© Treyarch

Call of Duty: Warzone | Banidos mais de 500.000 jogadores

A co-desenvolvedora de “Call of Duty: Warzone”, Raven Software, revelou que mais de 500.000 batoteiros foram banidos dos servidores do famoso battle-royale.

Num tweet recente do canal oficial de comunicação social do estúdio, a empresa disse que depois da onda de bans do dia 13 de maio (que baniu mais de 30 mil contas de batoteiros), o número total de bans já está a ultrapassar o meio milhão de contas.

Lê Também:
Resident Evil Village, em análise

Sem dúvida que, num esforço para se abster de divulgar métodos ou meios de fraude, a empresa parou de revelar que tipo de comportamentos resultariam num ban, e não esclareceu que proporção desses 500.000 eram atribuídos às várias plataformas em que o jogo está disponível para ser jogado. “Call of Duty: Warzone” tem estado sob fogo da comunidade, depois da completa inundação de hackers que tem vindo a dar lugar a muita frustração. Em causa está também a facilidade em arranjar software grátis que consiga oferecer este tipo de vantagens aos jogadores, bem como o quão simples é a criação de uma nova conta apenas com o intuito de voltar a fazer batota no campo de batalha. Este tipo de ambiente levou também muitos dos jogadores das consolas a desligar a opção de cross-play para não se encontrarem com cheaters, mesmo com a consequência de um maior tempo de espera para encontrar uma partida.

Call Of Duty: Warzone
© Activision

Tanto a Raven Software, como a Activision estão determinados a eliminar todo o tipo de batoteiros. Para o comprovar, a Activison lançou um post onde se pode ler o seguinte:

Sabemos que os batoteiros estão constantemente à procura de vulnerabilidades, e continuamos a dedicar recursos 24 horas por dia, 7 dias por semana, para identificar e combater batoteiros, incluindo aimbots, wallhacks, trainers, stat hacks, text hacks, leaderboard hacks, injetores, editores hexadecimais e qualquer software de terceiros que seja usado para manipular dados ou a memória do jogo.

Estas ban waves têm aparecido periodicamente, milhares e milhares de contas a serem banidas – por vezes até forçando os hackers a jogar uns contra os outros. Um criador de cheats chegou mesmo a ser forçado a pedir desculpa à comunidade por causar frustração nos jogadores.

O que tens a dizer do estado de “Call of Duty: Warzone”? Achas que os cheaters são um problema?

André Silva

Host do podcast "Duplo Sentido". Provavelmente o jogador mais azarado do mundo, o fanático por tecnologias e videojogos conseguiu vingar no pequeno grande mundo dos eSports (mesmo que por pouco tempo).

André Silva has 168 posts and counting. See all posts by André Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *