Horas Decisivas, mini-crítica

 

Horas Decisivas é um excelente filme e possivelmente um candidato aos óscares 2017. Pouco lhe falta para alinhar com o Titanic

FICHA TÉCNICA

horas decisivas

Título Original: The Finest Hours
Realizador: Craig Gillespie
Elenco: Chris Pine, Ben Foster, Casey Affleck, Eric Bana, Holliday Grainger, Rachel Brosnahan
Género: Animação, Comédia, Drama
NOS | 2015 | 94 min[starreviewmulti id=18 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’] 

 

The Finest Hours de seu título original, é um épico digno de figurar na melhor galeria de clássicos e em particular das epopeias no mar, um tema querido do cinema de todas as épocas.

Horas Decisivas

Baseado em factos verídicos sobre o maior resgate marítimo levado a cabo de uma pequena embarcação da Guarda Costeira, a história tem lugar em New England, 18 de Fevereiro de 1952, no decurso da imensa tempestade que atingiu e destruiu diversas cidades costeiras bem como o petroleiro SS Pendleton, que se dirigia para Boston, e que ficou partido ao meio com 30 marinheiros a bordo. Os destinos de Bernie Webber (Chris Pine) capitão da Guarda Costeira e de Ray Sybert (Casey Affleck) primeiro engenheiro assistente a bordo do petroleiro prestes a afundar-se, vão se cruzar e serão determinantes no desenrolar da ação.

Horas Decisivas

LÊ MAIS: Guia das Estreias de Cinema

As Horas Decisivas é um daqueles filmes, cujas palavras para o descrever, parecem sempre curtas e pequenas perante a dimensão e escala da experiência cinematográfica, especialmente em Imax 3D, formato para o qual, como poucos,  o filme parece realmente talhado. Um tema grande, com heróis superlativos, mas sem super-heróis. Um grande filme de ação, não tanto sobre a sobrevivência como uma primeira leitura sugere, mas sobretudo sobre quanto é difícil senão impossível algo ou alguém ter sorte, sem muito se fazer para isso.

Tens que sair, mas não tens de voltar.

  • Andy Fitzgerald, guarda costeira americana, engenheiro de 3ª classe , 1952

Filmado magistralmente, As Horas decisivas conta com um abundante e magnífico elenco de secundários com destaque para Casey Afleck, Eric Bana, e ainda um Chris Rock à altura do projecto. Brilhante também a bela Holliday Grainger da qual muito nos orgulhamos de termos publicado uma sua entrevista em exclusivo, por ocasião da estreia do filme.

Horas Decisivas

LÊ MAIS: Horas Decisivas | A História Verídica

 

O Melhor – A realização (Craig Gillespie) e Carter Burwell, compositor de mais uma magnífica banda sonora sua.

O Pior – Nada a assinalar, a não ser o facto de nos tempos que correm, haver infelizmente tão poucos filmes da fibra deste!

 

RR 

 

Rui Ribeiro

Engenheiro, publisher, melómano e audiófilo, daqueles que ainda vão ao cinema, compram vinil, cd's, blu-rays, a Empire e a Stereophile em papel.

Rui Ribeiro has 1202 posts and counting. See all posts by Rui Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.