Festivais de Verão | ©NOS Alive

Este ano os festivais de verão foram cancelados

Já é oficial, “até 30 de setembro de 2020” todos os festivais de verão estão proibidos. Irá ser emitido um voucher com o valor do preço pago.

Foi decidido em Conselho de Ministros que este ano não haverá festivais de verão “e espetáculos de natureza análoga”.

Num comunicado o Governo de António Costa escreveu: ” impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de setembro de 2020″, sendo, por isso necessário “a adopção de um regime de carácter excepcional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”.

Lê Também:
Filmes adiados devido ao Covid-19 (em atualização)

Para os concertos e festivais entre 28 de fevereiro de 2020 e 30 de setembro de 2020 que não possam decorrer devido à pandemia,  “prevê-se a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago, garantindo-se os direitos dos consumidores”, lê-se em comunicado. O vale atribuído é o substituto do reembolso aos consumidores, pelas iniciativas não realizadas.

Festivais  de verão como o NOS Alive, Super Bock Super Rock, MEO Sudoeste, Vodafone Paredes de Coura, EDP Vilar de Mouros, NOS Primavera Sound,o EDP Cool Jazz, o Sumol Summer Fest entre viram a sua edição deste ano cancelada.

Tinhas adquirido bilhete para algum festival de verão?

Cátia Santos

Observadora, comunicadora, crítica, muito curiosa, apaixonada pela escrita criativa e informativa. Devoradora de livros e de música, com um especial gosto por tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *