Filmes que teriam um melhor final se usassem um smartphone

Existem imensos filmes famosos que teriam tido histórias mais simples e finais felizes garantidos se as personagens tivessem possibilidade de aceder a um smartphone com internet.

Imensas mortes, finais trágicos, e jornadas difíceis podiam ter sido evitadas com a simples utilização de um telemóvel com acesso à internet, quer seja por pedir direções no Google Maps, enviar mensagens através do WhatsApp ou simplesmente procurar uma crítica online no TripAdvisor.

Segundo o website Plusnet, aqui estão algumas das histórias de famosos filmes que teriam sido muito diferentes com o recurso a um smartphone.

O Senhor dos Anéis (Lord of the Rings):

Filmes final com smartphone

Com um smartphone e uma aplicação baseada em mapas, Frodo e Sam teriam chegado facilmente a Mount Doom, evitando grande parte das dificuldades pelo caminho. Sauron seria facilmente derrotado… se calhar demasiado facilmente.

Psycho:

Filmes final com smartphone

Se qualquer das personagens do clássico de Alfred Hitchcock tirassem uns minutos do seu tempo para ver o TripAdvisor antes de alugarem um quarto no Motel Bates, teriam visto quão sombrio o local era e nunca quereriam tirar lá ferias.

Lê Também:
Doutor Sono será mais longo que The Shining

O Náufrago (Castaway):

Filmes final com smartphone

Se a personagem de Tom Hanks tivesse um smartphone no bolso, além de pedir ajuda poderia utilizar o seu tempo de forma mais útil, a pôr em dia as suas séries ou a ler o jornal. Sem precisar de falar com uma bola de vólei…

The Shining:

Filmes final com smartphone

Com um smartphone, Jack e os seus filhos estariam demasiado ocupados a atualizar o estado do Facebook ou a jogar Angry Birds para ficarem aborrecidos no hotel e chegarem à loucura.

Fight Club:

Filmes final com smartphone

Toda esta história teria sido evitada se a personagem de Edward Norton tivesse simplesmente tirado uma selfie de si e Tyler Durden para postar no Facebook ou no Instagram – rapidamente se aperceberia que não havia mais ninguém na fotografia. Embaraçoso…

The Ring – O Aviso (The Ring):

Filmes final com smartphone

Se qualquer uma das personagens de The Ring tivesse pegado num smartphone logo no início do filme, uma visita rápida ao IMDB ou Rotten Tomatoes e teriam perdido a ideia de tirar o leitor de VHS do sótão. Produção fraca, som tremido, sem mencionar o facto de que podíamos morrer se o víssemos.

Lê Também:
Doutor Sono será mais longo que The Shining

O Tesouro de Natal (Jingle All The Way):

Filmes final com smartphone

Quando Howard Langston se determina a comprar para o filho um boneco de ação do seu herói de televisão favorito, para o Natal, já viram o quão mais fácil teria sido a sua compra se tivesse procurado no seu telemóvel em que loja estava disponível? Aplicações como Amazon ou eBay poderiam ter sido um bom local para procurar, sem ser preciso perder todo o tempo do filme a percorrer lojas.

 

Não seriam tão interessantes, pois não? E vocês, conseguem pensar em mais algum filme que acabaria muito mais rápido com utilização de um smartphone e de acesso à Internet? Partilhem connosco as vossas ideias! 

Ana Rodrigues

Seriófila, e amante das artes cinematográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *