novo realizador de james bond

Realizador de Beasts of No Nation é o novo responsável por James Bond

“James Bond” ganhou o seu 25º realizador. O escolhido foi Cary Fukunaga, realizador de “Beasts of No Nation” e de “True Detective”.

Depois de Danny Boyle anunciar a sua saída do projeto, no mês passado, “Bond 25” ficou sem realizador. A saída ter-se-á dado a diferenças criativas com os produtores Michael G. Wilson, Barbara Broccoli e Daniel Craig. Recentemente, Cary Fukunaga, conhecido pelo seu trabalho em “Beast of No Nation” (que contou com a participação de Idris Elba, em 2015), foi anunciado como o novo responsável pela realização do projeto.

Apesar de não ter sido confirmado, supostamente, Danny Boyle retirou-se da realização de “Bond 25”, uma vez defendia a ideia de matar o espião britânico no filme. Como seria de esperar, ninguém concordou consigo, então, o cineasta abandonou o projeto.

Lê Também:
Os Filmes em que a Apple foi a estrela

De acordo com o anúncio no Twitter oficial do filme, o novo “James Bond” começará a ser filmado em Londres, nos Pinewood Studios, a partir de 4 de março de 2019. O lançamento mundial está previsto para 14 de fevereiro de 2020. Sendo que estreará alguns meses depois da data originalmente marcada.

Assim, com a chegada deste novo realizador, Cary Fukunaga torna-se, então, o primeiro cineasta americano a realizar um filme da franchise de “James Bond”.

Estamos ansiosos para trabalhar com o Cary. A sua versatilidade e inovação fazem dele uma excelente escolha para a nossa próxima aventura de James Bond.

Quando questionado sobre o que iria adicionar ao novo filme, Fukugana respondeu que não fazia a menor ideia mas que esperava que o máximo possível. Quanto a trabalhar com Daniel Craig, disse estar muito entusiasmado pois “ele é um ator genial e uma lenda”.

TRAILER | O ÚLTIMO FILME DE JAMES BOND

O que pensas desta nova contratação para o filme?

Catarina Novais

Eternamente apaixonada pelo mundo do cinema e por tudo o que está ligado à sétima arte. Seriófila nos tempos livres. A escrita e música também são dois vícios permanentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *