA SOCIALISTA [ BEAST 2019 ]

  • “O Tempo dos Leopardos”, Zdravco Velimorovic
    Moçambique, Jugoslávia, 1985, FIC, 104′
    Debate final com Camilo de Sousa (realizador), Isabel Noronha (realizadora) e Maria Paula
    Meneses (Centro de Estudos Sociais, UC)
  • “Octobre”, Abderrahmane Sissako
    Debate final com Rui Lopes (Universidade Nova de Lisboa)
    Mauritânia, 1992, FIC, 38′
  • “Our Africa”, Alexander Markov
    Rússia, 2015, DOC, 45’
    Debate final com Maria Paula Meneses e Bojana Videkanic
  • “Rostov-Luanda”, Abderrahmane Sissako
    Mauritânia, 1997, DOC, 60′
  • “Tito em África” (newsreel)
    Jugoslávia, 1970, DOC, 14′

PROGRAMAÇÃO ANIMATION SHORTS

  • Apart, Diana Cam Van Nguyen, 2018, FIC, República Checa, 10′
  • Daughter, Daria Kashcheeva, 2019, FIC, República Checa, 15′
  • Deep Love, Mykyta Lyskov, 2019, FIC, Ucrânia, 14′
  • Hide N Seek, Barbora Halířová, 2019, FIC, República Checa,7′
  • Imbued Life, Ivana Bošnjak, Thomas Johnson, 2019, FIC, Croácia, 12′
  • Somewhere, Paul Muresan, 2018, FIC, Roménia, 9'
  • Sowing, Maryna Miliushchanka, 2018, FIC, Alemanha, Bielorrússia, 7′
  • Take Me Please, Olivér Hegyi, 2018, FIC, Hungria, 13′
  • Untravel, Ana Nedeljković, Nikola Majdak Jr., 2018, FIC, Sérvia, 9′

PROGRAMAÇÃO QUEER SHORTS

  • 628, Anna Kuznetsova, 2018, FIC Rússia, 25′
  • I am Tired Of Being Alone, Jakub Jirásek, 2017, FIC, República Checa, 27′
  • In the Frame, Ion Gnatiuc, 2018, DOC, Moldávia, 17′
  • Prisoner of Society, Rati Tsiteladze, 2018, DOC, Geórgia, 16′

PROGRAMAÇÃO VR CORNER

  • Code of Freedom 13, Andrius Lekavicius, 2018, FIC, Lituânia, 10′
  • Trail of Angels, Kristina Buozyte, 2018, FIC, Lituânia, Bielorússia, 30′

Não percas este festival e descobre mais sobre o cinema europeu e mundial.

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Ângela Costa has 2366 posts and counting. See all posts by Ângela Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.