Emmys 2015 | Rescaldo das nomeações

 

Após revelados os nomeados aos Emmys 2015, é tempo de fazer uma breve análise acerca das surpresas e desilusões deste ano.

Todos os anos o ritual é o mesmo. Fica tudo colado ao ecrã para saber se as suas séries e atores favoritos conseguiram as merecidas nomeações aos Emmys, e todos os anos há quem fique revoltado ou desiludido porque os seus preferidos foram injustamente deixados de lado ou esquecidos, e há quem estoire foguetes porque aquela série ou aquele ator conseguiram, finalmente, as merecidas nomeações. Assim, a divulgação dos nomeados de 2015 ao Emmy continuou a tradição de deixar as opiniões bastante divididas.

LÊ MAIS: Emmys 2015 | Game of Thrones e HBO dominam Lista de Nomeações

Atualmente a produção televisiva é enorme e só num ano são transmitidas centenas de séries. Ora, naturalmente, torna-se complicado acompanhar todas as séries que estão ao dispor nos mais diversos canais ou serviços online, e os elementos da Academia não conseguem ver tudo, e se não vêem, não votam. Isto não serve de desculpa quando, por exemplo, uma série já tem um certo número de temporadas e uma enorme popularidade entre o público, e os elementos da Academia, decidem mesmo assim ir pelo caminho mais fácil, votando nas mesmas séries dos anos passados, mesmo que não seja totalmente merecido. Mas vamos então ao rescaldo das nomeações deste ano, começando pelas surpresas!

 

As grandes e agradáveis surpresas deste ano!

 

Emmys

A primeira surpresa que as nomeações dos Emmys 2015 trouxeram foram as onze nomeações para a série da Amazon, Transparent, de Jill Soloway, estando na corrida para a Melhor Série de Comédia. Em seguida tivemos as treze nomeações para a mini-série Oliver Kitteridge, da HBO. A surpresa aqui não está tanto no facto de estar nomeada, porque sendo da HBO era expectável que tivesse alguma nomeação, mas sim ser o terceiro projeto televisivo com mais nomeações este ano, ficando à frente de nomes como Mad Men ou House of Cards. Uma das nomeações que deixou o público mais satisfeito foi a de Tatiana Maslany (Orphan Black) na categoria de Melhor Atriz numa Série Dramática. Após a Academia ter ignorado a atriz durante os últimos dois anos e dos fãs terem deixado bem claro o quão injusto era, os jurados dos Emmys decidiram ver Orphan Black e perceberam finalmente por que é que esta nomeação era tão exigida pelo público. O festejo dos fãs foi inevitável e a BBC America fez questão de documentar algumas das reações.

Lê Também:
Halle Berry luta por redenção em Bruised

 

Orange Is the New Black deixou de ser cómica para os Emmys

 

Emmys

Depois da Academia ter mudado as regras e de ter recusado que a série Orange is The New Black concorresse nas categorias de comédia, a sorte não parecia estar do lado do drama prisional de Jenji Kohan. Contudo a série conseguiu ainda assim a nomeação para Melhor Série Dramática, Melhor Atriz Secundária (Uzo Aduba), Melhor Ator Convidado (Pablo Schreiber), e Melhor Casting num Série Dramática, totalizando menos 10 nomeações que no ano anterior.

LÊ AINDA: Orange is The New Black é renovada para a quarta temporada

Dentro do género Comédia destaca-se a série Parks and Recreations que chegou à sua temporada final e já não era nomeada para Melhor Série desde 2011. A nomeação do ator Anthony Anderson (Black-ish) para Melhor Ator, surpreendeu muita gente, já que Jim Parsons (The Big Bang Theory), vencedor dos últimos três anos na categoria, foi deixado de lado este ano.

Uma nomeação que deixou muitas pessoas espantadas foi a do filme Grace do Mónaco, de Nicole Kidman, como Melhor Telefilme. O filme abriu o Festival de Cannes de 2014 e recebeu duras críticas, acabando por não estrear nos cinemas dos Estados Unidos. Contudo, em abril desse ano, Grace do Mónaco estreou no canal Lifetime, com uma versão diferente da que foi mostrada em Cannes, e parece que foi bom o suficiente para agradar os elementos da Academia e conseguir a nomeação ao Emmy.

LÊ MAIS: Grace do Mónaco, em análise

 

E as maiores injustiças deste ano vão para…

 

Emmys

E agora o momento das desilusões. Empire, uma das séries mais populares do momento, não conseguiu a nomeação numa das categorias mais importantes dos Emmys, conseguindo apenas a indicação para Taraji P. Henson na categoria de Melhor Atriz, já que nem Terrence Howard foi nomeado para Melhor Ator. The Americans foi outra série que ficou de lado, mais uma vez, embora seja uma das melhores séries dramáticas da atualidade e seja aclamada pela crítica. A série teve apenas duas nomeações onde se inclui a categoria de Melhor Atriz Convidada numa Série Dramática. The Affair, da Showtime, embora tenha sido bem sucedida nos Globos de Ouro, não teve nenhuma nomeação para os Emmys este ano, tal como aconteceu com a série da CW, Jane The Virgin.

Lê Também:
Fear the Walking Dead T7 | A temporada em imagens

LÊ AINDA: Empire | Segunda temporada já tem data de estreia

walkingdead-unbreakable-penny

Por mais popular e aceite que a série seja, The Walking Dead continua a não ter direito a nomeações em categorias importantes dos Emmys. Uma das grandes ausentes na categoria de Melhor Atriz numa Série Dramática é, sem dúvida, Eva Green (Penny Dreadful), mas parece que a sua performance ainda não foi suficientemente boa para agradar os jurados dos Emmys. Unbreakable Kimmy Schmidt conseguiu a nomeação na categoria de Melhor Série de Comédia, contudo a sua protagonista, Ellie Kemper, a principal responsável pelo sucesso da série, não recebeu qualquer tipo de nomeação, o que é no mínimo estranho. Por último, The Good Wife, uma das melhores séries dramáticas dos últimos tempos, continua sem conseguir marcar presença no grupo de nomeados ao Emmy, pela quarta vez consecutiva.

LÊ MAIS: The Walking Dead | Sexta temporada já tem data de estreia internacional

 

Netflix e Amazon cada vez mais perto do trono dos Emmys

 

Embora a hegemonia dos Emmys esteja agora do lado dos canais por cabo, o ano de 2015 é também o ano em que os serviços de streaming como a Netflix e a Amazon ultrapassaram os canais de televisão dos EUA, conseguindo quatro indicações nas categorias de Melhor Série de Comédia e Melhor Série Dramática, uma conquista marcante para as plataformas digitais. Tal como aconteceu à Netflix há dois anos atrás, a Amazon estreou-se nos Emmys de uma forma quase bombástica, não tendo qualquer nomeação no ano passado e passar para doze nomeações este ano, muito graças à série Transparent. Como não poderia deixar de ser, a HBO foi novamente o canal mais nomeado, arrecadando no total 126 nomeações, onde se incluem as 24 de Game of Thrones, série mais nomeada deste ano.

 

 

Filipa Machado

Uma fã da 7ª Arte, adora ler e passar as suas folgas a fazer maratonas de séries e não pode viver sem um pouco de anime no seu dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *