Bradley Cooper sobre American Sniper

 

Bradley Cooper é protagonista em American Sniper. Em entrevista à Deadline o ator falou sobre vários assuntos relacionados com o filme.

 

Inicialmente estava previsto que Bradley Cooper fosse produtor em American Sniper. Mas as coisas mudaram. “Tudo se resume aquilo que podemos fazer para que um filme se torne realidade. Tive necessidade de estar presente no filme para que ele fosse feito. O meu acordo de produção era com a Warner Bros e eles obviamente queriam que eu estivesse nos filmes que queria fazer. Mas eu pensava que não era a pessoa certa para estar no filme. Vi uma fotografia da personagem que ia desempenhar, e pensei nos meus 83 quilos e de ser de Philadelphia. O personagem tinha 104 quilos e era de Odessa. Pensei que o Chris Pratt seria uma boa escolha.”

 

american-sniper-bradley-cooper

 

LEIA TAMBÉM: AMERICAN SNIPER | FEATURETTE

 

Devido a estas especificidades Bradley Cooper teve de sofrer várias alterações para desempenhar o papel. “Tive que alterar a minha química corporal. Aprendi a falar como ele. Tive que ser bastante eficiente com duas armas de precisão e ser capaz de “limpar casas” com uma M4 e carregar aquele peso todo – tinha cerca de 27 a 34 quilos de equipamento. Para fazer isto tudo, sem ter que pensar nisso, requereu um tremendo trabalho de preparação, mas isso foi bom, porque na altura em que se começou a gravar eu estava preparado”.

Lê Também:
West Side Story revela posters das personagens

 

american-sniper-bradley-cooper

 

Depois da preparação necessária existiram alguns acontecimentos que levaram ao adiar de American Sniper. “Tu nunca sabes o que se vai passar. Eu falei com o Chris Kyle, mas as negociações prolongaram-se por cerca de 6 ou 7 meses, falei com ele uma vez pelo telefone, depois tive a exibição do Silver Linings Playbook no Walter Reed Theater. Recebi uma chamada a dizer que o Chris Kyle tinha sido assassinado. Foi uma coisa horrível e isso alterou tudo”.

 

american-sniper-bradley-cooper

 

LEIA TAMBÉM: AMERICAN SNIPER | PRIMEIRAS IMAGENS

 

Aquando destes acontecimentos, ocorridos em fevereiro de 2013, American Sniper nem estava em pré-produção. “O Jason Hall tinha acabado o guião. Estava tudo preparado mas não havia realizador. Comecei a ler sobre o Chris Kyle cada vez mais. O Steven Spielberg esteve para realizar o filme. Reunimo-nos várias vezes e falei com várias pessoas para desempenharem vários papéis. Mas por qualquer razão ele saiu do projeto, que eu totalmente respeito, fez isso de uma maneira muito gentil.”

Lê Também:
Nightmare Alley recebe primeiro trailer completo

 

american-sniper-bradley-cooper-sienna-miller

 

No final do dia foi Clint Eastwood o realizador de American Sniper. No meio de todos estes acontecimentos Bradley Cooper ligou-se emocionalmente com a personagem que viria a interpretar. “Quando pesquisei sobre o Chris Kyle eu simplesmente adorei-o. Há algo de diferente em representar uma pessoa real. A Taya, mulher de Chris Kyle, deu-lhe outra vida. Eu tenho as suas correspondências de e-mails e vídeos. Ela fez bastantes vídeos dele porque ela não sabia se ele iria voltar. Foi algo de emocional. Eu estaria a mentir se dissesse que não tinha chorado um monte de vezes. Foi uma coisa estranha. Foi em fevereiro de 2013 que ele morreu, e eu estava a ver vídeos de novembro, e eu sabia que este tipo iria morrer três meses depois.”

 

LEIA TAMBÉM: 30 FILMES PARA VER ATÉ FINAL DO ANO (I)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *