Crédito editorial: Denis Makarenko / Shutterstock.com (ID: 43676548)

Quentin Tarantino acusado de racismo ao escrever este famoso filme

Poucos sabem que o realizador Quentin Tarantino escreveu este filme nomeado para três Óscares. Descobre mais neste artigo.

O realizador Quentin Tarantino (“Era uma vez… em Hollywood“, “Os Oito Odiados”) esteve envolvido num projeto dos anos 90 muito conhecido mundialmente, mas muitos poucos sabem. “Crimson Tide”, ou na tradução portuguesa “Maré Vermelha”, foi uma famosa longa-metragem de ação que quase todos viram na época do seu lançamento em 1995.

Lê Também:   Netflix vai lançar mais uma série live-action baseada em mangá

A narrativa decorre na era pós-soviética e conta a história de um motim entre o capitão de um submarino e o seu vice -comandante quando recebem a ordem de se aproximar da costa da Rússia para realizarem um ataque. Eis a sinopse oficial:

Num submarino de mísseis nucleares dos EUA, um jovem primeiro oficial encena um motim para impedir que o seu capitão de gatilho alegre lance os mísseis da sua embarcação antes de confirmar as suas ordens para o fazer.

Quentin Tarantino
Editorial credit: Andrea Raffin / Shutterstock.com

A produção, realizada por Tony Scott, consagrado realizador pelo clássico “Top Gun” de 1986,  foi um sucesso de bilheteria com mais de 150 milhões de dólares acumulados. Ainda assim, não se tornou num dos filmes mais icónicos do género. Tarantino esteve envolvido no argumento original, mas o seu nome não consta nos créditos do filme devido a uma polémica entre o cineasta e o ator protagonista do filme, Denzel Washington (“The Tragedy of Macbeth”, “The Equalizer”).


De acordo com os relatos da época, Washington ficou ofendido com alguns dos diálogos de Tarantino. Considerou-os mesmo racistas e criticou-o em frente a toda a equipa da produção. O argumento foi originalmente escrito por Michael Schiffer, mas Tony Scott pediu a Tarantino uma revisão criativa.

Lê Também:   Filmin | 10 Filmes para veres antes que deixem o streaming

O elenco do filme era de luxo, além de Washington consta na lista de nomes Gene Hackman, Viggo Mortensen e James Gandolfini. Apesar das polémicas, o filme foi um sucesso junto do público e um ano após o seu lançamento, em 1996, teve presença nos óscares da Academia com três nomeações para: Melhor Banda Sonora, Melhor Montagem e Melhores Efeitos Visuais.

TRAILER | TARANTINO FOI ACUSADO DE RACISMO POR DENZEL WASHINGTON

Sabias esta curiosidade antiga sobre o conhecido realizador?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *